Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

ENTRE ASPAS > FIM DE SEMANA, 9 E 10/1

O Estado de S. Paulo

12/01/2010 na edição 572

CINEMA
Brooks Barnes

Censura a filme provoca polêmica

‘A comédia romântica Simplesmente Complicado estreou há duas semanas nos EUA (no Brasil, será em 26 de fevereiro), mas recebeu classificação ‘R’ (de Restrito, ou seja, proibido para menores de 17 anos), entrando na mesma categoria de filmes como O Massacre da Motosserra e Instinto Selvagem, segundo entendeu a Motion Picture Association of América (MPAA), Associação que representa os principais estúdios de cinema dos EUA. Mas não é um filme de violência e as cenas na cama não diferem dos padrões atuais. Sua proibição para menores de 17 anos (que, segundo especialistas, limita o potencial de bilheteria do filme) deve-se a uma cena em que Steve Martin e Meryl Streep fumam maconha.

É ridículo. A classificação do filme, restringindo a idade do público, levantou poeira em Hollywood e os blogs de cinema acusam a MPAA de estar desconectada da realidade. O lobby da maconha também se irritou. ‘É uma decisão absurda, baseada em conceitos culturais obsoletos’, disse Allen St. Pierre, diretor executivo da Organização Nacional para reforma das leis sobre a maconha. A Universal Pictures e Steve Martin solicitaram, sem sucesso, que o filme fosse classificado como PG-13 (proibido para menores de 13 anos). Os grupos conservadores, contudo, viram-se na curiosa posição de aplaudir o sistema de classificação, em vez de condená-lo. Dan Isett, diretor de políticas públicas do Parents Television Council (Conselho de pais que avalia os programas de TV e monitora os filmes a serem lançados), disse que Simplesmente Complicado é um raro exemplo de classificação corretamente feita pela Associação.

Outros filmes já provocaram grande alvoroço por causa de cenas de pessoas fumando maconha, particularmente na comédia Como Eliminar o Seu Chefe de 1980, que mostrava Dolly Parton, Jane Fonda e Lily Tomlin drogadas, atacando a geladeira. O filme foi classificado como PG (Parental Guidance, ou seja, que parte do conteúdo do filme pode não ser adequada para mais jovens). ‘Essa medida é hilária e inconsistente, tendo em vista quão longe o movimento pela maconha para fins medicinais já chegou’, disse Martin Kaplan, diretor do Centro Norman Lear de estudos sobre entretenimento e sociedade, na Universidade da Califórnia.

Todo esse tumulto ocorre em meio a discussões informais com o objetivo de ajustar a fórmula de classificação de filmes, especialmente quanto à ‘R’ (proibição para menores de 17 anos). A MPAA estuda a possibilidade de dividir essa classificação em seis novas categorias. Nancy Meyers, diretora do filme, os produtores e a Universal não quiseram comentar o caso. Mas as forças financeiras estão trabalhando contra as mudanças. Se a diferença entre uma classificação PG-13 (proibido para menores de 13 anos) e uma com o rótulo ‘R’ (proibido para menores de 17) pode significar dezenas de milhões de dólares na bilheteria, a última coisa que os estúdios de cinema desejam é repartir um bolo menor. ‘No geral, quanto mais favorável às crianças é a classificação, mesmo no caso de filmes que não são dirigidos aos adolescentes, mais entradas você vende’, disse S. Abraham Ravid, professor de administração na Rutgers University, autor de estudos sobre cinema e economia.

Para alguns veteranos da indústria, existe alguma coisa mais importante por trás de tudo isso, e afirmam que a MPAA se comporta melhor agora que tem um líder incapaz como Dan Glickman (que deixa o cargo em setembro) e com as eleições para o Congresso se aproximando. No início do mês, a Comissão Federal de Comércio criticou asperamente o setor cinematográfico por causa de filmes de propaganda inadequados com classificações PG-13 e ‘R’ para crianças. Mas não foi especificamente o uso de drogas que provocou problemas para o filme Simplesmente Complicado, sobre uma mulher divorciada que tem um caso com o ex-marido. Na verdade, a direção do Conselho ficou preocupada com algo que o filme não mostra, ou seja, uma consequência negativa para aquele comportamento.

Segundo pessoas próximas das deliberações, o Conselho entendeu que a cena era fragorosamente engraçada e poderia transmitir às crianças a mensagem de que fumar maconha é divertido. Mas é claro que se pode alegar o contrário, ou seja, que uma maneira de fazer os jovens acharem que a maconha não é uma coisa boa é mostrar o grisalho Martin, 64 anos, fumando a erva. Não é de agora que Hollywood enfatiza as consequências de um ato quando enfoca temas considerados tabus, e isso remonta à era do Código Hays, disse Robert Sklar, professor emérito de estudos de cinema na Universidade de Nova York e autor de Movie – Made América. ‘Se alguém comete uma transgressão, se é infiel ou alcoólatra, tem de pagar por isso’, disse. A MPAA com frequência é acusada por grupos conservadores de estar afrouxando suas normas com o passar dos anos e de ceder às exigências dos estúdios, que resistem à classificação ‘R’. Mas o caso de Simplesmente Complicado mostrou o contrário.

Segundo Joan Graves, nos últimos 20 anos o Conselho tem se mostrado mais rigoroso com cenas de uso de drogas nos filmes. ‘Nas décadas de 60 e 70, o consumo de drogas era considerado divertido e recreativo, mas os pais ficaram mais cautelosos e os padrões mudaram no sentido contrário.’ Em outras palavras, o filme Como Eliminar o Seu Chefe foi produzido num período cultural diferente. Mas é difícil dizer que fumar maconha se tornou algo rotineiro. Hoje, segundo estimativas das autoridades locais, existem cerca de mil clínicas só na área de Los Angeles; para ter um ponto de referência, na região existem menos de 300 lojas Starbucks.’

 

TELEVISÃO
Keila Jimenez

Com os pés na areia

‘Conversa de menininha, notícias do dia, luau, dicas de verão, de beleza. A MTV desembarca novamente nas areias de Florianópolis para fazer o seu Verão MTV, programação de temporada, que estreia na segunda-feira, às 18 horas.

Na mochila da emissora, mais do mesmo, e algumas novidades. Entre elas, um programa estilo ‘mulherzinha’ comandado por Marina Person. Viva! MTV traz dicas de alimentação saudável, exercícios, qualidade de vida e celebridades falando sobre como mantêm a boa forma.

Outra novidade é o Tem Uma Banda na Nossa Casa. A atração é uma espécie de documentário sobre seis grupos de amigos e suas respectivas bandas favoritas. No fim da temporada, a banda dá uma passadinha na casa dos fãs para um show exclusivo.

O jornalismo do Verão MTV fica por conta da VJ Luisa Micheletti no Notícias de Verão. Penélope interage com o público nas praias, promovendo bate-papos e gincanas, Lobão recebe artistas para o seu luau no Lobão ao Mar e Marcelo Adnet coloca os pés na areia em 15 Minutos em Dobro. Sim, como o próprio nome diz, ele vai aprontar por 30 minutos no ar.’

 

Entre-linhas

‘Brito Jr. está no meio de um cabo-de-guerra da Record. Parte da direção da rede quer que ele retorne ao Hoje em Dia assim que A Fazenda 2 acabar. Outros acham que ele deve já ser preservado para próxima edição do reality.

Hebe saiu de férias e perdeu lugar. O SBT estreia na segunda-feira, no horário da loira, às 23 horas, a série Eleventh Hour- O Último Recurso. Ninguém sabe como ficam as coisas quando ela voltar.

Por onde anda a tocha olímpica das Olimpíadas de Inverno de Vancouver que a Record prometeu acompanhar de perto? E os boletins sobre o evento?

Procurada, a Record garante que está acompanhando a tocha desde o dia 22 de outubro, quando ela foi acesa na Grécia. Quanto aos boletins, a rede diz estar exibindo o Minuto Olímpico três vezes ao dia.

A Band vai reprisar hoje, às 22 horas, o especial Cem Anos de Elpídio dos Santos, gravado em São Luiz do Paraitinga, que foi devastada pelas chuvas nos últimos dias. A rede está com chamadas no ar pedindo doações para a população local.

A Globo Internacional está expandindo seu sinal no Panamá. O canal agora passa a ser distribuído no país pela operadora Cable & Wireless.

Eliana volta de férias amanhã, com programa inédito no SBT.’

 

******************

Clique nos links abaixo para acessar os textos do final de semana selecionados para a seção Entre Aspas.

Folha de S. Paulo

Folha de S. Paulo

O Estado de S. Paulo

O Estado de S. Paulo

Comunique-se

Terra Magazine

Agência Carta Maior

Veja

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem