Terça-feira, 21 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

ENTRE ASPAS > QUINTA-FEIRA, 22/02

Teatro descobre
o You Tube

Por Luiz Antonio Magalhães em 22/02/2007 na edição 421


Leia abaixo os textos de quinta-feira selecionados para a seção Entre Aspas.


************


Folha de S. Paulo


Quinta-feira, 22 de fevereiro de 2007


INTERNET
Gustavo Fioratti


Teatro recorre ao YouTube para ir além do palco


‘Quem viu, viu; quem não viu, não viu. Essa regra, no teatro, continua em pé, uma vez que a arte dos palcos (ainda) pressupõe o encontro entre intérpretes e platéia. Mas alguns profissionais das artes cênicas se deram conta de uma nova possibilidade, uma janela para os curiosos, ao descobrirem que os registros em vídeo de seus espetáculos não precisavam ir, necessariamente, para uma estante, uma gaveta ou um baú. E finalmente chegou o dia em que também o teatro encontrou o YouTube.


Já é possível rever cenas de espetáculos importantes, resgatar trechos de montagens históricas, ter acesso a peças exibidas em outros países e escolher uma opção no roteiro teatral depois de assistir a trailers na internet. ‘A postagem de vídeos, para nós, tem funcionado muito bem como meio de divulgação’, conta um dos diretores do grupo Os Satyros, Rodolfo García Vázquez. Das peças do grupo em cartaz, é possível assistir a cenas de ‘Inocência’ e ‘Filosofia na Alcova’.


Nesses dois casos, os trechos postados foram gravados especificamente para o YouTube e editados de forma a resumir o espetáculo, em linguagem de trailer. ‘Além do acesso espontâneo do usuário da internet, a gente recomenda a pesquisa no YouTube para quem nos liga perguntando como é tal peça, ou para amigos que estão em outra cidade e não podem vir a São Paulo’, diz Vázquez.


Assim como as peças do Satyros, é possível encontrar no YouTube cenas de ‘Os Sertões’ (no Oficina, com direção de Zé Celso), de ‘O Avarento’ (peça de Molière com Paulo Autran e direção de Felipe Hirsch) e do musical ‘Sweet Charity’ (com Claudia Raia e direção de Cláudio Botelho e Charles Möeller). Mas o maior número de acessos no site coroa uma infinidade de esquetes cômicos interpretados por comediantes de espetáculos como ‘Terça Insana’, ‘Humor de Quinta’ e ‘Nunca se Sábado’.


No caso da filmagem dos esquetes cômicos e dos shows de ‘stand up comedies’, que não dependem muito de cenografia e raramente contam com mais de dois atores em cena, o vídeo transmite uma noção mais completa do espetáculo. Em geral, são postadas apresentações inteiras, em seqüências que chegam a ter 20 minutos. Algumas dessas exibições foram colocadas na rede por espectadores que filmaram com câmeras digitais e celulares.


Ziza Brizola, uma das integrantes do grupo Linhas Aéreas, vê o YouTube ainda como uma ferramenta estratégica de divulgação de seu trabalho. ‘É como garrafas ao mar, você lança sem saber qual será o retorno, mas pode funcionar’, diz.


Câmera-ator


‘A obra do videomaker que trabalha especificamente com teatro pode ganhar certa independência em relação à obra filmada depois de colocado na internet’, diz Gabriel Fernandes, jovem de 25 anos que registra os trabalhos do teatro Oficina. ‘No meu caso, por exemplo, o vídeo é feito de dentro da cena. Eu chamo esse trabalho de ‘câmera-ator’. É mais orgânico, traz uma perspectiva mais subjetiva’, explica.


Por enquanto, a questão da divulgação ainda é o que motiva a maior parte da movimentação, mas não toda ela. Para o ator português Rui Miguel Germano o YouTube permite ‘ver um bocadinho daquilo que se vai fazendo pelo mundo, o que nos serve para pesquisar novas formas de fazer teatro’.’


TODA MÍDIA
Toda Mídia


Nelson de Sá


‘Os ministros e o enxofre


De uma só vez, o editor para a América Latina e o correspondente do ‘Financial Times’ jogaram no ar três longas entrevistas com Dilma Rousseff, Guido Mantega e Celso Amorim. Precedidas por editorial dias antes contra Hugo Chávez e aliados, seu foco foi a relação de Lula com Venezuela, Bolívia, gás, petróleo.


Nas respostas, Dilma e Mantega defenderam o PAC dando por modelo o britânico Gordon Brown, futuro primeiro-ministro. Questionado quanto a Chávez, Amorim reafirmou a defesa da democracia por Lula.


De Chávez, fazendo piada com George W. Bush ao discursar na faixa petrolífera do Orinoco, na Reuters, ‘aqui sim se cheira enxofre… vou mandar a Lula para quando o diabo for a Brasília… Lula, vou lhe mandar’.


MAIS UMA CHANCE


Na agência Kyodo, ‘fontes do governo’ japonês dizem que o país ‘planeja se unir a Brasil, Índia e Alemanha’, como há dois anos, e propor ‘novamente’ a expansão do Conselho de Segurança da ONU. O lançamento conjunto seria em meados do ano.


TROPAS E CARNAVAL


No Haiti, segundo a BBC Brasil, ‘a folia carnavalesca foi marcada por canções que satirizam a força de paz da ONU’ ou ‘Minustah’, como ela é chamada. São versos tipo ‘você invadiu nosso país, você precisa melhorar as coisas’ ou, pior, ‘saia de nosso país’.


O Haiti voltou a chamar a atenção, com o ‘Washington Post’ de ontem, por exemplo, dizendo que, ‘apesar da ONU, muito da capital é controlado por gangues’. Para o ‘Miami Herald’, o país ‘se estabiliza, mas o progresso é lento’.


PARAPOLÍTICA LÁ


Se de um lado a Colômbia é dada como modelo para o Rio na revista ‘Época’, da Globo, de outro jornais estrangeiros como ‘New York Times’ e ‘El País’ destacam a crise aberta pelas milícias paramilitares e sua ligação com o governo. Já caiu a ministra do exterior.


Diz o ‘Financial Times’ que é ‘um escândalo crescente ligando figuras centrais da coalizão de Alvaro Uribe com paramilitares’. O esquema foi apelidado de ‘parapolítica’, o título do editorial do ‘El País’.


ANTIESCRAVIDÃO


Em tempo, o americano ‘Christian Science Monitor’, em texto do correspondente Andrew Downie, deu como os parlamentares brasileiros introduziram, na lei da ‘Super Receita’, novas normas que ‘anulam o poder de auditores e procuradores’ e ‘ameaçam os esforços antiescravidão’.


Tem mais de 20 mil homens nas ruas de Salvador. Gastei R$ 15 milhões com a segurança do Carnaval. E para quê? Para a Globo inventar que este está sendo um dos mais violentos da história. Não é verdade. Isso é invenção do pessoal da Globo daqui que é ligado ao ACM.


De JAQUES WAGNER , governador da Bahia, ontem à 1h, ao blogueiro Ricardo Noblat, do Globo Online.


A primeira imagem dos brasileiros no caminhão, pelo NewsChannel5, com reprodução no site da BBC Brasil


GRADES E OUTRAS TÁTICAS


Deu no canal americano NewsChannel5, em seguida na BBC Brasil e daí para os sites brasileiros, ‘Jornal da Band’, ‘Jornal Nacional’ e demais.


São os 40 brasileiros presos ao entrar no Texas. Não por acaso, ontem o destaque na primeira página do ‘New York Times’ era o êxito das ‘táticas pesadas para deter’ as invasões de latino-americanos ilegais, pelo México. Entre várias fotos, o jornal chamou a atenção para aquelas dos muros com grandes estacas (acima) que barram carros e caminhões.


UMA REVOLUÇÃO


Andres Oppenheimer, do ‘Miami Herald’, se empolgou com o projeto ‘um laptop por criança’, OLPC, a ponto de dedicar coluna a descrever o teste que fez com o aparelho. No título, ‘laptop pode iniciar uma revolução na educação’.


É o de US$ 150 lançado no Brasil, no ano passado, por Nicholas Negroponte, do MIT -e irmão do subsecretário de Estado, John Negroponte.


CUBA LIVRE


Richard Stallman, pioneiro do software livre, conseguiu de Cuba, pelo que noticia a AP, a promessa de migrar o sistema estatal de Microsoft para Linux. A CNET registra que é o caminho trilhado por países como China, Brasil e Noruega e por cidades como Amsterdã, Bristol e Munique.


E o BR-Linux cita os elogios de Stallman à ditadura, ‘este país tem tradição de resistir’.’


TELEVISÃO
Daniel Castro


Canal da Abril fará ‘reality’ em empresas


‘Uma TV que fará ‘reality shows’ em empresas marcará o retorno do Grupo Abril à área de programação de TV paga, dominada no Brasil pela Globo (com seus GNT, Multishow e Globo News, entre outros).


O canal, ainda sem nome, está sendo tocado por André Mantovani, diretor da MTV Brasil, e pela jornalista Maria Tereza Gomes, diretora de Redação da revista ‘Você S/A’.


O orçamento do canal foi aprovado na semana passada pela Abril. Mantovani e Maria Tereza vão a partir de março trabalhar em toda a sua estruturação, da locação da sede à elaboração da programação.


A Folha apurou que o projeto prevê uma programação que trate de carreiras, de gestão empresarial e do mundo corporativo. O canal terá um ‘reality show’ mostrando o dia-a-dia de uma empresa, documentários sobre grandes companhias, marcas e empreendedores brasileiros e um headhunter (‘caçador’ de profissionais talentosos) respondendo a perguntas de telespectadores. As revistas ‘Você S/A’ e ‘Exame’ serão inspiração do novo canal.


A Abril, que mantém em sociedade com a Viacom a MTV (uma emissora aberta segmentada), foi nos anos 90 dona do canal Eurochannel e sócia da ESPN Brasil e da programadora HBO Brasil. Com a venda de parte da operadora TVA para a Telefônica, no final do ano passado, o grupo decidiu voltar a investir em programação.


FOLIA FRACA 1 A audiência da transmissão do Carnaval de São Paulo e do Rio pela Globo caiu meio ponto em relação ao ano passado. Em 2006, os quatro desfiles registraram média de 15,1 pontos (do início até as 6h). Neste ano, foram 14,6 na Grande SP.


FOLIA FRACA 2A participação da Globo no total de televisores ligados caiu quatro pontos percentuais. Ou seja, em 2007 tinha mais gente vendo televisão, mas não a Globo. As quedas de audiência foram maiores na sexta (São Paulo) e na segunda (Rio).


SEM PADRÃO O ‘SP Record’ foi criado para ser uma cópia do ‘SP TV’, da Globo. Mas o telejornal repete exaustivamente as mesmas (e insignificantes) imagens. Está mais para ‘Brasil Urgente’.


DOSE DUPLA 1Raul Gil passará a ter dois programas na Band, um aos sábados e outro aos domingos. Aos sábados à tarde, entrará com o ‘Programa Raul Gil’.


DOSE DUPLA 2 Aos domingos, Raul Gil apresentará a partir das 18h o ‘Homenagem ao Artista’, um quadro de seu programa em edição independente. Segundo a Band, o espaço do apresentador continuará o mesmo.


NOVOS TEMPOS A Globo já exibe uma nova vinheta para informar a classificação indicativa dos programas que exibe. A vinheta, que ocupa o ‘rodapé’ da tela, adota os novos códigos numéricos do Ministério da Justiça, mas é quase imperceptível pelo telespectador, de tão pequena e breve (dura menos de 5 segundos).


************


O Estado de S. Paulo


Quinta-feira, 22 de fevereiro de 2007


PUBLICIDADE
Marili Ribeiro


Grupo inglês Aegis compra a brasileira AgênciaClick


‘O namoro era antigo. Há cerca de um ano, uma proposta já tinha sido feita para a compra da brasileira AgênciaClick pelo grupo inglês Aegis, uma das grandes companhias mundiais em serviços de marketing e negociação de mídia, presente em 60 países, com mais de 12 mil funcionários, e que tem como um dos maiores acionistas (29,12%) o grupo francês Bolloré, detentor também do grupo de publicidade e mídia francês Havas.


Ontem, o mesmo grupo Aegis comunicou aos órgãos reguladores do mercado acionário britânico a aquisição da maior agência brasileira em serviços online e interativos. O valor anunciado para a operação foi de US$ 31,1 milhões em dinheiro, além de 3,4 milhões de novas ações do grupo global, que serão repassadas nos próximos cinco anos aos sócios-investidores no Brasil, o banco Opportunity, condicionadas ao desempenho da agência. Hoje, essas ações são avaliadas em cerca de US$ 10 milhões.


O interesse do Aegis pela Click tem algumas explicações. A primeira delas é que o grupo inglês está crescendo em vários países, apostando em serviços online, mas ainda não estava presente no Brasil. Embora a Click não divulgue os números de faturamento, sabe-se que ela tem se expandido em ritmo acelerado. Em 2006, seu faturamento aumentou 45% em relação ao ano anterior.


A outra razão é uma aposta no futuro da internet no Brasil. Hoje, o País tem 5 milhões de residências conectadas à internet banda larga. Segundo especialistas, esse número vai disparar nos próximos anos.


O presidente da Click, Pedro Cabral, seguirá no comando da agência, mas também responderá pela Isobar para América Latina. A Isobar é a marca guarda-chuva do Aegis para serviços de marketing digital, que engloba mídia online, links patrocinados, e-commerce, anúncios em celular, entre outros ações. Atualmente, a Isobar está posicionada como a primeira rede internacional nesse segmento.


Tanto o presidente da Isobar, Nigel Morris, como o presidente do Aegis Group, Robert Lerwill, estiveram há duas semanas em São Paulo para conversar com Cabral. Mas ele preferiu não comentar o que se conversou no encontro. Limitou-se a divulgar comunicado em que ponderava que a Click sempre esteve aberta a negociações, por conta dos interesses dos investidores de fundos private equity (especializados em comprar participação em empresas) que controlam parte do capital da agência.


A AgênciaClick foi criada em 1999 e obteve 16 Leões no Festival Internacional de Cannes . Ao ser incorporada à Isobar, presente em 34 dos 40 principais mercados de internet de banda larga, a Click pode estender sua área de atuação para seus clientes, entre eles Coca-Cola, Fiat e Bradesco.


‘Essa é uma grande oportunidade para a AgênciaClick, que hoje já trabalha com clientes da América Latina, e agora passa a ser a marca da Isobar no continente latino-americano’, diz Cabral no comunicado em que anunciou a aquisição.


A agência tem escritórios em São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Brasília, com 280 funcionários. ‘A AgênciaClick nos dará boa exposição no Brasil _ uma economia de grande potencial futuro’, disse, em Londres, o presidente da Aegis, Robert Lerwill.


NÚMEROS


US$ 31,1 milhões


foi a parcela paga em dinheiro pelo grupo inglês Aegis


3,4 milhões


será a parte, em novas ações do Aegis, que o Opportunity embolsará em cinco anos


45% em 2006


foi quanto cresceu a receita da AgênciaClick ante 2005


16 Leões em Cannes


foram ganhos em 6 anos’


TELEVISÃO
Etienne Jacintho


House volta à tela


‘Após ser operado, dr. House volta para sua terceira temporada no Universal Channel. Agora, sem dor na perna e um pouco mais sensível. Mas os fãs do médico ranzinza não têm motivo para se preocupar. O personagem do premiado ator Hugh Laurie volta ao seu sarcasmo habitual – e à sua genialidade – em poucos minutos.


O episódio Significado, que estréia no dia 15 de março, às 23 horas, traz dois casos aparentemente banais que, nas mãos de House, se transformam em quebra-cabeças. Entre algumas corridas e manobras de skate – sim, agora o médico usa tênis de skatista -, o doutor ganha, pela primeira vez na série, um ‘muito obrigada’ da mulher de um de seus pacientes.


Além de colocar no ar capítulos inéditos de House, o Universal Channel estréia, no dia 28 deste mês, os novos episódios da série Psych, às 23 horas.


NA TV ABERTA


A Record passará a exibir, no dia 6 de março, à meia-noite, a primeira temporada de House, que faz parte de um pacote da Universal. É uma ótima oportunidade para quem não tem TV por assinatura conhecer o médico meio ogro, mas adorável.


TNT, E! e Globo exibem Oscar dia 25


Depois de apresentar o Globo de Ouro, na Warner, o crítico Rubens Ewald Filho comenta o Oscar na TNT, dia 25. A transmissão começa com o tapete vermelho – que também terá cobertura de Maria Cândida -, às 21 horas. A entrega dos prêmios, no Teatro Kodak, em Los Angeles, está marcada para as 22h30, com apresentação da comediante Ellen DeGeneres. A TNT terá tradução simultânea. Já o canal E! exibe a chegada das celebridades às 20 horas e a agitação pós-festa, a partir das 2 horas da manhã. A Globo também fará cobertura do evento.


entre-linhas


Uma das promessas da nova novela da Globo, Paraíso Tropical, é Flávio Bauraqui, que estréia na TV depois de ter vivido no teatro Cartola e Ismael Silva. Na trama, Flávio será o ourives Evaldo. O ator até comprou uma banca para aprender o ofício. ‘Logo estarei dando jóias minhas de presente’, avisa.


A Globo anuncia que Páginas da Vida está entre os 10 programas mais assistidos de Portugal. A novela é a maior audiência da grade da SIC, que está produzindo por lá os depoimentos que encerram a novela. O último sucesso da SIC havia sido Senhora do Destino.’


************

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem