Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº954

FEITOS & DESFEITAS > MÍDIA & MERCADO

Facebook supera preço de estreia

Por Callie Bost em 06/08/2013 na edição 758
Reproduzido do Valor Econômico, 1/8/2013

As ações do Facebook subiram, ontem, acima do preço de sua oferta pública inicial, de US$ 38, pela primeira vez desde a estreia da companhia na bolsa. O movimento foi impulsionado por investimentos em inovação e em publicidade em dispositivos móveis feitos nos últimos 14 meses.

Os papéis atingiram a máxima de U$ 38,31, um patamar que não era alcançado desde a oferta inicial em 18 de maio do ano passado. Mais tarde, as ações recuaram e fecharam cotadas a US$ 36,80, queda de 2,2%. Em setembro do ano passado, a companhia atingiu a cotação mais baixa de seus papéis: US$ 17,55.

Na semana passada, o Facebook divulgou que os anúncios em dispositivos móveis representaram 41% da receita da companhia no segundo trimestre, bem mais do que os 14% registrados um ano antes. Isso deixou os observadores da companhia mais tranquilos com relação à capacidade de lucrar com a crescente base de usuários desse tipo de dispositivo. No segundo trimestre, a receita do Facebook subiu 53%, para US$ 1,81 bilhão, acima da estimativa média dos analistas, de US$ 1,62 bilhão, segundo dados compilados pela Bloomberg. O resultado fez com que as ações da companhia apresentassem uma valorização recorde de 30% no dia 25 de julho.

Para criar novas formas de receita, o Facebook planeja vender comerciais semelhantes aos da TV em sua página, por até US$ 2,5 milhões por dia de exibição, disseram nesta semana duas pessoas com conhecimento dos planos da empresa. Segundo elas, a expectativa da rede social é oferecer essa opção aos anunciantes até o fim do ano.

******

Callie Bost, da Bloomberg, em Nova York

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem