Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

E-NOTíCIAS > CASA BRANCA

McClellan vai testemunhar sobre caso Valerie Plame

12/06/2008 na edição 489

O ex-porta-voz da Casa Branca Scott McClellan irá testemunhar diante do Comitê Judiciário da Câmara dos Representantes na próxima semana sobre as alegações de que o vice-presidente dos EUA, Dick Cheney, teria ordenado que ele divulgasse informações falsas sobre o vazamento da identidade da agente da CIA Valerie Plame. Segundo os advogados do ex-porta-voz, ele aceitou o convite do presidente do comitê, John Conyers, para testemunhar em 20/6.


McClellan lançou no início de junho o livro What Happened, sobre o período em que trabalhou no governo de George W. Bush, entre 2003 e 2006. Entre outras acusações, ele afirma, no livro, que foi enganado por funcionários do alto escalão da Casa Branca, entre eles – possivelmente – Cheney, sobre o papel de Lewis Libby no vazamento. Libby era chefe de gabinete do vice-presidente.


A identidade de Valerie, casada com um diplomata crítico a Bush, foi vazada à imprensa em 2003. O caso gerou uma investigação que terminou com o indiciamento e condenação do então chefe de gabinete. O estrategista político Karl Rove, amigo do presidente, também foi acusado de participar do vazamento. Informações da AP [9/6/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem