Domingo, 17 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

ENTRE ASPAS > FIM DE SEMANA, 17 E 18/1

Tiago Dória Weblog

20/01/2009 na edição 521

OBAMA PRESIDENTE
Tiago Dória

Tecnologias que darão as caras na posse de Obama

‘Mais um evento de grande porte e as emissoras de TV e os portais de notícias aproveitam para experimentar novas tecnologias e formatos. Na posse de Obama, CNN, MSNBC e CBS preparam novidades na cobertura. Diferente do Brasil, 4 dias são dedicados a cerimônias na posse do presidente nos EUA.

Durante esse período, a Microsoft será a empresa que terá produtos mais destacados. Há algum tempo faz parte da estratégia da empresa de tecnologia utilizar esses grandes eventos para aumentar a participação de mercado de alguns de seus produtos.

Player de vídeo ‘inteligente’ – O portal MSNBC (Microsoft + emissora de TV NBC) começou a utilizar um novo player que, ao lado do vídeo, mostra a transcrição do mesmo em texto. Enquanto o vídeo roda, nesta transcrição é possível fazer buscas por palavras-chaves.

Ao digitar uma palavra ou tag, você é enviado para o momento exato em que ela é citada no vídeo. Não é a primeira vez que a MSNBC lança um player diferenciado. É um portal que tem tradição de pesquisar nessa área, até por que é ligado a uma emissora de TV e tem o suporte tecnológico da Microsoft por trás.

Photosynth na tela da TV – O Photosynth é um programa da Microsoft voltado para fotografia, cuja tecnologia foi desenvolvida em parceria com a Universidade de Washington. Você tira várias fotos aleatórias de um ambiente, faz o upload das mesmas e o programa consegue montar uma versão 3D do ambiente em que você tirou as imagens.

A CNN pedirá que telespectadores enviem fotos da cerimônia da posse de Obama na terça-feira. Depois juntarão as imagens e formaram um ambiente 3D do local com o Photosynth.

Silverlight no vivo – A tecnologia concorrente ao flash da Adobe foi a escolhida pelo Comitê de Posse Presidencial para ser utilizada no player de vídeo que transmitirá na web, ao vivo, a posse de Obama.

The Flip na CBS – Durante 100 dias, a rede de TV emprestará para telespectadores pré-selecionados 50 câmeras da marca Flip (aquelas de bolso que comentei no blog). Durante esse período, eles registrarão e farão o upload de vídeos que, de seu ponto de vista, mostrem o governo Obama.

Mogulus – O site do USA Today, jornal de maior circulação nos EUA, promete utilizar o Mogulus para fazer entradas de vídeo ao vivo com o celular direto dos locais da cerimônia de posse. Durante a CES 2009, o site também utilizou o serviço junto ao seu estúdio no local da conferência (foto acima).

Porém, apesar da segurança reforçada que impedirá o uso de câmeras em certos locais, o que promete chamar mesmo a atenção serão fotos e vídeos publicados em sites como Flickr, YouTube e Twitter por milhares de pessoas que querem fazer um registro pessoal desse momento histórico.’

 

CRISE
Tiago Dória

Frase da semana

‘‘Tentamos eliminar quase todos os nossos contratos terceirizados, e é com grande tristeza que reconhecemos precisar ir além disso e demitir.’

Laszlo Bock, vice-presidente de recursos humanos da Google, a respeito do anúncio feito nesta semana sobre cortes e fechamentos de escritórios da empresa.’

 

INSTANTÂNEO
Tiago Dória

A incrível foto do Twitter

‘Duas coisas chamaram a atenção no caso do avião (US Airways 1549) que fez um pouso num rio em Nova York nesta quinta-feira. Primeiro, a destreza do piloto. Segundo, a foto publicada no twitter pelo empresário norte-americano Janis Krums, que flagrou o avião no rio antes da imprensa chegar.

Krums tirou a foto com seu iPhone e a enviou direto para o Twitpic, um serviço de publicação de fotos que é integrado ao Twitter. Você publica a foto e automaticamente uma mensagem é enviada ao serviço de microblog. A foto, claro, repercutiu. Não há como negar. É uma das melhores imagens sobre o acidente.

A MSNBC foi a mais rápida e, 20 minutos após a foto ser publicada no twitpic, fez uma entrevista com Krums. Alguém dentro da MSNBC já teve ter percebido que o Twitter é uma fonte de pautas e palco dos primeiros relatos de muitos acontecimentos, o que mostra a importância de jornalistas estarem monitorando essas redes (flickr, twitter, orkut), como rádio-escuta mesmo, e agregar o conteúdo relevante encontrado nestes ambientes às suas reportagens.

Pelo que vejo na maioria das redações, isso ainda não é bem uma realidade, até por que ainda existe aquela visão: flickr, twitter, facebook? Isso é coisa da editoria de tecnologia… mas voltando à questão da foto, vale notar duas coisas:

1) Krums não enviou a foto para nenhum site de jornalismo cidadão/colaborativo/participativo. Ele simplesmente pegou o telefone, tirou a foto e enviou para a sua rede de contatos mais próxima com quem provalmente troca mais informações no dia-a-dia – twitter. O que é a atitude mais natural (já comentei sobre isso no blog).

2) O twitter foi muito bom em hospedar os primeiros relatos, mas na hora de saber por que o avião fez esse tipo de pouso, quantas pessoas se feriram, se o piloto fez a coisa certa, se era a primeira vez que acontece esse tipo de acidente na região, o negócio foi correr para a grande mídia, que fez o que sabe fazer melhor – explicar o fato detalhado e trazer informação editada, mais aprofundada.

Ao contrário do que alguns dissem que esse caso demonstra o fim da grande mídia (sim, existe gente que em 16 de janeiro de 2009 ainda escreve essas coisas), o pouso do US Airways 1549 revela que os dois podem coexistir. Cada um cumpriu a sua função. O Twitter reuniu os primeiros relatos e a chamada grande mídia trouxe a informação editada, mais organizada e legível.’

 

******************

Clique nos links abaixo para acessar os textos do final de semana selecionados para a seção Entre Aspas.

Folha de S. Paulo

Folha de S. Paulo

O Estado de S. Paulo

O Estado de S. Paulo

Comunique-se

Carta Capital

Terra Magazine

Agência Carta Maior

Veja

Tiago Dória Weblog

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem