Terça-feira, 11 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1016
Menu

ENTRE ASPAS >

Comunique-se

22/02/2005 na edição 317

‘Da Redação (18/2/2005)


Há menos de um mês como diretor de redação de O Dia, do Rio de Janeiro, Eucimar Oliveira realizou as primeiras mudanças na equipe de Jornalismo. Fontes do Comunique-se disseram que mais de 20 profissionais devem ser demitidos na redação – a editoria de Polícia seria a única poupada.


O ajuste estaria ocorrendo em função da necessidade da empresa de reduzir despesas.


Nossa redação ainda não conseguiu falar com Oliveira.


***


SJPMRJ pede reunião com O Dia para tratar dos cortes


Da Redação (17/2/2005)


Em nota enviada à imprensa, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro informa que pediu uma reunião com a direção do jornal O Dia para discutir as demissões na redação. Segundo a entidade, foram cortados 25 profissionais, sendo 17 do Rio e oito nas sucursais em Volta Redonda e Petrópolis.


Entre os demitidos estão Ana Maria Pessoa e Lucio Santos (Economia), Sabrina Wurm e Mariana Salime Elzébio Galvão (D), Melissa Ribeiro e Viviane Barreto (Geral), Rafael Maranhão (Ataque), Patrícia Melo (Política) e Pedro Mota Lima (Geral).


O diretor de redação, Eucimar Oliveira, não havia conversado com o Comunique-se até o fechamento desta nota.’





Eduardo Ribeiro


‘‘Eucinâmi’ varre O Dia’, copyright Jornalistas & Cia. (nº 477, 23/2-1/3/2005)


‘Está sendo chamada de ‘Eucinâmi’ a onda que varreu a redação de O Dia na última 5a.feira (17/2). Eucimar de Oliveira, diretor Editorial de Mídia Impressa, não tirou a licença


anunciada para depois do Carnaval e dedicou a semana a promover mudanças de pessoal e conteúdo. Trouxe do Extra (ver nota abaixo) dois novos editores-executivos: Henrique Freitas, para cuidar de Geral, e Karla Prado, para os suplementos. Ana Miguez permanece


no cargo, cuidando de Polícia, e Cláudia Cecília fica com a edição de domingo e outros projetos. Henrique é filho de João Batista Freitas, que foi editor-executivo de O Dia até cerca de dois anos atrás, depois de responder pelo Interior.


Desta vez, o Interior foi uma das áreas mais atingidas com a extinção das sucursais de Petrópolis e Volta Redonda – e conseqüente demissão de sete pessoas, entre repórteres e fotógrafos – mantendose apenas a sucursal Baixada, com base em Nova Iguaçu.


Houve enxugamento de todas as editorias. A Geral perdeu Melissa Ribeiro, Pedro Motta Lima, Viviane Barreto e Luiz Sérgio, da polícia na madrugada. Isabela Kopke, da mesma editoria, onde coordenava as entradas da redação na Band, pediu demissão para fazer um curso na Espanha. João Antonio Barros assumiu a Chefia de Reportagem. Era o repórter mais premiado do jornal – além dos principais prêmios brasileiros, ganhou o Maria Cabot,


da Universidade de Colúmbia, destinado a personalidades do jornalismo e foram poucos os repórteres a recebê-lo. A Política abriu mão de Patrícia Melo, que já foi chamada a trabalhar na Prefeitura. Cedeu Fabiana Sobral para reforçar a Geral e Ana Silvia Mineiro para a Polícia. A sucursal de Brasília, ligada a esta editoria, manteve Renata Giraldi. Da Economia, saíram o sub Lúcio Santos e Ana Maria Pessoa, Raquel Abrantes e Celso Chagas.


Do Caderno D, Mariana Salim, Eusébio Galvão, Sabrina Wurm e Tatiana Contreiras. Do Ataque, o sub Rafael Maranhão e Gustavo Loio. Daniela Daher, que fazia Saúde, foi substituída por Pamela Oliveira, também vinda do Extra.’

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem