Terça-feira, 13 de Novembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1013
Menu

E-NOTíCIAS >

Imprensa dos EUA pede investigação transparente

05/10/2007 na edição 453

Uma coalizão de organizações de mídia pediu ao governo federal americano que impeça a investigação sobre um desastre em uma mina de carvão até que o juiz decida tornar públicas as audiências. O Departamento do Trabalho dos EUA não permite que o público assista às entrevistas durante a investigação governamental sobre o desastre, ocorrido em agosto, em Utah.


Acredita-se que seis mineiros tenham morrido no acidente, embora seus corpos não tenham sido encontrados. Dez dias após o desabamento, três pessoas, incluindo um inspetor do Departamento de Saúde e Segurança das Minas, morreram quando cavavam um túnel para tentar resgatar os mineiros.


Movimento


O jornal Salt Lake Tribune pediu que as audiências feitas pela Administração de Saúde e Segurança das Minas fossem abertas ao público, mas o pedido foi negado. A AP, a CNN, o Deseret Morning News of Salt Lake City e a Utah Media Coalition, associação de jornais, emissoras e organizações jornalísticas do estado, uniram-se ao diário para exigir uma ordem temporária que proíba que a investigação continue. ‘Repórteres não ficam em escritórios dos promotores ou de perícias, então por que os advogados do Salt Lake Tribune pensam que este caso é diferente de qualquer outra investigação?’, rebateu David Jones, porta-voz do Departamento do Trabalho.


O acidente ocorreu um ano depois que vários desastres em minas de carvão geraram novas leis de segurança em minas e levantaram questões sobre o papel da Administração de Saúde e Segurança das Minas, do Departamento do Trabalho. Informações da Associated Press [1/10/07].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem