Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº969

ENTRE ASPAS > SEGUNDA-FEIRA, 30/11

Band deve tirar líder religioso do horário nobre

Por Leticia Nunes (seleção de textos) em 01/12/2009 na edição 566


Leia abaixo a seleção de segunda-feira para a seção Entre Aspas.


 


************


Folha de S. Paulo


Segunda-feira, 30 de novembro de 2009


 


TELEVISÃO


Sílvia Corrêa


Band deve tirar R.R. Soares do horário nobre


‘O missionário R.R. Soares, líder da Igreja Internacional da Graça, deverá deixar o horário nobre da Bandeirantes a partir de janeiro. A possibilidade foi revelada aos diretores das afiliadas pelo vice-presidente Marcelo Meira, na convenção anual da emissora, encerrada ontem na Bahia.


A decisão editorial já estaria tomada, mas a Band ainda esbarraria na viabilidade comercial da ideia -exatamente o que impediu a substituição do religioso em outros anos em que ela chegou a ser ensaiada.


O ‘Show da Fé’ ocupa desde janeiro de 2003 o horário das 21h às 22h -o mais nobre da televisão, que coincide, por exemplo, com o da exibição da principal novela da Globo.


Pela faixa, R.R. Soares -que ainda tem programa no final da tarde na Rede TV! e em sua própria emissora, a RIT (46 UHF)- paga mais de R$ 4 milhões mensais à Band.


O contrato entre o missionário e a emissora vence no final de dezembro. As negociações estão sendo conduzidas pela alta cúpula da Band. Há cerca de 40 dias, o presidente da rede, Johnny Saad, foi à igreja de R.R. Soares. À Folha, fontes ligadas à igreja disseram que são remotas as chances de o horário ser mantido.


A principal alternativa em estudo é transferir o ‘Show da Fé’ para a madrugada e ocupar o espaço com as séries compradas pela Band.


A estratégia de exibir séries no horário nobre tem dado resultado no SBT.


SHOW DO REI


Não tem nada de Anhembi nem praça da Paz. A Globo bateu o martelo: o especial de Roberto Carlos será gravado dia 10, no ginásio do Ibirapuera.


O REI É MEU


A Globo liberou a Band para exibir três minutos da conversa que Roberto Carlos teve com Adriane Galisteu, mas deve notificar a Rede TV!, que mostrou a entrevista ao ‘Programa Amaury Jr.’ sem autorização. Se acontecer de novo, o papo deixará de ser amigável.


OVERDOSE REAL


A MTV está pensando em pegar carona na onda de final de ano e reexibir uma entrevista que fez com Roberto Carlos nos fim dos anos 90. Foi antes de ele gravar o ‘Acústico’, que virou CD e DVD, mas nunca foi liberado pela Globo para ir ao ar.


VER PARA CRER


Procurado pela coluna, o empresário Eike Batista mandou dizer que não confirma ter sido sondado para ser apresentador da Record. A coluna também perguntou se ele tem interesse nessa experiência. Essa parte ele não mandou negar. Só mandou dizer que não comenta.


REFORÇO


Joel Santana, ex-técnico da África do Sul, reforça o time de comentaristas da Globo. Na sexta, após sorteio dos grupos da Copa, estará em um programa de análise que a emissora emendará na transmissão, com Falcão, Júnior e Casagrande.


HORA DO COMERCIAL


A Rede TV! vai fazer uma segunda festança de inauguração de sua nova sede, no próximo dia 9. Agora é para o mercado. Ou seja, quem paga a conta.’


 


 


Clarice Cardoso


‘Grey’s Anatomy’ recicla tramas secundárias em episódios on-line


‘Depois da morte de George O’Malley (T. R. Knight), do câncer de Izzie Stevens (Katherine Heigl) e de todo o falatório em torno da fusão dos hospitais Seattle Grace e Mercy West, pouca gente deve se lembrar que já existiu em ‘Grey’s Anatomy’, há nem tanto tempo, um triângulo amoroso entre os médicos Megan, Steve e Pierce.


Aliás, é bem provável que boa parte da audiência da série, exibida no Brasil pelo canal Sony, precise de uma ajudinha extra para se lembrar desses ex-pupilos de Meredith e cia.


Mas, para a sorte dos poucos que por ventura aguardavam pelos desdobramentos do caso, eles estão no centro de ‘Seattle Grace: On Call’, microssérie feita para a internet que acaba de ser lançada pelo canal norte-americano ABC (disponível, em inglês, no site www.abc.go. com/shows/greys-anatomy/ seattle-grace-on-call-bios).


O mote do primeiro episódio surge quando um cinegrafista decide fazer um documentário sobre os médicos do hospital. Para isso, vai na véspera de Ano Novo ao Emerald City, o bar de Joe (Steven Bailey), ‘onde Seattle Grace se diverte’.


Ali, encontra alguns médicos coadjuvantes na série, além dos recém-chegados Reed (Nora Zehtener) e Charles (Robert Baker). Também estão por lá Megan (Molly Kidder), Pierce (Joseph Williamson) e Steve (Mark Saul), pivôs do drama que deve ser central nos próximos cinco capítulos.


O conflito começou quando Megan, após brigar com o namorado, Pierce, vai para a cama com Steve, com quem acaba se casando. O romance, que resulta em uma gravidez de pai incerto, recebeu certa atenção em meados da quinta temporada, mas logo foi esquecido (dois personagens até foram demitidos do hospital).


‘Nosso objetivo é expandir o universo de ‘Grey’s’ e oferecer uma perspectiva única dos vários acontecimentos de Seattle Grace, apresentando em paralelo algumas das mesmas histórias vistas no programa’, afirmou Shonda Rhimes, criadora e produtora-executiva da série, em comunicado.


Os episódios serão colocados no site nos dias 3, 10 e 17 de dezembro e em 14 e 21 de janeiro. Depois, em 27 de janeiro, é a vez de um especial com bastidores e cenas extras.


Segundo Rhimes, os capítulos irão ao ar nessas datas para cobrir o período de recesso de ‘Grey’s Anatomy’ nos Estados Unidos. A dúvida, aqui, é até que ponto a aposta em uma história que, por um motivo ou outro, durou pouco na trama principal, terá o fôlego necessário para fazer os fãs se conectarem de novo enquanto esperam pela volta da série.’


 


 


TODA MÍDIA


Nelson De Sá


Você vai ver…


‘Sábado, início da noite, Matheus Leitão postou no iG o dinheiro na mão do governador, dizendo que ‘há três meses o vídeo, não datado, vem sendo usado para chantagem dentro do governo José Roberto Arruda’. E teria iniciado a operação Caixa de Pandora.


Daí para o ‘Jornal Nacional’, ‘Você vai ver imagens que mostram governador do Democratas recebendo dinheiro’. Para piorar, ‘o advogado diz que o dinheiro mostrado foi usado para comprar panetones’.


CINCO DVDS


Manchete na Folha Online, início da noite, ‘Presidente da Câmara do Distrito Federal esconde dinheiro na meia’, também no ‘Fantástico’. O vídeo, de 2006, ‘está entre os cinco DVDs a que a Folha teve acesso’, postou Fernanda Odilla.


SEM VÍDEO


‘Empreiteira pagou mesada a políticos, aponta PF’, deu ‘O Estado de S. Paulo’ na capa de sexta-feira. Fechando a operação Castelo de Areia, ‘um documento pode indicar suposto esquema de pagamentos a parlamentares e de doações por fora para partidos’, em São Paulo.


NO QUINTAL


O ‘New York Times’ ainda trata por ‘golpe’ na home, mas já diz que os ‘hondurenhos vão às urnas esperando destravar paralisia política’. Em análise, ouviu diretores de Brookings e Inter-American Dialogue para dizer que a ‘credibilidade de Obama na região foi enfraquecida’.


O ‘Financial Times’ destacou o ‘aumento da tensão’ e citou que ‘soldados mataram duas pessoas’, segundo a Anistia Internacional. Por outro lado, o G1 ressaltou a ‘votação tranquila’ e, como submanchete, ‘Observador brasileiro relata calma tensa’. Era Raul Jungmann.


NO ‘POST’


O ‘Washington Post’ ainda cobre como ‘golpe’ na home, mas o jornal deu editorial no sábado para destacar que ‘Obama está certo em apoiar a eleição’ e para questionar se houve ‘golpe’. No apoio do Brasil a Zelaya, ‘a lição é que os EUA nem sempre podem buscar o multilateralismo’.


NO NOVO POST


Já o Huffington Post deu série de artigos com títulos como ‘Eleições não podem ser abençoadas pelos EUA’, do Center for Democracy in the Americas, e ‘Ditadura é ameaça para a democracia no hemisfério’, do Center for Economic and Policy Research de Washington.


CHINA & BRASIL


No topo das buscas de Brasil por Yahoo News e Google News, ‘Principal assessor político chinês diz que China e Brasil devem trocam experiência em energia’, em visita a Itaipu. Segundo a Xinhua, defendeu ‘harmonia entre o homem e a natureza’.


Na cobertura da estatal CCTV (acima) para a visita de Jia Qinglin, ‘China aprofunda cooperação com o Brasil’.


FRENTE EMERGENTE


Manchete da Reuters Brasil desde Pequim, ‘Emergentes criam frente para negociar em Copenhague’, com China, Índia, Brasil e África do Sul.


No ‘China Daily’, sobre o encontro, ‘Promessa de corte de emissões é séria, afirma premiê’ chinês aos demais.


CONTRA O OCIDENTE


Na Índia, a cobertura foi mais extensa e destacada.


No ‘Times of India’, ‘Índia e China planejam uma saída conjunta’ para Copenhague, em ‘união sem precedentes dos quatro países’. Para o ‘Hindu’, ‘Ação dos quatro é um desafio ao Ocidente’.


FHC VS. LULA


O editor da ‘Foreign Policy’, Moisés Naím, atacou Lula no espanhol ‘El País’ pelo apoio ao Irã. ‘Hoje é óbvio ao próprio Lula: ele errou.’ E a ‘FP’ saiu com os ‘principais pensadores de 2009’, abrindo com o presidente do Fed, mais Obama, Bill e Hillary Clinton.


Em 11º, FHC, ‘por chamar a guerra às drogas pelo que é: um desastre’.


Por outro lado, a edição ouve todos os listados e destaca que ‘os líderes mundiais mais influentes, além de Obama, são Hu Jintao, por larga margem, Vladimir Putin e Lula’. Mais importante, republicado até pelo ‘WP’, dono da ‘FP’, entre as ‘Dez notícias que você perdeu em 2009’, ‘O eixo naval China-Brasil’, sobre o acordo militar.’


 


 


 


************


O Estado de S. Paulo


Segunda-feira, 30 de novembro de 2009


 


LULA NA TELONA


Julia Dualibi e Ricardo Brandt


Filme ‘é uma baita mentira’


‘Personagem no filme Lula, o Filho do Brasil, o sindicalista aposentado Paulo Vidal criticou o longa de Fábio Barreto, ao afirmar que o retrato histórico é ‘mentiroso’ e tenta ‘mitificar’ o presidente Lula. Após assistir à pré-estreia sábado, em São Bernardo do Campo, Vidal, que presidiu o Sindicato dos Metalúrgicos antes de Lula, disse que o filme depõe contra a realidade. ‘O retrato da inserção de Lula no universo sindical é uma baita de uma mentira que não tem cabimento’, afirmou.


Presidente do sindicato entre 1969 e 1975, Vidal no filme é Cláudio Feitosa, um sindicalista pelego que não representa a categoria e flerta com a ditadura. Feitosa é posto contra a parede por um Lula, ainda diretor, que exigia ser o sucessor. O ator que interpreta Lula chega a dar um soco na mesa. ‘Foi totalmente diferente’, afirmou. ‘Entrar na minha sala e ditar regra? Mentira. Eu fiz o Lula presidente do sindicato. E não ele foi lá e ditou regra’, completou.


Segundo Vidal, ‘qualquer um pode prestar a homenagem que quiser, mas na parte sindical o Lula não era aquele que foi retratado’.’


 


 


LIBERDADE DE IMPRENSA


Moacir Assunção


‘Não tenho dúvidas de que censura cairá’


‘A censura ao Estado desde o dia 31 de julho tem criado um mal-estar generalizado nos meios jurídicos, pois em plena democracia, remete aos tempos sombrios das ditaduras militar e getulista. A constatação é do vice-presidente da Associação dos Advogados de São Paulo, Arystóbulo de Oliveira Freitas. ‘Vemos a decisão, que se mantém há tanto tempo, com grande preocupação. É que, nas democracias consolidadas, somente em casos especialíssimos e muito pontuais se recorre a medida dessa natureza, que nos leva para 20, 30 anos atrás.’


Apesar disso, Freitas está otimista com a decisão a ser tomada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o caso. ‘O Supremo tem demonstrado, com frequência, um enorme repúdio às pressões contra a imprensa. Acho que o ministro Cézar Peluso, que analisou o caso em um primeiro momento, demonstrou muita cautela, mas não tenho dúvidas de que a censura cairá’, disse. Peluso remeteu o processo ao plenário.


Na avaliação de Freitas, a decisão do desembargador Dácio Vieira, que decretou a censura ao Estado, é tão absurda que chega a ser ‘teratológica’. A mordaça foi imposta a partir de liminar do empresário Fernando Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), para impedir a publicação de informações da Operação Boi Barrica, da Polícia Federal. Responsável pelos negócios da família, Fernando é investigado por vários crimes e foi indiciado pela PF.


Na opinião de Freitas, o Congresso precisa criar com urgência legislação mais específica para os crimes de imprensa, de forma a vetar expressamente a censura. ‘A Constituição tem regras gerais, mas precisamos de algo mais específico, que deixe tudo relacionado ao assunto muito claro, principalmente a liberdade de expressão como valor fundamental.’’


 


 


TELEVISÃO


Keila Jimenez


Geraldo sai do ar


‘Grande aposta para salvar a audiência vespertina da Record – ponto fraco da emissora – Geraldo Brasil já tem data para sair do ar: 18 de dezembro.


Parte do horário da atração será substituída por um programa diário, uma espécie de resumão com entrevistas e melhores momentos de A Fazenda, comandado por Babi Xavier. A outra parte será ocupada por séries enlatadas e Pica-Pau.


A derrocada de Geraldo Brasil se deu menos de três meses após a sua estreia, em julho. A atração, que estreou com média de 7 pontos de ibope, foi caindo gradativamente em audiência, e hoje chega a amargar média de 3 pontos. A Record sonhava em dar 10 pontos de ibope no horário.


E olha que não foi por falta de tentativas. Em busca da tão sonhada audiência, o programa apelou a valer. Faturou muito durante a primeira edição de A Fazenda, com a história dramática do ex-Pânico Carlinhos. Mas derrapou em concursos de funk, gincanas entre loiras e morenas e troca de farpas com Sônia Abrão (RedeTV!).


Com o fim do programa, Geraldo espera por uma atração semanal, aos sábados, antes do Melhor do Brasil. Promessa da Record.’


 


 


 


************

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem