Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

ENTRE ASPAS > FIM DE SEMANA, 30 E 31/1

O Estado de S. Paulo

02/02/2010 na edição 575

JORNAL NA JUSTIÇA
‘Estado’ rejeita arquivamento de caso da censura

‘O Estado de S. Paulo, sob censura desde 31 de julho de 2009, não aceitou a desistência do empresário Fernando Sarney da ação que ele move contra o jornal. Em manifestação entregue ontem ao desembargador Nívio Geraldo Gonçalves, presidente do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJ-DF), o advogado Manuel Alceu Affonso Ferreira, que defende o Estado, assevera que o jornal prefere que a demanda vá até o fim, chegando ao julgamento de mérito.

‘O que o jornal quer é ver esse processo extinto por julgamento de fundo, mediante resolução de mérito’, observa o advogado. ‘É isso o que persegue, não lhe satisfazendo a ilusória e farisaica benesse de uma ‘desistência’. Esta poderá agradar ao autor, que nela por certo vislumbrou cômoda escapatória aos embaraços a si próprio causados pela censura que requereu, e momentaneamente conquistou.’

O empresário, filho do presidente do Senado, José Sarney, é autor de recurso ao TJ-DF que culminou com o decreto de censura prévia baixado pelo desembargador Dácio Vieira, proibindo o jornal de publicar reportagens acerca da Operação Boi Barrica, da Polícia Federal, que envolve Fernando Sarney. Em dezembro, por meio de carta à Associação Nacional de Jornais (ANJ), ele anunciou sua iniciativa de abrir mão da ação, formalizada em petição ao TJ-DF.

Ao recusar a desistência, o advogado Affonso Ferreira assinala que o Estado deseja ‘é a solução da controvérsia com prestação jurisdicional de fundo, isto é, meritória, por meio de sentença que rejeite os pleitos trazidos a juízo pelo autor, é dizer, a plena improcedência da ação’. ‘Aí sim, e apenas assim, jamais mercê de uma precária ‘desistência’ sujeita aos vindouros e indevassáveis caprichos do autor’, ressalta.

‘Há 182 dias o Estado assiste à abusiva violação da sua fundamental liberdade de noticiar, proibido que se acha, por força da mais inesperada modalidade censória, a judicial, e sob pena de draconiana multa pecuniária, de divulgar as informações relativas ao autor que, sem ter para tanto violado sigilo judiciário algum, chegaram a seus repórteres sob o manto do segredo da fonte.’

‘Em pouquíssimas palavras’, prossegue, ‘insignificante e inócua ‘desistência’ nunca, porque aquilo que o jornal almeja ver reconhecido, custe o que custar, é o seu direito de prestar as informações.’ Affonso Ferreira anota que ‘os direitos malferidos pelo ato censório do desembargador pertencem, por igual, a seus leitores’.’

 

FÓRUM SOCIAL
Tiago Décimo

Para Erundina, controle da mídia é ‘modernização’

‘Começou ontem o Fórum Social Mundial Temático de Salvador, que contou com a participação da deputada Luiza Erundina (PSB-SP). Para ela, a criação de ‘um mecanismo de fiscalização e controle público dos meios de comunicação seria uma modernização’. O evento vai até domingo. ‘Seria um órgão com participação paritária do governo, dos profissionais da área, consumidores e empresários, com poder de deliberar sobre políticas de comunicação, processos de concessão, sobre a programação veiculada, que nem sempre obedece aos aos direitos humanos’, disse, ao participar da mesa Mídia e Democracia.’

 

TECNOLOGIA
Preço deve garantir sucesso do iPad

‘Enquanto finalmente a poeira começa a assentar depois da apresentação do iPad, analistas que acompanham a Apple afirmam que, pelo menos por enquanto, a companhia parece estar tomando as medidas corretas ao lançar o aparelho no mercado. Quando o diretor executivo Steve Jobs mostrou o tão esperado tablet em San Francisco, acabaram-se meses de especulações, e ficou claro o que Jobs acredita ser a plataforma do futuro.

‘Apesar do estardalhaço que se fez até agora, acreditamos que o iPad atende em grande parte às expectativas’, disse Keith Bachman da BMO Capital Markets em uma nota a uma pesquisa. ‘Mas a verdadeira surpresa foi o preço.’ Com valor razoavelmente baixo, muitos analistas acham que o iPad, com tela sensível ao toque, conquistará logo os consumidores, e fará concorrência aos netbooks e os e-readers, como o Kindle, da Amazon.

O iPad começa com US$ 499 para a versão com 16 gigabytes de capacidade. O modelo de 32GB custará US$ 599 e a versão com 64GB, US$ 699. Todos os iPads terão acesso à internet via Wi-Fi, mas será preciso desembolsar mais US$ 130 para incluir tecnologia de rede de 3G, o que eleva o preço do modelo mais caro para US$ 829.

‘Ficamos impressionados com as especificações técnicas’, disse Brian Marshall, da Broadpoiont AmTech. ‘Mas só depois que usamos o iPad por 15 minutos nos convencemos de que será outro grande sucesso da Apple’. Chris Whitmore do Deutsche Bank disse que o modelo de preço ‘faz com que o iPad amplie o alcance da Apple nas proximidades de importantes mercados’, e poderá criar uma ‘quarta perna’, além das três principais linhas de produtos da Apple: os computadores Mac, iPhones e iPods. Whitmore calcula que a Apple poderá vender dois milhões de iPads em 2010 e dobrar a cifra no ano seguinte.

‘As alternativas de preço são muito atraentes e bem planejadas para preencher o segmento entre o iPhone e o MacBook’, escreveu numa nota. Mas o preço não é a única razão da aprovação o iPad pelos analistas. Jobs mostrou que o iPad roda o iTunes, o Apple Store e outros aplicativos, incluindo o novo iBooks, para a compra de livros.

Embora muitas pessoas gostem de esperar pelas versões posteriores dos novos aparelhos, Charlie Wolf, da Needham & Co., acredita que o iPad já tem o suficiente para ser um sucesso. ‘O iPad poderá rodar conteúdo suficiente para atrair os primeiros consumidores do iPhone e do iPod Touch’, diz. ‘O iPad não é ainda um produto revolucionário, mas tem potencial para se tornar, quando o gênio dos provedores de conteúdo se soltar’.’

 

TELEVISÃO
Keila Jimenez

O outro lado da Copa

‘Sem os direitos de transmissão da Copa da África, que será este ano, a Record pretende faturar com O Outro Lado da Copa. Esse é o nome do plano comercial da emissora para a cobertura do evento que, de outro lado, não tem nada.

Sem poder colocar o pé nos gramados, a rede ofereceu aos anunciantes cobertura 24 horas ao vivo do mundial, ancorada por Mylena Ciribelli. A emissora, que promete enviar 25 profissionais à África, se compromete a fazer entradas ao vivo e reportagens sobre a Copa em seus jornalísticos, e em atrações como Hoje em Dia e Esporte Fantástico. O plano oferece 40 edições do Jornal da Record e do Fala Brasil diretamente da sede da Copa, com análise e repercussão dos jogos.

O Esporte Fantástico terá seis edições inteiras sobre o evento, que começa a ganhar destaque na Record a partir de 9 de maio e vai até 12 de julho. Ah, isso sem contar a cobertura na Record News. Preço de tabela de cada cota desse pacotão: R$ 27 milhões. Tudo isso, sem transmitir nenhum jogo, sem ter permissão para entrar no campo, sem entrevistar jogadores e torcendo para conseguir as imagens dos principais gols da rodada.’

 

Entre-linhas

‘O Haiti antes do terremoto é o tema do documentário brasileiro Ei, You!, que o GNT exibe no dia 7. A equipe esteve no país em dezembro de 2009, para mostrar a presença brasileira na Minustah – a missão da ONU de estabilização do Haiti.

Também no GNT, o casseta Hélio de la Peña participa do Manhattan Connection de amanhã.

Duas certezas que temos ao ver uma nova leva de BBBs: que eles não vão mesmo parar de falar ‘uhúuuu’ e que logo estarão reclamando, no ar, de prisão de ventre.

A turma do CQC terá férias longas. Voltam ao ar só em março na Band.

De 21 a 27 de janeiro cerca de 30 mil tweets em português foram publicadas no Twitter sobre o BBB e seus participantes. Desde o dia 13 são cerca de 95 mil tweets sobre o reality. Os dados fazem parte de levantamento feito pela E.Life, empresa de gestão do relacionamento em redes sociais.

Daniella Mercury será homenageada pela Band este ano no carnaval. A emissora vai comemorar os 15 anos da cantora no circuito Barra-Ondina em Salvador, uma das pioneiras nesse percurso. A rede também fará um especial sobre 60 anos de trio elétrico e outro sobre os 25 anos da axé music.

O Curioso Caso de Benjamin Button e Gran Torino estão entre as estreias do ano na HBO.’

 

******************

Clique nos links abaixo para acessar os textos do final de semana selecionados para a seção

Folha de S. Paulo

Folha de S. Paulo

O Estado de S. Paulo

O Estado de S. Paulo

Comunique-se

Carta Capital

Terra Magazine

Agência Carta Maior

Veja

Tiago Dória Weblog

Primeira Página

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem