Domingo, 19 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

ENTRE ASPAS > JORNALISMO

Revista piauí lança blog sobre ciência

22/03/2011 na edição 634


Portal Imprensa, 14/3


Luiz Gustavo Pacete


Revista piauí lança blog sobre ciência e convida cientistas para o debate


Na última semana, a revista piauí lançou três novos blogs contemplando os temas música, gastronomia e ciência. Este último foi batizado de ‘Questões de Ciência’ e é produzido pelo jornalista Bernardo Esteves, repórter da publicação e mestre em história da ciência pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Esteves cobre o tema desde 1997 e foi editor do portal Ciência Hoje.


Segundo o jornalista, o objetivo da nova plataforma é dialogar com cientistas para debater atualidades na área e levar informações de forma acessível ao público. Além de cobrir os bastidores do mundo da ciência e analisar a cobertura feita pela imprensa.


O repórter disse ao Portal Imprensa que a cobertura na grande mídia sobre o assunto é muito focada em resultados de pesquisa, o que acaba reduzindo o rico universo da ciência a um formato limitado. ‘A ideia é falar de uma forma acessível, e usar outra ponta da comunicação, além de somente termos o viés da pesquisa publicada’, diz.


Para Bernardes o momento é de um conhecimento na área cada vez mais compartimentado, que acaba dificultando a especialização por parte dos jornalistas. ‘Com a realidade das nossas redações você tem uma dificuldade em mergulhar no assunto. Por isso, é natural que se busque ainda mais a ajuda de especialistas’. Para ele, uma boa cobertura sobre ciência tem muito a ver com uma das premissas do jornalismo: mostrar de que maneira o assunto mexe com a vida do leitor.


Em meio à discussão da cobertura dos veículos sobre ciência o jornalista aponta que o que é falado sobre o tema na imprensa ainda não chegou a um ponto ideal. ‘Se nós compararmos hoje com dez ou quinze anos atrás temos um grupo competente de repórteres especializados em ciência’.


Ele também dá exemplos de outros países na cobertura de ciência, como Inglaterra, que possui publicações especializadas e segmentadas por editorias. ‘O grau de segmentação é absurdo, você tem revista cientifica com foco em genética, em astronomia e em publicações de outras áreas’.


Apesar de possuir o título de mestre, Esteves aponta que isso não é importante para ser recebido pelas fontes nesta área, o que vale é ter interesse em estudar o assunto. ‘Já na entrevista a fonte vai perceber o grau de conhecimento do repórter’, lembra.


 


 


Folha de S. Paulo, 21/3


Xico Sá resgata lado repórter em blog


O jornalista e escritor Xico Sá começa a publicar hoje um blog na Folha.com. Leva seu nome, com o enunciado ‘O cronista, o repórter, o homem, o mito e a fraude’. O autor gosta da descrição: ‘Resume a parte séria e a parte engraçada dessa parada’.


Xico quer retomar o que chama de ‘jornalismo mesmo’, em qualquer área: política, cultura, futebol… Mas aposta forte na crônica de costumes, na linha de seu livro ‘Modos de Macho & Modinhas de Fêmea’.


O blogueiro já tem uma estratégia para equilibrar essas duas propostas. Quer manter o blog mais ‘quente’ de segunda a sexta, com posts diários de seu lado repórter, e deixar para sábado e domingo a leveza das crônicas.


Um espaço fixo no blog foi batizado como ‘Breves Entrevistas com Homens Hediondos’. Xico define o perfil dos entrevistados: ‘Vale um garçom, um artista, um matador de aluguel. Qualquer um, só precisa ser esquisito’.


Cearense que começou no jornalismo em Pernambuco, ele está ligado à Folha desde 1991. Foi repórter durante dez anos e depois passou a atuar como colunista. Hoje assina seus textos às sextas, no caderno Esporte.


Xico manteve até dezembro de 2010 um blog no UOL, ‘O Carapuceiro’. Ele também participa de dois programas de TV: ‘Saia Justa’, no canal por assinatura GNT, e ‘Cartão Verde’, mesa redonda de futebol na Cultura.


Quanto à reação que espera conseguir com o novo blog, ele acredita na polêmica. ‘Como na maioria dos blogs, vai ter aquele show de xingamentos. Vou deixar os comentários sem moderação, o blog fica aberto para que as pessoas soltem os cães. O cara pode espernear, esbravejar. Quero o blog bem quente e sem descolar da realidade, porque, se isso acontece, a coisa morre’, afirma.


Fazer blog impressiona as mulheres? Segundo Xico, existem as tietes de internet. ‘São as marias-teclado, mas encontrá-las não é a minha intenção. As mulheres já me dão muito trabalho para que eu corra atrás de mais’, diz o escritor cujo livro mais recente se chama ‘Chabadabadá -Aventuras e Desventuras do Macho Perdido e da Fêmea que se Acha’.


Quando o assunto for a relação homem e mulher, Xico acredita que o assédio será inevitável. ‘Aparecem umas propostas e tal, mas é porque costumo ser um pouco populista, favorecer as mulheres. Isso desperta essas reações.’


Ele não nega a fama de falar muito, e, com Xico, até a pergunta mais simples rende prosa. Por exemplo, responder qual é a sua idade.


‘Tenho 47, eu acho.’ Xico ri e desanda a falar. ‘Meu velho, você sabe como são aqueles cartórios lá do interior do Nordeste, não? Ali é tudo gato!’, diz, usando a gíria futebolística para jogadores jovens registrados com idade menor do que a real.


Ele ainda continua: ‘Para você ter uma ideia, meu pai me registrou quando eu já tinha seis anos. Lá é assim, registra para entrar na escola. Imagine a veracidade das informações que as pessoas dão. E meu velho ainda bebia! Vai saber se ele fez a conta direito lá no cartório!’.


A verve do escritor está em www.folha.com/xicosa.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem