Segunda-feira, 16 de Setembro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1054
Menu

CADERNO DO LEITOR >

O Estado de S. Paulo

28/04/2009 na edição 535

RADIODIFUSÃO
Ivana Moreira

Brasil ‘exporta’ padrão de TV digital

‘A notícia de que o Peru vai adotar o padrão nipo-brasileiro de TV digital animou o governo brasileiro. Para o ministro das Comunicações, Hélio Costa, a decisão do Peru é o primeiro sinal de que o padrão nipo-brasileiro deverá ser predominante no continente. Segundo Costa, Argentina e Chile também estão caminhando para adotar o padrão utilizado pelo Brasil. ‘Será uma grande oportunidade para que o Brasil seja o principal fornecedor de TV digital para a América Latina’, disse. O ministro ressaltou o fato de que o mercado potencial da América Latina é equivalente ao mercado da Europa.

O comunicado de que o Peru vai adotar o mesmo padrão usado no Brasil foi feito na quinta-feira à Embaixada do Brasil em Lima. De acordo com o ministro dos Transportes e Comunicações do Peru, Enrique Cornejo, as primeiras transmissões no país devem começar em 2011. O anúncio oficial, porém, deverá ser feito apenas na próxima semana, durante encontro dos presidentes Alan Garcia e Luiz Inácio Lula da Silva.

Para Hélio Costa, as novas perspectivas que se abrem para a indústria nacional tornam oportuna a rediscussão da Lei de Informática, que garantiu benefícios fiscais para a produção de conversores, mas beneficiou apenas as indústrias instaladas na Zona Franca de Manaus. ‘O governo tem de viabilizar, agora que (a TV digital) é real, a rediscussão da Lei de Informática’, afirmou.

O ministro lembrou que um importante polo de eletroeletrônica do País, Santa Rita do Sapucaí (MG), foi altamente prejudicado na votação da lei. As indústrias do polo exportam toda a produção de conversores para a Europa e os Estados Unidos, mas não conseguem vender no mercado interno. Sem os incentivos dados à Zona Franca, elas não conseguem ser competitivas no mercado doméstico. Segundo Costa, indústrias da região Sul também foram prejudicadas pela decisão.

‘Os parlamentares do Norte votaram em bloco para defender os interesses da Zona Franca’, lembrou o ministro, que é senador por Minas Gerais. ‘Os parlamentares do Sul e do Sudeste precisam se unir para garantir que os benefícios sejam ampliados.’ A revisão da Lei de Informática está prevista para 2012, mas o ministro acredita que é possível mobilizar o Congresso para rediscutir a legislação antes disso.

O Brasil já é o principal fornecedor de televisores para a América do Sul, exportando cerca de 30% dos 10 milhões de aparelhos que produz. Segundo o ministro, esse dado reforça o potencial futuro para as indústrias brasileiras. Mesmo produzindo um modelo antigo, as empresas nacionais têm conseguido bom desempenho no mercado externo. A tendência é que elas saiam na frente na disputa pelo mercado digital.

Após muita polêmica, o Brasil optou, em 2006, pelo padrão japonês de TV digital e incorporou ao sistema inovações tecnológicas desenvolvidas internamente. Dezesseis capitais já têm a transmissão digital.’

 

TELEVISÃO
Keila Jimenez

Revelação boicotada

‘Conspiração e boicote interno. Essas são as causas, segundo a direção do SBT, da baixa audiência de Revelação, trama de Íris Abravanel. Fontes ligadas à emissora garantem que as recentes demissões – cerca de 20 pessoas – ocorridas no departamento de dramaturgia da rede têm ligação direta com essas acusações.

A lebre foi levantada por meio de pesquisas de público sobre o folhetim, realizadas pelo SBT. Elas apontaram problemas com edição de cenas e de direção. Já o enredo e a escalação do elenco agradaram.

‘Íris foi boicotada por ser mulher do Silvio. Ninguém acreditava no potencial dela, e quando ela mostrou que não estava brincando de fazer novela, resolveram minar o trabalho de outro jeito’, contou ao Estado um alto executivo da emissora.

Íris então reformulou o setor de dramaturgia. Contratou o diretor Del Rangel, e deu a ele carta branca para montar equipes novas de cenografia, arte e figurino para a sua próxima novela: Vende-se um Véu de Noiva. Sim, será mantido o título original da trama adaptada da obra de Janete Clair, e não mais A Ilha do Profeta. A estreia está prevista para junho.’

 

******************

Clique nos links abaixo para acessar os textos do final de semana selecionados para a seção Entre Aspas.

Folha de S. Paulo

Folha de S. Paulo

O Estado de S. Paulo

O Estado de S. Paulo

Comunique-se

Carta Capital

Terra Magazine

Agência Carta Maior

Veja

Tiago Dória Weblog

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem