Sexta-feira, 20 de Outubro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº962

FEITOS & DESFEITAS > INFORMAÇÃO & CREDIBILIDADE

Jornalistas vs. blogueiros

Por Luana Santana em 10/04/2012 na edição 689

A popularização da internet como um veículo de comunicação capaz de alimentar fluxos contínuos de informações e transcender os limites de tempo e espaço físico traz à tona a discussão sobre a esfera midiática à qual o jornalismo se configura na nova era digital. Se até então os jornalistas eram vistos como articuladores detentores das informações às quais a sociedade confere total confiança e credibilidade, hoje, com a consolidação da web e a expansão massiva da chamada blogosfera, muito se discute sobre a atuação dos blogueiros como produtores e comunicadores públicos.

De fato, existem características que diferem o jornalista e o blogueiro. No entanto, nada impede que ambos tenham o seu espaço. O jornalista como ser crítico, politizado, formador de opinião, defensor da veracidade dos fatos, comprometido em denunciar todo tipo de corrupção, tem ou deveria ter o compromisso ético com a apuração, a credibilidade e publicação das informações, devendo aproveitar ao máximo as possibilidades oferecidas pela internet de maneira que o caráter social da profissão sobressaia. Isso não significa que blogueiros articuladores, engajados, que denunciam problemas em suas comunidades locais, trocam informações sobre política e conhecimento, não sejam considerados comunicadores em potencial, até porque sabe-se que a maioria dos grandes veículos de comunicação brasileiros sofre sanções políticas, econômicas e editoriais, o que no território da blog não acontece.

Talvez o grande o abismo dessa competição seja a comparação entre jornalistas bem preparados e “blogueiros-soft”, que se consideram aqueles que são pagos para falar bem de uma marca ou um produto, que publicam de tudo para ganhar status ou crachá de imprensa na primeira fila dos desfiles de moda, baladas e eventos da alta sociedade. Sem falar nas “coberturas” em que há exposição da fonte, falta de aprofundamento das informações e baixa escolaridade, dentre outros fatores. Não que estes aspectos não ocorram no jornalismo. O que é importante salientar é que os jornalistas, de maneira geral, ao cometerem esses erros, sofrem punição ética e judicial, além de terem sua imagem associada ao descrédito, o que raramente ocorre com os blogueiros.

***

[Luana Santana é estudante de Jornalismo, São Paulo, SP]

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem