Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

E-NOTíCIAS > OFENSA À HONRA

O desrespeito do buscador Google

Por Meg Barros em 06/01/2009 na edição 519

Quem preencher o espaço de pesquisa do site de busca Google com a palavra ‘mentiroso’ vai deparar, logo como primeira resposta, com o link da Wikipédia (enciclopédia virtual) que leva direto à biografia do (pasmem!) presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Mais que um erro, quase um crime de lesa-pátria ou, no mínimo, um desrespeito: ofender a honra do presidente da República do Brasil, uma nação soberana e politicamente independente, num site mundialmente acessado é, primeiramente, um ato que atenta contra a diplomacia do país de origem da empresa fundadora/mantenedora do Google. Depois, é um ato de estupidez nefasta contra a honra de um chefe de nação e de uma irresponsabilidade inescusável.

A questão é: o que levaria um portal de busca do porte do Google, reconhecido pela credibilidade das informações, com conteúdo profissionalmente triado e cuja técnica é imitada por inúmeras empresas, a ofender o chefe maior do Poder Executivo do Brasil? Seria a ambição por um público antigovernista? Ou simplesmente fazer uma brincadeirinha de mau-gosto? Ambas as respostas são inaceitáveis.

Perplexos e ofendidos

Sabe aquela mensagem do comercial das sandálias Havaianas em que dois brasileiros estão numa barraca de praia reclamando do país? Aí chega um argentino e concorda com eles, o que os faz mudar imediatamente de idéia, discordando do argentino. É isso. Qualquer brasileiro que critique o nosso presidente no fundo sente raiva quando vê qualquer um de fora nos criticando.

O fundador da Wikipédia, Jimmy Wales, ou seus prepostos, certamente conhecem a relação que o Google faz entre o referido adjetivo e a biografia do presidente Lula produzida pela sua enciclopédia virtual. Jimmy que, aliás, pede doações aos internautas na página da Wikipédia posto que a instituição precisa de dinheiro para ajudar a cobrir custos operacionais da enciclomedia que ‘não tem fins lucrativos’.

Mentiroso por mentiroso, eu confio no presidente do meu país. Como eu, 80% dos brasileiros. Por isso, rebato e reclamo da ousadia do Google em mexer com quem gere, a meu ver, com muita responsabilidade e competência, a nação.

O Google errou e errou feio porque dentre o incontável grupo de internautas brasileiros que acessam o Google muitos deles acabam perplexos e no fundo, também ofendidos, como eu. Nada justifica o desrespeito ao presidente de um país.

******

Bacharel em Direito e estudante de Jornalismo, Belém, PA

Todos os comentários

  1. Comentou em 07/01/2009 Carlos N Mendes

    Piada ou não, brincadeira ou não, atingiu seu objetivo : deu mais uma patada no Lula. Não é coisa de estudante secundarista, e não é a primeira do gênero. o deputado do PFL Onyx Lorenzoni disse que ‘ o negócio é dar golpe abaixo da cintura do Governo todo o dia, golpear o fígado, o rim, e não pode errar o soco’. Pergunte-se se algum deles tem interesse de deixar o Brasil um país melhor do que encontrou.

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem