Domingo, 18 de Fevereiro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº974

ENTRE ASPAS > V CONCURSO TIM LOPES

Para estimular a cobertura dos abusos

17/11/2009 na edição 564

Estão abertas as inscrições para o V Concurso Tim Lopes de Investigação Jornalística. Como nas edições anteriores, o mote do concurso é: ‘Imprensa e sociedade aliadas no enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes’. Podem participar repórteres, editores e chefes de reportagem de diferentes tipos de veículos (impresso, rádio, televisão, web e veículos comunitários ou alternativos), além de estudantes e professores de cursos de Comunicação. Interessados deverão se inscrever até o dia 29 de janeiro de 2010.

Diferente de outras iniciativas na área do jornalismo, o Concurso Tim Lopes não premia reportagens já veiculadas. O projeto seleciona as melhores propostas de reportagem sobre o problema da violência sexual contra crianças e adolescentes e oferece um apoio técnico e financeiro para sua realização. Ao final, os participantes recebem também um prêmio de R$ 3 mil.

O Concurso Tim Lopes de Investigação Jornalística é uma iniciativa da Agência de Notícias dos Direitos da Infância (Andi), da Childhood Brasil (Instituto WCF) e da Save The Children (Suécia) e conta com o apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância, da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e da Organização Internacional do Trabalho (OIT). O projeto é uma homenagem ao jornalista Tim Lopes, que foi assassinado por traficantes de drogas enquanto investigava casos de exploração sexual de adolescentes em uma favela do Rio de Janeiro.

Apoio financeiro e premiação

Em sua 5ª edição, o Concurso traz uma grande novidade: a criação de categorias voltadas à participação de jornalistas que atuam em veículos de comunicação de países vizinhos.

Em sua versão regional, o Concurso conta com o apoio das organizações que integram a Rede Andi América Latina na Argentina (Periodismo Social), no Paraguai (Global Infancia) e no Uruguai (El Abrojo).

Os jornalistas que tiverem seus projetos selecionados pela comissão julgadora (formada por especialistas na temática da violência sexual e profissionais de comunicação) receberão uma bolsa de apoio para o desenvolvimento das reportagens, de acordo com a natureza do veículo no qual atuam.

Mídia Impressa – R$ 10.500,00

Rádio – R$ 10.500,00

TV – R$ 16.000,00

Mídia Alternativa – R$ 10.500,00

Especial – De acordo com o tipo de veículo vencedor: R$ 10.500,00 para Rádio, Mídia Impressa e Mídia Alternativa; e R$ 16.000,00 para TV

O vencedor de cada categoria recebe ainda o prêmio de R$ 3.000,00, após a veiculação da reportagem. Em caso de inscrição conjunta, a forma de divisão desse valor fica a cargo dos participantes.

Apoio técnico

Além do incentivo financeiro, o Concurso Tim Lopes também oferece o apoio de consultores especializados no tema, que ficam à disposição dos jornalistas para tirar dúvidas e orientar os profissionais durante a coleta de informações e produção das matérias.

Como participar

Os jornalistas, professores e estudantes interessados devem inscrever seus projetos por meio de um formulário específico que está disponível no site www.andi.org.br/timlopes. Eles devem apresentar sua Proposta de Pauta de forma detalhada, apresentando: justificativa, roteiro de produção da matéria ou série de reportagens, fontes de informação que serão ouvidas, previsão dos gastos que serão realizados (estimativa), entre outras informações. No site também está disponível o Regulamento completo do concurso.

Dica Tim Lopes

O livro O Concurso Tim Lopes – Um estudo de caso sobre a atuação da imprensa no enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes mostra a trajetória desta iniciativa em suas quatro primeiras edições. Para além disso, a publicação resgata os caminhos das reportagens realizadas no âmbito do projeto e permite conhecer de perto o processo de construção de um noticiário de forte relevância social.

Ao longo do livro, os jornalistas vencedores do concurso relatam os dilemas éticos, os riscos e as adversidades que tiveram de superar durante a elaboração de suas reportagens. Apontam também para estratégias e técnicas que podem ser adotadas por profissionais que desejam aprimorar a cobertura da violência sexual em seus mais diferentes aspectos: o tráfico de crianças, a exploração sexual nas rodovias, o abuso sexual, a pornografia infantil, entre outros.

Para ter acesso à publicação, basta acessar o endereço: www.andi.org.br/timlopes

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem