Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

E-NOTíCIAS > CONVERGÊNCIA DIGITAL

Qual será o ‘twitter’ de 2010?

Por Carlos Tourinho em 05/01/2010 na edição 571

Em 2009, você – pelo menos – ouviu falar no Twitter. Ou não? Pois não tenho dúvidas de que no mundo da comunicação, o Twitter, a rede social da internet, foi a grande novidade do ano que acabou. E a concorrência não foi fácil.

A TV digital se espalhou pelo Brasil. A indústria e o comércio apresentaram os pequenos aparelhos para se assistir televisão na rua e as grandes telas para assistir em casa. Mas a nova tecnologia ainda não caiu ‘no gosto’, digamos assim, do telespectador tradicional de televisão. A TV digital é irreversível, mas ainda tem um componente econômico que a limita: os novos aparelhos são caros. Já a TV por assinatura teve um crescimento de 13,3% em 2009, atingindo mais de 7 milhões de lares brasileiros. Um bom avanço, mas um número absoluto ainda longe do potencial do mercado.

O acesso à internet também cresce, alcançando agora a baixa renda, de acordo com o IBGE. Mas o instituto ainda alerta para um ‘apagão digital’ entre as camadas da população de menor poder aquisitivo. Na telefonia celular, o número de usuários no Brasil é um caso de sucesso: chegamos à incrível marca de 168 milhões de aparelhos celulares, o que representa 87,6 aparelhos para cada 100 habitantes.

Uma revolução que vem sendo construída ano após ano. Outra novidade de 2009 foi a chegada ao Brasil do e-book Kindle, o leitor digital de livros e jornais. Este, apesar de toda a expectativa, ainda está engatinhando e, provavelmente, boa parte da população nem saiba de sua existência.

Aposta na convergência

Já o microblog Twitter é a rede social mais usada atualmente no Brasil, superando o site de relacionamentos Orkut. Vai se saber o porquê. Talvez pelo fato de se escrever pouco – no máximo 140 toques – o deixe mais afeito ao perfil do internauta e também por sua instantaneidade. A velocidade com que esta ferramenta chegou colocou-a ‘no lado da janela do ônibus’ como diria o jogador Romário. Com pouco mais de um ano de existência já influenciou outras redes sociais que criaram ferramentas semelhantes. Para os jovens o Twitter ‘é tudo’ e algumas das então revolucionárias possibilidades da internet já não atraem. Outro dia, minha filha Sofia, de 12 anos, disse que e-mail é ‘coisa de velho’. Fiquei pensando: e a internet, é velha ou nova?

Mas, enfim, quem se habilita a dizer qual será a grande estrela de 2010? Uma das ferramentas citadas aqui? Ou algo que ainda está nas bancadas dos laboratórios? Se me coubesse o papel de adivinho destinado aos magos de fim/início de ano, eu diria que diante da velocidade e da grandiosidade das mudanças a que temos sido habituados neste século 21, poucas delas terão chance de – individualmente – vir a se tornar algo muito surpreendente.

Eu apostaria que a convergência – ou seja, o diálogo entre estes equipamentos e ferramentas – a partir da universalização da banda larga é será o novo salto, gerando a mudança de paradigma. Este conceito, mais do que um aparelho, poderá nos levar a uma interatividade entre produtores e consumidores jamais experimentada nesta ainda recente revolução digital planetária. E, quem sabe, por este caminho, diminuir as diferenças entre ricos e pobres neste novo mundo. Seria muito mais do que um novo ‘twitter’ da temporada.

******

Especialista em Estudos Avançados de Comunicação e em Economia para Jornalistas, pesquisador associado à Intercom e à Sociedade Brasileira de Pesquisa em Jornalismo; chefe de reportagem e editor da TV Gazeta/Rede Globo (Vitória, ES)

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem