Terça-feira, 25 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1006
Menu

ENTRE ASPAS > ASSALTO NO JN

Ana Cláudia Costa

08/02/2005 na edição 315

‘Um homem armado de pistola assaltou na madrugada de ontem a casa dos jornalistas William Bonner e Fátima Bernardes, apresentadores e editores do ‘Jornal Nacional’, da Rede Globo. O casal mora com três filhos pequenos num condomínio na Avenida das Américas, na Barra da Tijuca. Segundo a polícia, o bandido invadiu a residência por volta de 2h15m, por uma janela na lavanderia que estava apenas com uma tela de proteção. O ladrão entrou no quarto dos jornalistas e acordou-os. Os filhos de Bonner e Fátima estavam dormindo num quarto ao lado e nada viram. Após roubar jóias, dinheiro, dois celulares, um computador portátil e um aparelho Nextel, o bandido prendeu o casal no banheiro e fugiu.

Segundo a polícia, depois de render o casal, o bandido exigiu dólares e reais. Bonner disse que não tinha dólares e levou o marginal até o closet, para que escolhesse as jóias que queria levar. Nesse momento, o jornalista tentou imobilizar e desarmar o ladrão, que havia posto a pistola na cintura. Ele reagiu, lutou com Bonner e o agrediu na cabeça. O jornalista também sofreu uma contusão no cotovelo direito. Nessa hora, o bandido ameaçou matar o casal.

Bandido não reconheceu casal de jornalistas

Após serem trancados no banheiro, Bonner e Fátima esperaram passar um tempo e chamaram a empregada, que estava dormindo. Ela abriu o banheiro e chamou a polícia. Segundo o delegado titular da 16 DP (Barra), Eduardo Batista, o bandido, descrito como um negro forte, de cerca de 30 anos e 1,80 metro altura, não é profissional e não sabia que a casa pertencia aos apresentadores do ‘Jornal Nacional’. Bonner contou ao delegado que o ladrão chegou a perguntar onde ele trabalhava.

— Quando o bandido ouviu do William Bonner que trabalhava na Globo, ainda perguntou o que ele fazia na TV. Acredito que a casa deles foi escolhida aleatoriamente, porque estava fácil de entrar pela janela da lavanderia, que só tinha uma tela para proteção contra mosquitos — disse o delegado.

Segundo o policial, o criminoso deve ter recebido informação de algum empregado do próprio condomínio ou de condomínios vizinhos. Eduardo Batista disse que, caso o bandido tivesse entrado pela lagoa nos fundos do condomínio, teria sido filmado por várias câmeras. Todas as fitas do circuito interno de TV ainda serão analisadas pela polícia, que vai tentar fazer o retrato falado do ladrão.

No fim da manhã, William Bonner, por intermédio da assessoria da Central Globo de Jornalismo, divulgou uma nota sobre o assalto. No texto, ele conta que o bandido ficou em sua casa por cerca de 45 minutos. Bonner, com o braço engessado, e Fátima só voltam a trabalhar na segunda-feira.’



Alfredo Castro Neto

‘Além do Fato: Fantasia e realidade na televisão’, copyright Jornal do Brasil, 2/2/05

‘Um fato inconstestável é que vivemos constantemente submetidos a frustrações. Nossas necessidades raramente são satisfeitas de modo direto e imediato. Para resolver as tensões resultantes das situações conflituais, dispomos de inúmeros mecanismos de defesa. Um deles é a fantasia, que consiste em levar inconscientemente nossas pulsões para o plano imaginário a fim de obtermos satisfação.

Assim, a fantasia alimenta nossos sonhos. E a televisão é a verdadeira fábrica da produção de sonhos. Muitas pessoas vivem presas às novelas, como se os atores fossem não personagens mas pessoas ligadas a elas. Da mesma forma, um telejornal no qual os apresentadores são um casal tem o poder de cativar o público. É isso que acontece com quem assiste ao Jornal Nacional.

William Bonner e Fátima Bernardes entram nas casas dos telespectadores todos os dias, semanalmente. São vozes conhecidas no país todo. Alguns chegam a dar boa-noite para eles. Por isso, os dois passam a ser elementos da família de cada pessoa que os vê. As pessoas passam a saber da vida deles, sabem que são pais de trigêmeos. Por isso, viraram ídolos e quem os assiste acha que vivem protegidos.

O assalto que o casal sofreu dentro de casa causa ansiedade e deixa as pessoas mais vulneráveis. Fica claro que eles estão na televisão, mas não fazem parte de uma novela.

Mesmo as crianças, acostumadas a vê-los e a ouvi-los, ficam angustiadas com um fato como esse. Os adultos ficam perplexos e passam a pensar: se entram na casa deles, que estão na televisão todos os dias, podem entrar na minha. As pessoas ficam preocupadas e se envolvem com o acontecimento.

O assalto mostra que mesmo os ídolos são vulneráveis, pois dentro da fantasia quem aparece na tela da TV está completamente protegido. Ao saber que passaram por um episódio visto como da vida real, fica claro que os apresentadores do Jornal Nacional são pessoas de carne e osso. As pessoas descobrem que não são inatingíveis e que ninguém é.

*Psiquiatra e psicoterapeuta da Infância e Adolescência’



Ulisses Mattos

‘Casal Telejornal é notícia’, copyright Jornal do Brasil, 2/2/05

‘O humorístico TV Pirata tinha um quadro no qual marido e mulher eram apresentadores de telejornal. O alvo era Eliakim Araújo e Leila Cordeiro. A situação, passível de gerar vasto repertório de pia- das, passou a se aplicar aos apresentadores do jornal mais poderoso da mais poderosa emissora do país, o Jornal Nacional, da Rede Globo. William Bonner e Fátima Bernardes viraram o Casal Telejornal, como no TV Pirata.

Os dois profissionais nunca levaram a vida pessoal para a tela, como no humorístico. Nem foi preciso. Jornais, revistas e programas de TV trataram de torná-los interessantes ao público. Não eram mais jornalistas fazendo seu trabalho. Para a população, apareceu na telinha é celebridade. Se uma celebridade sozinha já faz barulho, imagine duas juntas. Daí a torcida por Fátima quando engravidou de trigêmeos (deve haver quem espere que se tornem jornalistas e que um dia todos apresentem um jornal em família). Já ciente de que eram estrelas, Fátima posou com a prole para capas de revista. Não eram mais só uma dupla de apresentadores de notícias. Eram também notícia.

Bonner e Fátima já desistiram de ‘fingir’ que não são casados e que suas vidas não interessam ao público. Recentemente, Fátima avisou no ar que eles sairiam de férias juntos. Deram uma satisfação ou uma notícia? Ontem, dia do assalto, não apresentaram o Jornal Nacional, mas Bonner escreveu uma nota em primeira pessoa. O que quer que fizessem, seria notícia. * Editor do Caderno B e colunista de TV do JB.’

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem