Quarta-feira, 23 de Maio de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº988
Menu

E-NOTíCIAS > MÍDIA RADIOFÔNICA

Instrumento de conhecimento e valorização do cidadão

Por Francisco Djacyr Silva de Souza em 09/09/2008 na edição 502

O rádio é um instrumento de comunicação de grande importância na sociedade e já faz parte de todo o processo histórico de nossas comunidades através de suas emissões, que sempre buscaram a cidadania, o conhecimento e a valorização do cidadão. A história deste meio de comunicação e as diversas nuances envolvidas no seu processo técnico e de suas mensagens merecem ser enaltecidas e divulgadas para que todos possam saber de sua importância e lutar pela sua valorização.

É preciso discutir o processo histórico da criação do rádio e a valorização dos que fazem parte de suas emissões e de seu desenvolvimento. O rádio é de grande importância para a organização do povo e para o fortalecimento da cidadania. É preciso que todos os que estejam direta ou indiretamente envolvidos na construção do rádio saibam criar mecanismos para o desenvolvimento pleno deste meio de comunicação no mundo atual.

O rádio é uma mídia poderosa e que faz parte do cotidiano de muitas pessoas. Daí ser vital que se invista na sua popularização e na conquista de mais ouvintes para que todos possam entender que o rádio tem papel vital na interação entre pessoas e no fortalecimento da comunicação cidadã, voltada para melhoria do nível de vida de nossos povos.

Emissões pautadas na agressão

É preciso que os que pretendam entrar na imprensa aprendam o valor do rádio e procurem buscar sempre o histórico deste meio de comunicação para compreender seu papel na evolução e no processo de formação política de nosso povo. A história do rádio é repleta de exemplos de sua importância e valor no mundo das comunicações.

Os ouvintes de rádio têm de se organizar para exigir a melhoria da programação e mais investimentos no crescimento deste meio de comunicação para que este possa concorrer em pé de igualdade com outras mídias e seu público aumente, dando ao seu processo um valor que é vital para o desenvolvimento de uma comunicação verdadeira, democrática e voltada para a melhoria do padrão de vida dos povos.

Os supostos proprietários deste meio de comunicação têm de acreditar no seu valor, e não dar a ele importância apenas econômica, procurando verificar seu valor na formação cultural do povo e banindo das programações emissões meramente pornofônicas e pautadas na agressão aos ouvintes com mensagens preconceituosas e atreladas aos poderosos. O rádio é povo e pelo povo deve ser ouvido e acreditado.

******

Professor, Fortaleza, CE

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem