Quarta-feira, 14 de Novembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1013
Menu

EDIçãO BRASILEIRA DA COLUMBIA JOURNALISM REVIEW >

Vida longa ao Projor

Por Angela Pimenta em 24/04/2018 na edição 984

Voltado a temas como integridade noticiosa, jornalismo local e inovação, instituto completa 20 anos de empenho em aprimorar a profissão

O Projor – instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo, completa 20 anos renovando o compromisso de nosso fundador, Alberto Dines, com a reflexão e o aprimoramento da prática jornalística. O olhar retrospectivo é um dos eixos de um evento comemorativo planejado em parceria com o Labjor, o Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Trabalhamos também em projetos da atual diretoria: Adriana Garcia (Operações), Pedro Varoni (Editorial), além do associado Francisco Belda, coordenador acadêmico do Projeto Credibilidade. Nossa agenda aborda temas como integridade noticiosa, jornalismo local e inovação. Realizamos parcerias com instituições como a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), Unicamp e o Google. A seguir, um resumo do nosso plano de trabalho em 2018.

Observatório da Imprensa – Desde 2017, o site do Observatório é hospedado gratuitamente pelo Labjor. Uma de nossas prioridades é fortalecer a plataforma de conteúdo (CMS), tornando-a mais ágil e estável. Concebido como um fórum pluralista de crítica da mídia, o Observatório conta com um vasto arquivo de 22 anos. Publicamos textos de colaboradores voluntários para fornecer perspectivas e opiniões diversas, a fim de neutralizar a intolerância e o discurso do ódio. Também no âmbito do Observatório trabalhamos em dois novos projetos: Cartas na Mesa e Atlas da Notícia.

Cartas na Mesa – Por meio de uma parceria com o curso de jornalismo da ESPM, estamos produzindo uma série de programas no formato web audiovisual reunindo duplas de jornalistas de expressão, como Clóvis Rossi e Ricardo Kotscho, para debater temas como desafios éticos, desinformação, a relação entre democracia e jornalismo e inovação do jornalismo digital. Gravados nos estúdios da ESPM, os programas serão publicados no YouTube.

Atlas da Notícia – Lançada em novembro em parceria com o Volt Data Lab, a primeira edição do Atlas, um levantamento inédito, revelou a ausência de veículos impressos e/ou digitais em 4.500 dos 5.570 municípios brasileiros. Nesses chamados “desertos de notícias” vivem cerca de 70 milhões de pessoas. Em 2018, além de agregar dados da radiodifusão, planejamos criar uma rede de pesquisadores para atualizar nosso banco de dados, o que permitirá estudos analíticos sobre o impacto da revolução digital na imprensa local e regional. Vamos trabalhar também para aprimorar o design do site (www.atlas.jor), cujos dados são abertos. Nosso projeto se inspira no America’s Growing News Deserts (Os crescentes desertos de notícias americanos, em tradução livre), da Columbia Journalism Review.

Projeto Credibilidade – Abrimos o ano com um consórcio de 16 veículos, além da Abraji. Em 2018, a meta é expandir o consórcio de forma sustentável e colaborar com os parceiros na adoção do sistema de indicadores de credibilidade, desenvolvido pelo Trust Project, que é liderado pela jornalista americana Sally Lehrman. Apelidado de “dados nutricionais da notícia”, o sistema se propõe a aumentar a transparência da produção noticiosa no meio digital, informando sobre a missão e financiamento do veículo, padrões de apuração, checagem e correções de erros, diversidade de vozes e oportunidades de engajamento público. Na virada do ano, três veículos aderiram ao projeto: Gazeta do Povo, Poder 360 e Valor Econômico. Além deles, os seguintes veículos são adotantes iniciais do sistema: Agência Lupa, Aos Fatos, Folha de S.Paulo, Nexo, Nova Escola, O Povo e Piauí. Vamos também promover nossos valores em palestras usando o Manual da Credibilidade (www.manualdacredibilidade.com.br), um guia básico recém-publicado.

Impacto.jor – Idealizado pelo jornalista Pedro Burgos, o projeto gerido pelo Projor visa medir os efeitos concretos do jornalismo na sociedade por meio de um software que agrega e reporta tais repercussões, como discurso de parlamentares e a aprovação de novas leis. As informações geram um banco de dados mantido pelo projeto e cinco veículos parceiros: Folha de S.Paulo, Gazeta do Povo, Nexo, Nova Escola e Veja. Em 2018, o Impacto visa ampliar seu consórcio de mídia, inclusive entre veículos da imprensa local.

**

Angela Pimenta é presidente do Projor e coordenadora-executiva do Projeto Credibilidade

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem