Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

ENTRE ASPAS > NOVOS RUMOS

Jornalismo cultural em debate

01/12/2009 na edição 566

Com o subtítulo Convergências, o VI Colóquio Rumos Jornalismo Cultural aborda a emergência de novos sites e coletivos de referência, as implicações da difusão da cultura twitter e a vida dupla dos que trabalham em redações tradicionais e precisam se adaptar nesse ambiente em mutação

De 3 a 5 de dezembro, o Itaú Cultural realiza o VI Colóquio Rumos Jornalismo Cultural com jornalistas e pesquisadores da área – como de praxe, também reúne em São Paulo todos os contemplados na edição atual do programa. Sob o tema Convergências, a base do debate são as novas tecnologias digitais que abrem novas possibilidades para ler o mundo, mesmo sem perder de vista as formas tradicionais.

Como observa a jornalista Rachel Bertol, curadora desta edição do colóquio, blogs, sites com espaço para análises livres, redes sociais e até o uso de softwares para recomendação de produtos culturais contribuem para diluir o poder tradicional atribuído aos jornalistas. ‘Eles deixam de ser os mediadores inquestionáveis do que se deve ler, ouvir ou assistir nas artes em geral’, diz ela.

Na abertura do evento, dia 3, às 16h, José Marcelo Zacchi, coordenador e fundador do site Overmundo; Patrícia Canetti, artista visual, criadora e coordenadora do site Canal Contemporâneo; Paulo Fehlauer, jornalista e fotógrafo, um dos três criadores do coletivo Garapa, falam sobre ‘Novas referências, a experiência dos coletivos’, sob mediação de Pedro Markun, diretor do Jornal de Debates, blogueiro e consultor de social media.

Em seguida, às 18h, o tema da mesa é ‘Convergência e cultura twitter’. Com Antonio Prada, diretor de mídia do Portal Terra; Eugenio Bucci, professor da Universidade de São Paulo (USP) e autor de livros sobre jornalismo e mídia; e José Eduardo Gonçalves, jornalista, editor, escritor e presidente da Rede Minas de Televisão. A mediação é de Claudiney Ferreira, gestor do Rumos Jornalismo Cultural do Itaú Cultural.

Sexta e sábado

‘O tempo da informação’ é o tema da mesa das 20h, que gira em torno da difusão das informações em tempo real na web. Alberto Pucheu, poeta e professor de teoria literária da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Franklin Leopoldo e Silva, professor do Departamento de Filosofia da USP, levam o debate, com mediação de Adauto Novaes, diretor da Artepensamento.

As discussões do dia seguinte, 4 de dezembro, sexta-feira, são abertas às 16h sob o tema ‘Vida dupla – crítica, post e comentário’, sobre o que representa para os profissionais do setor ter de produzir suas matérias – no jornais impressos, tevês, rádios ou revistas – na versão tradicional e também em sua face online. A mediação é de Rachel Bertol, comAlcino Leite, editor da revista cultural eletrônica Trópico e da seção de moda da Folha de S.Paulo; Almir de Freitas, editor sênior da revista cultural Bravo!, e autor do blog bravonline.abril.com.br/blogs/blog_almir.shtml; e Lucia Guimarães, colunista e colaboradora de O Estado de S. Paulo e da Rádio Eldorado em Nova York.

O tema das 18h, no mesmo dia, é ‘Cultura na prática: uma análise das relações entre a cultura na internet’ – com sites para download de músicas, livros e filmes, por exemplo – e o jornalismo cultural em rede. Com Alex Primo, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS); Alexandre Inagaki, jornalista, autor do blog Pensar Enlouquece, Pense Nisso; e Marcia Menezes, jornalista, editora do site de jornalismo G1, da globo.com. A mediação é de Fábio Malini, professor de Comunicação da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES).

Às 20h, o assunto é ‘Proposta de revista – princípios’. Nesta mesa, os debatedoresapresentam cinco princípios que consideram fundamentais para uma boa revista cultural. São eles: Guillermo González, diretor da revista colombiana Número; Matinas Suzuki, editor da revista Serrote, do Instituto Moreira Salles; e Luiz Antonio Giron, jornalista, escritor e editor a seção de livros da revista Época– com mediação de José Castello, jornalista, escritor e crítico literário, colunista do suplemento de livros do jornal O Globo.

Fechando os dois dias de debates, às 15h do sábado, 5/12, o jornalista e escritor Humberto Werneck bate papo com o público. Ele fala sobre a sua experiência e a percepção que tem em relação aos temas que protagonizaram o colóquio.

Programa Rumos

Criado em 1997, o Rumos Itaú Cultural tem como objetivo incentivar a criação artística e intelectual brasileira. O programa mapeia talentos nas diversas áreas de expressão e do conhecimento, apoia a formação dos contemplados e promove a articulação entre eles e os diversos agentes envolvidos – pesquisadores, jornalistas, formadores de opinião, curadores, artistas, técnicos. Além disso, emprega recursos para a produção e difusão de suas obras, por meio de exposições, CDs, publicações impressas e virtuais, espetáculos e outros produtos, de modo a contribuir para a reflexão sobre a realidade artística e cultural do país.

Na edição 2009-2010 do programa Rumos Jornalismo Cultural, foram selecionadas 12 reportagens na carteira Estudante – entre as categorias Mídia Impressa, Mídia Audiovisual, Mídia Sonora e web-reportagem – e oito textos na carteira Professor. Nesta que foi a terceira edição do programa no segmento recebeu 285 inscrições – contra 238 da edição anterior, 2007-2008, de 125 faculdades de 91 cidades. A seleção em ambas as carteiras se deu por comissões autônomas, formadas por especialistas na área e pelo gestor do programa, o jornalista Claudiney Ferreira, representando o Itaú Cultural.

O Rumos Jornalismo Cultural, em sua terceira edição, reitera a importância de identificar um caminho para a melhor compreensão dos papeis e das funções da mídia, da academia e das instituições culturais no jornalismo cultural brasileiro. O seu foco se mantém na promoção da reflexão sobre a formação do jornalista de cultura e sobre a prática desse tipo de jornalismo na contemporaneidade.

Programação

3 de dezembro, quinta-feira

Sala Itaú Cultural – 247 lugares

16 hs.

‘Novas referências, a experiência dos coletivos’

Novos sites vem se organizando de forma coletiva, com forte impacto no debate cultural. Criam-se redes informativas, que contribuem para modificar os canais de acesso à cultura.

Com:

José Marcelo Zacchi, coordenador e fundador do site Overmundo

Patrícia Canetti, artista visual, criadora e coordenadora do site Canal Contemporâneo

Paulo Fehlauer, jornalista e fotógrafo, um dos três criadores do coletivo Garapa

Mediação:

Pedro Markun, diretor do Jornal de Debates, blogueiro e consultor de social media.

18 horas

‘Convergência e cultura twitter’

Imagens rápidas, textos curtos, ambiente multimídia. Como pensar a mediação cultural nesse contexto, diante das novas tecnologias? Que técnica se impõe? Qual o valor da nova cultura?

Com:

Antonio Prada, diretor de Mídia do Portal Terra

Eugenio Bucci, professor da Universidade de São Paulo (USP) e autor de livros sobre jornalismo e mídia

José Eduardo Gonçalves, jornalista, editor, escritor e presidente da Rede Minas de Televisão

Mediação:

Claudiney Ferreira, gerente do Núcleo de Diálogos do Itaú Cultural

20hs.

‘O tempo da informação’

Na web, as informações se difundem em ‘tempo real’, de forma instantânea e até ‘viral’. Na chamada sociedade da informação, cria-se uma nova relação com o tempo. Filósofos discutem qual é esse novo tempo da informação.

Com:

Alberto Pucheu, poeta e professor de teoria literária da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Franklin Leopoldo e Silva, professor do Departamento de Filosofia da USP

Mediação:

Adauto Novaes, jornalista e professor é diretor da Artepensamento, realizadora de ciclos de conferência que resultam em livros de ensaios

4 de dezembro, sexta-feira

Sala Itaú Cultural – 247 lugares

16hs.

‘Vida dupla – crítica, post e comentário’

Hoje não existe mais jornal ou TV ou rádio ou revista sem sua versão para internet. Para os profissionais, é uma vida dupla, na hora de redigir, fotografar ou apurar e editar a matéria. Na área de cultura, quais são as mudanças?

Com:

Alcino Leite, editor da revista cultural eletrônica Trópico e da seção de moda da Folha de S. Paulo,

Almir de Freitas, editor sênior da revista cultural Bravo!, e autor do blog bravonline.abril.com.br/blogs/blog_almir.shtml).

Lucia Guimarães, colunista e colaboradora de O Estado de S. Paulo e da Rádio Eldorado

Mediação:

Rachel Bertol, jornalista formada pela UFRJ; mestre em comunicação e cultura, também pela UFRJ e curadora do VI Colóquio Rumos Jornalismo Cultural

18hs.

‘Cultura na prática’

Os assuntos que despertam mais interesse e a força dos ambientes interativos. Uma análise das relações entre a cultura na internet – com sites para download de músicas, livros e filmes, por exemplo – e o jornalismo cultural em rede.

Com:

Alex Primo, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Alexandre Inagaki, jornalista, autor do blog Pensar Enlouquece, Pense Nisso

Marcia Menezes, jornalista, editora do site de jornalismo G1, da globo.com

Mediação:

Fábio Malini, professor de comunicação da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

20hs.

‘Proposta de revista – princípios’

Qual a sua revista ideal seja em papel, na TV ou na internet, com a convergência das mídias? Os debatedores apresentam cinco princípios que consideram fundamentais para uma boa revista cultural.

Com:

Guillermo González, diretor da revista colombiana Número, Matinas Suzuki, editor da revista Serrote, do Instituto Moreira Salles, Luiz Antonio Giron, jornalista e escritor. Edita a seção de livros da revista Época. Mediação:

José Castello, jornalista, escritor e crítico literário, é colunista do suplemento de livros do jornal O Globo

5 de dezembro, sábado

Sala Vermelha – 70 lugares

15hs.

Bate-Papo com o jornalista e escritor Humberto Werneck

Serviço

VI Colóquio Rumos Jornalismo Cultural

Dias 3 e 4 na sala Itaú Cultural (247 lugares)

Mesas às 16h, 18h e 20h

Dia 5 na sala Vermelha (70 lugares)

Bate-papo com o jornalista e escritor Humberto Werneck

15h

Entrada franca

Ingressos retirados com meia hora de antecedência de cada mesa. Reservas pelo e-mail itaucultural@comunicacaodirigida.com.br

Itaú Cultural

Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô

Fones: 11. 2168-1776/1777

www.itaucultural.org.br

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem