Quinta-feira, 27 de Junho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1043
Menu

ENTRE ASPAS >

Comunique-se

30/06/2009 na edição 544

DITADURA
Comunique-se

Laudos indicam manipulação em ficha de Dilma Rousseff publicada pela Folha

‘Dois laudos técnicos contratados pela ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, apontam ‘manipulações tipográficas’ e ‘fabricação digital’ em ficha publicada pela Folha de S. Paulo no dia 05/04. O documento, que o jornal admitiu ter recebido por e-mail, lista ações armadas contra a ditadura militar que a ministra supostamente teria participado.

‘O objeto deste laudo foi digitalmente fabricado, assim como as demais imagens aqui consideradas. A foto foi recortada e colada de uma outra fonte, o texto foi posteriormente adicionado digitalmente e é improvável que qualquer objeto tenha sido escaneado no Arquivo Público de São Paulo antes das manipulações digitais’, informa o laudo produzido pelos professores do Instituto de Computação da Unicamp Siome Klein Goldenstein e Anderson Rocha.

O perito Antonio Nuno de Castro Santa Rosa da Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos, ligada à Universidade de Brasília, chegou às mesmas conclusões.

As duas análises foram enviadas à Folha, junto com uma carta da ministra, na qual ela pede que ‘diante da prova técnica da falsidade do documento, solicito providências no sentido de que seja prestada informação clara e precisa acerca da ‘ficha’ fraudulenta, nas mesmas condições editoriais de publicação da matéria por meio da qual ela foi amplamente divulgada’.

Os laudos não utilizaram a reprodução da ficha publicada pela Folha, mas cinco imagens captadas na Internet ‘com conteúdo similar ao utilizado’ pelo jornal. Os peritos explicam que ‘todas as imagens são de uma mesma família’ e que a qualidade da imagem publicada pelo jornal não é boa o suficiente para ‘análise nenhuma’.

As imagens foram comparadas com cópias de documentos reais de presos pela ditadura e abrigadas no Arquivo Público de São Paulo. A impressão digital não foi analisada devido à baixa qualidade da imagem.

Em matéria publicada no último domingo (28/06), a Folha argumenta que ‘tem procurado checar a autenticidade da ficha’. Diz ainda que contratou três ‘peritos de larga experiência na análise de documentos e um especialista em imagens digitais. Todos disseram que teriam dificuldades em emitir um laudo, pois necessitavam do original da ficha, que nunca esteve em poder da reportagem. Disseram que a análise de uma imagem contida num e-mail não seria suficiente para identificar uma eventual fraude’.’

 

HONDURAS
Comunique-se

Golpe de Estado silencia imprensa internacional em Honduras

‘O golpe de Estado que aconteceu no último domingo em Honduras silenciou a imprensa no país. De acordo com a organização Repórteres Sem Fronteiras, as emissoras internacionais Telesur, Cubavisión International e CNN Español estão fora do ar.. As rádios Globo e Progreso, entre outras, também foram fechadas..

‘Nós condenamos um golpe contra um presidente democraticamente eleito, especialmente no que se refere sobre o respeito a liberdades básicas, como a de imprensa’, diz nota divulgada pela organização.

De acordo com a RSF, a suspensão das transmissões internacionais indica que os líderes golpistas querem esconder o que está acontecendo no país.’

 

INCLUSÃO DIGITAL
Comunique-se

Lula diz que, com avanço da Internet, imprensa tradicional perde ‘poder’

‘Em visita ao 10º Fórum de Software Livre, em Porto Alegre na última sexta-feira (26/06), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que, com o avanço da Internet, a imprensa tradicional já não é mais a mesma. ‘Estamos vivendo um momento revolucionário da humanidade, em que a imprensa já não tem mais o poder que tinha a uns anos atrás’.

Lula disse também que a informação não é mais privilegiada. ‘A informação já não é mais uma coisa seletiva em que os detentores da informação podem dar golpe de Estado, a informação não é uma coisa privilegiada’, afirmou.

O presidente enfatizou a velocidade da informação na Internet e como a imprensa acompanha essas mudanças. ‘O jornal da noite já está velho diante da Internet; o programa de rádio, se não for ao vivo, for gravado, já fica velho diante da Internet; o jornal fica hiper velho diante da Internet. E fica tão velho, que todos os jornais criaram o bloco para informar junto com os internautas do mundo inteiro. Bem, essas coisas, essas coisas todas nós não sabemos onde vai parar, nós não sabemos’, concluiu.’

 

JORNAL DA IMPRENÇA
Moacir Japiassu

O imortal Sarney e a ‘figura de pensamento’

‘Sina de cangaceiro

é cavalgar sozinho

pelos caminhos do sol

(Talis Andrade in Sertões de Dentro e de Fora)

O imortal Sarney e a ‘figura de pensamento’

O considerado Marco Antonio Zanfra, assessor de imprensa do Detran de Santa Catarina, encantou-se com as mais recentes posições democráticas do presidente do Senado e despachou este comentário de seu refúgio na Praia da Joaquina:

Tenho a impressão de que, no longo discurso para tirar o seu da reta, mantendo um mínimo de compostura (no Senado, em 16 de junho), o ‘acadêmico’ José Sarney acabou emprestando notável contribuição ao enriquecimento da língua-mãe, coisa que, como ‘imortal’, vem-lhe cabendo há algum tempo, ao perpetrar suas imperdíveis obras.

Em meu parco conhecimento do vernáculo, creio que a construção ‘… como todos aqui, ninguém mais do que eu…’ pode atingir facilmente a categoria de figura de pensamento, algo entre a antítese, a ironia e a hipérbole, com leve tendência ao paroxismo.

A Academia Brasileira de Letras sabe muito bem quem acolhe.

******

Fúria espanhola

Geraldo Bernardo, estabelecido com armazém de secos e molhados a dois quilômetros deste Sítio Maravalha, reclamou das gargalhadas de Janistraquis ao final do jogo Estados Unidos 2, Espanha 0. Mas entendeu as explicações do meu assistente:

‘Seu Geraldo, a imprensa brasileira inventou uma seleção fabulosa, fantástica, extraordinária, invicta nos últimos 35 jogos; foi novamente chamada de Fúria, como aquela que tomou de 6 a 1 do Brasil na Copa do Mundo de 1950, tá lembrado? Pois é, aí vieram os americanos e ó: meteram o ferro neles, fácil, fácil.’

Segundo Janistraquis, a seleção espanhola é tão furiosa e perigosa quanto galinha carijó quando choca uma ruma de ovos, mas, talvez por perversidade, deixa de registrar os sérios desfalques da equipe nesta Copa das Confederações: os craques do Real, principalmente Kaká e Cristiano Ronaldo, e os do Barcelona, como Eto’o e Lionel Messi.

******

Novo Correio

O considerado Roldão Simas Filho, diretor de nossa sucursal no DF, de cujo banheiro, onde jamais se usou jornal para a higiene de ninguém, nem mesmo nos piores momentos de nossas sempre alquebradas finanças, pois Mestre Roldão, que não se surpreende com mais nada neste mundo, nem mesmo com as extravagâncias de senadores, tomou um susto quando deparou com o ‘novo’ Correio Braziliense:

Como assinante há mais de quinze anos, vi, ao longo desse período algumas mudanças na diagramação do jornal. Essa última foi pouco feliz. Não se deve esquecer a velha máxima: não se mexe em time que está ganhando.

Vamos objetivamente apontar e comentar os pontos que merecem mais atenção, na minha opinião de leitor viciado em jornal.

Leia no Blogstraquis os comentários do Mestre Roldão, o mais fiel e rigoroso de todos os leitores do melhor jornal de Brasília.

******

Sertões de Talis

Porque mulher é feito gato, não gosta de gente, só gosta da casa, não é passarinho que solta as asas para longe do ninho, o cangaceiro que o poeta não aprisiona em seus versos percorre sozinho aquele mundão que é o sertão de dentro. Leia no Blogstraquis a íntegra de Na Solidão dos Caminhos..

******

Barra pesada

De Sérgio Rodrigues, jornalista e escritor, autor de Elza, a garota, em entrevista ao Rascunho, indispensável e único jornal literário do Brasil:

‘O mundo da literatura parece muito charmoso, mas a verdade é que o jogo é muito duro e nem sempre leal, as recompensas são fugidias e as chances de fracasso estão todas contra você.’

(Se incluirmos a palavra jornalismo ao lado de literatura, a frase revelará mais plenamente a indigência cultural da nação.)

******

Pobre da Física!

O considerado Antonio Carlos Schiaveto, jornalista de Araraquara (não diplomado, informa) leu no caderno Ciência, da Folha, matéria que desde já inscreve o redator como um dos futuros integrantes da equipe que constrói, na Suiça, aquela supermáquina que pretende recriar o Big Bang:

A façanha do redator certamente vai revolucionar a Física: na edição de 19 de junho último, ele escreveu na legenda de uma foto e no corpo do texto que um microcrustáceo tem um espermatozoide fantasticamente ‘gigante’, ‘até dez vezes maior do que seu corpo’.

Fato inédito, o conteúdo ser maior que o continente… E com certeza o tal redator é formado em jornalismo…

******

Horário e data

O considerado Camilo Viana, diretor de nossa sucursal em BH, vizinha do Palácio da Liberdade onde Aécio não vê a hora de se livrar das amarras do seu partido, pois Camilo envia esta curiosidade deverasmente curiosa:

Aos 5 minutos e 6 segundos depois das 4 da tarde do dia 7 de agosto deste ano, eis o horário e data: 04:05:06 07-08-09

Isto só ocorrerá novamente em 3009!

Camilo lembra aos que perderem a oportunidade de festejar o acontecimento que não se preocupem: aguardem o próximo.

******

Falso homem

Deu no UOL Celebridades, sob o título Cher apoia mudança de sexo de sua filha:

LOS ANGELES (Reuters) – Cher tem tido dificuldade em entender a decisão de sua filha de fazer uma cirurgia para mudança de sexo, mas lhe dá apoio e respeita a coragem necessária para isso, disse a pop star em comunicado na quinta-feira.

A filha de 40 anos de Cher e Sonny Bono antes se chamava Chastity Bono, mas agora atende pelo nome Chaz Bono. Chaz começou a fazer cirurgias e tratamentos hormonais para tornar-se homem.

Janistraquis tem certeza absoluta de que a criatura quer mudar de sexo somente para se transformar em lutador de sumô:

‘Considerado, a mulher é enorme, dá uns três ou quatro Jô Soares, porém jamais será homem, mesmo que implante um bilau de 30 centímetros; homem costuma ter próstata e produz espermatozóides…’

******

Erramos fatais

A considerada Beatriz Portinari, jornalista paulistana, envia dois sensacionais Erramos da Folha:

— RIBEIRÃO (3.JUN, PÁG. C5) A legenda da fotografia que acompanha a reportagem ‘Médicas da Irlanda voltavam de férias no Brasil’ identificou erroneamente um coala como sendo um gato.

— BRASIL (7.JUN, PÁG. A16) Um erro da Redação alterou o sentido de uma declaração da ministra Dilma Rousseff no almoço na casa da ex-prefeita Marta Suplicy, no último sábado, no texto ‘Dilma diz que 3º mandato é só para o ‘projeto’. Ela declarou não acreditar que a democracia brasileira seja ‘incipiente’ (que está no início), por já ter 20 anos, e não ‘insipiente’ (ignorante, insensato), como foi erroneamente grafado.

Beatriz pensou, pensou e concluiu:

O repórter não entendeu o que a ministra disse!!! Afinal, não é qualquer um que tem intimidade com as insipiências desta vida…

******

Fora de moda?!?!?!

A considerada Gabriella Monteiro Dias, do Rio de Janeiro, professora aposentada, envia de seu bunker em Copacabana um titulinho pescado nas turvas águas nas quais se debate o Jornal do Brasil:

Correios ganha tempo no Supremo.

Gabriella estranhou:

‘No meu tempo escreveríamos ‘Correios ganham’. Porém, como hoje anda tudo tão diferente, esse negócio de concordância verbal deve estar fora de moda.’

Janistraquis acha que a inteligência e a cultura é que estão fora de moda e aproveita para também lamentar a sandice de muitos que falam e escrevem excrescências como ‘o Estados Unidos vai…’.

******

Nota dez

O considerado Carlos Castilho, velho amigo e companheiro da Bloch Editores dos anos 60, escreveu no seu blog abrigado no Observatório da Imprensa, sob o título O fim da obrigatoriedade do diploma não significa o fim do jornalismo:

Muito pelo contrário. Pode até representar um avanço, embora muitos profissionais, estudantes e recém formados em jornalismo tenham se deixado contaminar pelo pessimismo e negativismo. A decisão do STF, cujas premissas são discutíveis, representou apenas o fim de uma reserva de mercado sem que isto signifique que a atividade esteja ameaçada de desaparecimento.

(…) O que os estudantes, recém formados, profissionais e professores de jornalismo devem preocupar-se é com os desafios que a atividade está enfrentando nesta transição da era analógica para a digital. O jornalismo vai continuar a existir, mas seguramente será um bocado diferente do praticado atualmente.

Leia aqui a íntegra do excelente artigo de quem sabe o que diz.

******

Errei, sim!

‘BALDE AMAZÔNICO — Roseane Arcanjo Pinheiro, que vive e estuda Jornalismo em Manaus, envia página de Polícia de A Crítica, com a horripilante história da comerciária Regilane Pereira de Aquino, indefesa jovem de 18 anos. Mulher teria sido estuprada e assassinada num balde d’água, esgüelava-se a manchete da, com perdão da palavra, manauara folha.

‘Na Amazônia tudo é grande mesmo’, comentou Janistraquis quando manifestei espanto pelo tamanho do balde, dentro do qual um tarado teria violentado e assassinado a mocinha. O texto, porém, esclarecia: ‘Regilane estava despida e com a cabeça dentro de um balde d’água, tendo ainda um lençol envolto no pescoço. (…) Existe uma forte hipótese de suicídio’.

Ponderei que, mesmo sendo tudo tão grande na Amazônia, maior era o despreparo do redator de A Crítica. O balde, este, ‘foi mero figurante na cena do terrível crime ou suicídio’, no dizer da perplexa estudante de Jornalismo Roseane Arcanjo. (maio de 1995)

Colaborem com a coluna, que é atualizada às quintas-feiras: Caixa Postal 067 – CEP 12530-970, Cunha (SP), ou japi.coluna@gmail.com.

(*) Paraibano, 66 anos de idade e 46 de profissão, é jornalista, escritor e torcedor do Vasco. Trabalhou, entre outros, no Correio de Minas, Última Hora, Jornal do Brasil, Pais&Filhos, Jornal da Tarde, Istoé, Veja, Placar, Elle. E foi editor-chefe do Fantástico. Criou os prêmios Líbero Badaró e Claudio Abramo. Também escreveu nove livros (dos quais três romances) e o mais recente é a seleção de crônicas intitulada ‘Carta a Uma Paixão Definitiva’.’

 

 

******************

Clique nos links abaixo para acessar os textos do final de semana selecionados para a seção Entre Aspas.

Folhade S. Paulo

Folhade S. Paulo

OEstado de S. Paulo

OEstado de S. Paulo

Comunique-se

CartaCapital

TerraMagazine

AgênciaCarta Maior

Veja

Tiago Dória Weblog

Caros Amigos

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem