Terça-feira, 25 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1005
Menu

ENTRE ASPAS > TV GLOBO

José Eduardo Rondon

22/02/2005 na edição 317

‘A Rede Globo conseguiu estender o prazo para deixar o local onde foi gravada ‘Mad Maria’ como foi encontrado, em Rondônia. A minissérie retrata a construção da ferrovia Madeira-Mamoré.

Com o acordo entre a Globo e a GRPU (Gerência Regional do Patrimônio da União), ficou estabelecido que, até o dia 30/5, a emissora realizará alguns reparos em trechos de onde foram retirados trilhos e dormentes da ferrovia para gravações, disse o representante do órgão no Estado, Antônio Roberto dos Santos Ferreira.

Antes do início das gravações, a Rede Globo havia pedido à GRPU autorização para a utilização de locações ao longo do percurso da malha ferroviária. A GRPU -órgão ligado à Secretaria do Patrimônio da União e subordinado ao Ministério do Planejamento- emitiu a autorização por meio de uma portaria publicada no ‘Diário Oficial’. No documento, constava que a emissora teria, até 30/1, de devolver a área na forma como havia sido encontrada.

Em ao menos dois pontos da ferrovia -em Guajará-Mirim e Abunã- trilhos e dormentes foram retirados para o embarque e desembarque da locomotiva.

A máquina, que estava no museu de Guajará-Mirim, foi retirada após um acordo entre o governo e representantes do museu. ‘Tão logo finalizem as gravações da minissérie, o governo de Rondônia responsabiliza-se por trazer de volta ao Museu de Guajará-Mirim a mencionada locomotiva’, diz documento assinado pelo governador Ivo Cassol (PSDB).

Até a conclusão desta edição, a locomotiva permanecia em uma localidade conhecida como Santo Antônio, a 8 km de Porto Velho.

A Central Globo de Comunicação informou que a grande quantidade de chuvas no local impossibilitou a retirada da locomotiva de Santo Antônio, mesmo argumento utilizado pelo secretário da Cultura, Esporte e Lazer de Rondônia, Luis Carlos Wenceslau.

Conforme e-mail enviado pela emissora, ‘foi pedida uma extensão do prazo para que o transporte da máquina para o museu de Guajará-Mirim fosse feito com segurança, sem que houvesse riscos de dano’. A Central Globo de Comunicação afirmou que ‘além da locomotiva, alguns dormentes foram deslocados e serão recolocados em seu lugar de origem’.’



Keila Jimenez

‘Globo faz reserva de mercado’, copyright O Estado de S. Paulo, 19/02/05

‘A volta da Record à produção de teledramaturgia e, em menor escala, a movimentação do SBT rumo a mais um horário de novelas, estão fazendo a Globo se mexer. Temendo que seus astros abasteçam a audiência da concorrência, a emissora retoma a antiga prática de esticar o contrato de boa parte de seu cast.

Em vez de fazer contratos de apenas um ano de duração – praxe na casa de 2002 para cá – a emissora agora propõe acordos de três anos a quem está em fase de renovação. É o mesmo método adotado nos idos Pantanal (1990, TV Manchete) e da safra de novelas que o SBT fez a partir de 1993, com Éramos Seis, do SBT.

Giulia Gam, Lavínia Vlasak, Bruno Garcia, Gabriel Braga Nunes, Danton Mello e Tarcísio Filho foram alguns dos globais convidados por Herval Rossano para integrarem o elenco da próxima novela da Record, Essas Mulheres, que estréia em maio.

A maioria deles teve seu contrato renovado com a Globo na seqüência do convite e Tarcísio Filho, que estava há algum tempo longe da telinha, entrou repentinamente em Começar de Novo, trama das 7 do plim-plim.

A Record não esconde de ninguém a dificuldade de contratar atores para o folhetim que substituirá A Escrava Isaura – prevista para acabar em março, a trama será esticada até abril. Por conta disso, o contrato dos atores teve de ser renovado por mais um mês.

Essas Mulheres será uma adaptação de três livros de José de Alencar – Lucíola, Senhora e Diva- e terá toques de A Moreninha, de Joaquim Manuel de Macedo.

Para a adaptação, Rossano contratou Rosane Lima, Bosco Brasil e Cristiane Fridman (todos ex-Globo). Entre os nomes já certos no elenco estão Petrônio Gontijo, Paulo Gorgulho, Daniel Boaventura e Christine Fernandes.

A trama terá cenas gravadas em Tiradentes e São João Del Rei, em Minas Gerais.

REFORÇO DE GRIFE

Em março a Record deve ganhar outro reforço: Lauro César Muniz. O autor, ainda na Globo, confessa que ainda não assinou contrato com a rede de Edir Macedo, mas está inclinado a fazer isso. Seu contrato com a Globo vence em março e só depois ele decidirá seu rumo. Mesmo assim, revela que cansou de ficar na geladeira da emissora.

‘Estou há quatro anos fora do ar por total incompatibilidade com quem define a programação’, fala ele. Muniz ainda terá um encontro com o diretor-geral da Globo, Octávio Florisbal, antes de deixar a casa.’



Daniel Castro

‘Globo quer lei contra conteúdo estrangeiro’, copyright Folha de S. Paulo, 18/02/05

‘O presidente das Organizações Globo, Roberto Irineu Marinho, defende a criação de lei que restrinja a distribuição de conteúdo por empresa estrangeira, principalmente as de telefonia, mesmo que isso implique novas regras para a televisão aberta.

A declaração está em entrevista que o executivo deu à revista ‘Tela Viva’, especializada em audiovisual, que circula a partir de hoje.

A entrevista evidencia que por trás do discurso pela defesa do ‘conteúdo nacional’, que a Globo encampa há anos, está o temor do poder do capital estrangeiro e da concorrência desregrada com novas mídias, principalmente a telefonia celular, que já oferece TV.

‘O que precisamos regular melhor é o conteúdo: já que a legislação permitiu ‘vender o corpo’, que é a infra-estrutura [a privatização das teles permitiu 100% de capital estrangeiro], tem que ‘preservar a alma’, que é o conteúdo’, disse Marinho, para quem a defesa do conteúdo brasileiro é questão de ‘soberania nacional’.

Marinho disse ainda que foi ‘burrice’ vender emissoras ‘pequenas’ (como a de São José dos Campos) e imóveis da família para tentar impedir a moratória da dívida, em 2002, na época avaliada em US$ 1,3 bilhão. Essa dívida, reduzida em negociação para US$ 800 milhões, terá de ser paga até 2012. Segundo a ‘Tela Viva’, a Globo adiou o anúncio da moratória para não interferir na eleição presidencial.

OUTRO CANAL

Rede Ceará O Ministério das Comunicações abriu consulta pública para a criação de 21 canais retransmissores de TV, um recorde no governo Lula. Nada menos do que 18 foram destinados ao Ceará, terra do ministro das Comunicações, Eunicio Oliveira.

Revoada Mudanças na TV Cultura: Paula Cavalcante, diretora de produção, saiu. Rita Okamura, diretora de programação perdeu o cargo, ameaçou sair, mas continuará na emissora, como diretora do centro de memória, que está sendo criado. Programação e produção terão agora um único diretor: Mauro Garcia, ex-presidente da TVE.

Britânico A campanha Quem Financia a Baixaria É contra a Cidadania anuncia que teve a adesão das Casas Bahia, maior anunciante do país. A empresa confirma e diz que irá ‘rever alguns patrocínios’. Mas informa que não deixará de patrocinar o ‘Brasil Urgente’ (Band) e de fazer ‘breaks’ exclusivos no ‘Cidade Alerta’ (Record). Os demais que patrocina não são problemáticos.

Medo Em reunião ontem, em São Paulo, as afiliadas do SBT manifestaram muita preocupação com o crescimento da Record e voltaram a pedir jornalismo de qualidade.

Confirmado Agora é oficial: a microssérie ‘Hoje É Dia de Maria’ será lançada nos cinemas no início do segundo semestre. A ‘bolha’ onde foi gravada está sendo preparada para novas tomadas.’

***

‘Globo anuncia a proibida ‘Laços de Família’’, copyright Folha de S. Paulo, 16/02/05

‘A Globo começou anteontem a exibir chamadas da polêmica ‘Laços de Família’, novela de Manoel Carlos. Anuncia que irá reprisá-la a partir do dia 28, na sessão ‘Vale a Pena Ver de Novo’, às 14h30. Mas, até as 13h de ontem, a veiculação da trama estava proibida pela Justiça antes das 21h.

Em 2000, o então juiz Siro Darlan, do Rio, vetou a apresentação da novela antes das 21h por conter cenas de sexo, nudez e violência.

O Tribunal de Justiça do RJ manteve a decisão de Darlan. A Globo já recorreu duas vezes ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) e perdeu. Em novembro, o ministro Antônio Pádua Ribeiro proibiu a reprise antes das 21h.

Um novo recurso da Globo está para ser julgado pela Terceira Turma do STJ. Na última sexta, a rede anexou ao processo uma petição em que comunica que a versão que será exibida no ‘Vale a Pena’ foi reeditada e adequada ao horário livre e que assinou um Termo de Ajustamento de Conduta, com o Ministério Público, em que se compromete a reprisar ‘Laços’ sem sexo e violência.

A Globo, apesar do veto judicial ao título ‘Laços de Família’ antes das 21h, afirma que não está descumprindo a Justiça. Argumenta que a ‘Laços de Família’ que será mostrada agora é um ‘novo produto’, diferente do que está em questionamento na Justiça, até porque a ‘versão’ foi analisada e reclassificada como livre pelo Ministério da Justiça em 2003.

OUTRO CANAL

Spa 1 O SBT está negociando com a NBC Universal a produção, a partir de abril, de uma versão adaptada do ‘reality show’ ‘The Biggest Loser’ (o grande perdedor), que a rede americana NBC exibiu entre outubro e janeiro.

Spa 2 No original americano, 12 pessoas gordas se dividiram em dois grupos e conviveram durante dez semanas em um rancho, equipado com academia e ‘geladeiras das tentações’. A cada semana, o grupo que perdia menos peso tinha que eliminar um participante.

Spa 3 No final, restaram três concorrentes, que passaram mais três meses tentando perder peso em suas casas. O vencedor (prêmio de US$ 250 mil) foi o que teve a maior redução de peso e de gordura.

Retorno 1 Amaury Jr., atualmente na Rede TV!, está em negociações avançadas para voltar à Band, que deixou ruidosamente (com ações judiciais) em 2001 (para ir para a Record). Amaury deverá ter um programa na Rede 21 e outro na Band.

Retorno 2 Já se fala em uma volta de Otávio Mesquita à Rede TV!.

Piiiii Provavelmente por desconhecimento, a edição de ‘Big Brother Brasil’ deixou escapar um palavrão proferido pela pernambucana Pink. Ela falou que tem ‘priquito’. No Nordeste, periquito é uma forma vulgar de se referir ao órgão sexual feminino.’



TV BANDEIRANTES
Keila Jimenez

‘Band dá cirurgia de estômago’, copyright O Estado de S. Paulo, 18/02/05

‘Uma cirurgia de redução do estômago. Esse é o inusitado prêmio de um dos quadros do novo Melhor da Tarde, atração da Band que foi reformulada e vai ao ar segunda-feira sob novo comando: sai Astrid e entra Leonor Corrêa.

A idéia do prêmio é da própria Leonor que, graças a uma cirurgia do gênero, volta à telinha 59 quilos mais magra. ‘Muitas pessoas me escrevem, me param na rua falando sobre a cirurgia, e resolvi dar a esse público um pouco do que eu tive acesso.’

A apresentadora explica que o processo de escolha da telespectadora será realizado por uma equipe médica. ‘Não sou maluca, só fará a cirurgia quem realmente precisar e puder’, fala ela. ‘Começaremos dando uma cirurgia, depois veremos se continuamos com o quadro.’

Nesse mesmo quadro, intitulado O Que É Meu É Seu, Leonor sorteará pacotes em Spas, reformulará guarda-roupas e dará tratamentos em cabeleireiros para as telespectadoras, as gordinhas, é claro. ‘As roupas para quem usa manequim acima do 48 são muito caras, muita gente me parava na rua e perguntava onde eu me vestia’, conta ela. ‘O público vai escolher quais candidatas ganharão esses prêmios.’

Culinária, entrevistas, debates, tudo isso fará parte do novo Melhor da Tarde, exceto fofocas. ‘Não é minha praia, deixo isso para o Leão Lobo’, explica Leonor, que agora participa de todo o processo de produção da atração. ‘Aprendi com meus erros na RedeTV!. Lá eu não participava da produção e queria dirigir o programa no ar. O lance é falar antes o que penso.’

Uma das idéias de Leonor é a de comandar o programa, uma vez por semana, diretamente da casa de uma telespectadora.

A apresentadora, que ficou cerca de um ano dirigindo e criando atrações na Band, voltou ao ar após uma pesquisa que a emissora realizou com possíveis nomes para o comando do Melhor da Tarde.

‘Tive o maior índice de aprovação e o menor de rejeição na pesquisa’, revela ela. ‘O engraçado é que muitas pessoas não me reconheceram no vídeo, por causa da mudança’, explica a apresentadora, que recentemente fez uma cirurgia plástica no rosto e pretende fazer outras para a retirada do excesso de pele no corpo.

‘Meu marido brinca que estou como obra de igreja, vai demorar uns dez anos para acabar e, quando acabar, outras coisas estarão caindo (risos)’’



TV CULTURA
Etienne Jacintho

‘Marcelo Tas deixa o ‘Vitrine’ e Cultura procura apresentador’, copyright O Estado de S. Paulo, 18/02/05

‘A TV Cultura está à procura de um novo apresentador para o programa Vitrine. O dono do posto, Marcelo Tas, está de mudança para a Rede 21 e deixará a atração em meados de março. ‘Desde o fim do ano passado, tomei essa decisão’, conta Tas. ‘Passei seis anos no Vitrine e queria fazer outras coisas.’ Durante esse período de transição, Tas recebeu o convite da Rede 21. ‘Adorei a proposta e já estamos em processo avançado na negociação.’

Tas afirma que ainda não pode contar como será sua atração na nova emissora e que o diretor Rogério Gallo está à frente do formato. Segundo fontes, Tas terá um programa na linha do Vitrine. Porém, a atração será diária e recheada com reportagens. A contratação de Tas faz parte da reformulação da grade de programação do canal UHF.

Tas, que ainda está gravando o Vitrine, diz que seu contrato com a Rede 21 é de exclusividade, mas o apresentador acrescentou uma cláusula que o permite trabalhar em redes públicas de televisão, o que inclui a TV Cultura. Porém, a Assessoria da TV Cultura diz que ainda não há nenhum projeto para Tas na emissora. E também desmente o boato de que acabará com o Vitrine, que sofrerá modificações no formato, mas continuará na grade do canal. O Vitrine – ainda sob comando de Marcelo Tas – vai ao ar aos domingos, às 22h30.’

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem