Sábado, 18 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

ENTRE ASPAS > FIM DE SEMANA, 6 E 7/2

Comunique-se

09/02/2010 na edição 576


TELEVISÃO
Izabela Vasconcelos


Oscar Roberto Godói é demitido da TV Bandeirantes


‘O comentarista esportivo Oscar Roberto Godói foi demitido da TV Bandeirantes esta semana. O ex-árbitro participava dos programas Jogo Aberto e Terceiro Tempo, ambos da Band, além de ser comentarista da rádio Transamérica SP.


Procurada pela reportagem, a Band não quis detalhar o caso, mas disse que houve uma renovação no quadro do programa. Godói preferiu não se pronunciar sobre sua demissão da emissora.


Milton Neves, apresentador do Terceiro Tempo, afirmou que estava sendo questionado pelo Twitter sobre a saída de Godói da emissora, mas que, como só frequenta a Band alguns dias na semana, por conciliar seu trabalho em jornais e revistas, não sabia da demissão do comentarista.’


 


BOLO
Suzane Richthofen acusa IstoÉ de mentir em reportagem


‘A defesa de Suzane Von Richthofen, condenada a 39 anos de prisão pelo assassinato dos pais, entrou na Justiça por uma reportagem veiculada na revista IstoÉ em 2006. Segundo Suzane, a matéria é falsa ao dizer que seu advogado, Denivaldo Barni, teria levado um bolo de aniversário na prisão para comemorar seu aniversário de 23 anos. Suzane diz que foi prejudicada pela reportagem e pede R$ 50 mil de indenização por danos morais.


O texto é assinado pelo jornalista Alan Rodrigues. O advogado nega que teria comemorado o aniversário de Suzane na cadeia e diz que não foi a penitenciária naquele dia, por ser final de semana, uma data não permitida para advogados.


Suzane alega que a reportagem a abalou e que por causa da matéria passou a ser perseguida pelas outras presas, que ficaram revoltadas com a notícia. ‘situação essa que causou mais temor a ela, além de se encontrar reclusa naquela unidade, posto que a narrativa declarava a ocorrência de privilégios’, disse o advogado.


Para provar que a notícia é falsa, Barni juntou no processo um comunicado da Diretoria do presídio atestando que ele não esteve lá naquele dia. ‘Não podendo, portanto, ingressar em finais de semana nesta unidade penitenciária e conseqüentemente não compareceu tampouco ingressou nesta unidade no dia 4 de novembro de 2006, sábado’, diz a Diretoria em comunicado.


O advogado critica a revista por criar o fato. ‘Ora, a revista não pode se servir de situações inverídicas para aumentar as vendas de seus produtos, enfim, locupletar-se as custas de fatos mentirosos’, registrou. Na preliminar, o advogado pediu que fosse decretado segredo de Justiça no caso. O pedido não foi aceito.


Além de Suzane, Barni também entrou com ação para que também seja indenizado em R$ 50 mil, por prejuízo ao seu patrimônio e a sua honra. Em 2006, ano em que a reportagem foi publicada, o advogado distribuiu um pedido de explicações contra o jornalista Alan Rodrigues. O pedido foi indeferido por falta de recolhimento de custas. Não houve recurso. Agora, a 3ª Vara Cível irá analisar se cabe ou não indenização.


A Editora Três, que edita a IstoÉ, já foi notificada e tem 15 dias para contestar a acusação. O processo tramita na 2ª Vara Cível de São Paulo. A revista não quis se manifestar sobre o caso.


As informações são do Consultor Jurídico.’


 


VENEZUELA
Governo venezuelano investiga jornal por publicação de foto


‘O Ministério Público da Venezuela iniciou uma investigação penal contra o jornal El Nacional pela publicação de uma foto no dia 28/01. A imagem, estampada na primeira página do diário, mostra um integrante da Guarda Nacional usando um gancho de várias pontas preso a uma corrente.


A denúncia foi feita pelo general da Guarda Nacional, Freddy Carrión. Ele pediu que o MP investigasse se o jornal cometeu algum ‘delito de opinião’ previsto no Código Penal. O general considera que a foto dá a impressão de que o gancho seria utilizado para reprimir manifestantes. Segundo ele, o instrumento é utilizado para retirar objetos incendiados das vias públicas para permitir o fluxo de veículos.


Com informações do El Universal e da Agência Bolivariana de Notícias.’


 


REGULAÇÃO
Projeto de lei limita número de concessões e proíbe propriedade cruzada


‘A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI) da Câmara recebeu, nesta quarta-feira (03/02), um Projeto de Lei (PL) que proíbe a propriedade cruzada nos meios de comunicação. O PL 6667/09, de autoria do deputado federal Ivan Valente (PSOL), estabelece limites para coibir o monopólio e oligopólio no setor midiático. O Projeto foi apresentado a Plenário no dia 17 de dezembro de 2009.


De acordo com projeto, as empresas de radiodifusão só podem ter concessão, permissão ou autorização se não mantiverem em seus quadros de cotistas, societários ou acionistas, integrantes de empresas que editam veículos impressos, que atuem em televisão por assinatura ou empresas de telecomunicações.


O texto também estabelece limites para a frequência das empresas de radiodifusão. Além disso, o PL proíbe a execução de serviços de televisão por uma empresa detentora de outorga de difusão sonora (rádio) no mesmo município de prestação de serviço.


O projeto de Ivan Valente determina que as redes organizem um conjunto de afiliadas que não ultrapasse 10% do mercado. As redes também devem respeitar a veiculação de no mínimo 50% de conteúdos próprios por seus afiliados.’


 


POLÍTICA
PSDB-ES apura ameaças de vereador do partido contra jornalista


‘O PSDB do Espírito Santo anunciou a instauração de um processo para investigar as denúncias de gastos irregulares pelos vereadores da Câmara de Santa Maria de Jetibá, em viagens no período de recesso parlamentar, e de ameaça do presidente da Câmara da cidade contra o jornalista Julio Huber, que publicou a notícia ao lado do repórter Pedro Calegario no jornal A Tribuna.


A decisão foi tomada em reunião da executiva estadual do partido nesta sexta-feira (05/02). Em nota, o partido disse que defende a liberdade de imprensa e condena ‘toda e qualquer forma de cerceamento do trabalho dos seus profissionais’.


O PSDB-ES pretende investigar as denúncias do jornal contra o presidente da Câmara de Santa Maria de Jetibá, o vereador Nelson Miertschink. O processo foi instaurado no Conselho Estadual de Ética e Disciplina do partido. Enquanto se apura o caso, o vereador deve permanecer afastado da presidência do diretório municipal do partido.’


 


ARGENTINA
Presidente da Argentina diz ter sido censurada por TV do grupo Clarín


‘A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, disse ter sido censurada pelo canal de TV a cabo Todo Notícias (TN), que pertence ao grupo Clarín. Em discurso nesta sexta-feira (05/02), Cristina afirmou que a emissora não levou ao ar parte de entrevista coletiva realizada na quarta-feira (03/02), quando falou que acionistas da empresa respondem a um processo por lavagem de dinheiro.


‘Quero dizer a vocês que na quarta-feira a presidente foi censurada por um meio do monopólio, TN, que suprimiu a parte na qual disse que os acionistas do Clarín estão sendo investigados por lavagem de dinheiro’, afirmou.


Cristina contou que a declaração sobre o processo por lavagem de dinheiro foi dada em resposta à pergunta de um repórter do próprio TV. ‘Isso não saiu na TN. Isso foi censurado pelos grandes líderes da liberdade de imprensa’, ironizou.


Com informações da agência Ansalatina.’


 


ITÁLIA
Técnico da Inter de Milão é multado por insultar jornalista


‘O técnico da Inter de Milão, José Mourinho, recebeu nesta quinta-feira (04/02) uma multa de 13 mil euros (cerca de R$ 33 mil) por insultar um jornalista após o empate do time com o Atalanta pelo Campeonato Italiano, em dezembro do ano passado.


Além da multa paga por Mourinho, o clube também teve que arcar com uma multa de 20 mil euros ao jornalista por decisão da Federação Italiana de Futebol (FIGC).


O técnico foi acusado de ter agarrado e ofendido o jornalista. De acordo com o jornal italiano Il Corriere dello Sport, Mourinho teria empurrado o jornalista contra o ônibus da Internazionale. O jornal também informa que o técnico se dirigiu ao profissional sem ter sido provocado e teve que ser contido por testemunhas.


Com informações da Agência Estado.’


 


******************


Clique nos links abaixo para acessar os textos do final de semana selecionados para a seção Entre Aspas.


Folha de S. Paulo


Folha de S. Paulo


O Estado de S. Paulo


O Estado de S. Paulo


Comunique-se


Agência Carta Maior


Veja


Tiago Dória Weblog

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem