Domingo, 20 de Agosto de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº954

FEITOS & DESFEITAS > SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

Em 140 caracteres, um teste de popularidade

Por Bruno Góes em 03/09/2013 na edição 762
Reproduzido do Globo.com, 31/08/2013

Em uma casa de mais de 120 anos, uma rede social criada em 2006 se transformou em mania: entre as cortes constitucionais que usam o Twitter, a mais popular é a do Supremo Tribunal Federal. É o que mostra levantamento feito pelo Centro de Tecnologia e Sociedade da Fundação Getulio Vargas, numa comparação entre dez tribunais no mundo. No exterior, as experiências não são muitas.

Entretanto, os dados evidenciam que o Supremo tem o perfil de maior alcance nas redes sociais. Os países com pelo menos alguma atividade de suas cortes constitucionais considerados na pesquisa são: Brasil, Colômbia, Equador, França, Indonésia, México, Peru, Reino Unido, República Dominicana e Venezuela.

O Brasil encabeça a lista dos mais populares, com 388.412 seguidores, bem à frente de México, com 126.292, e Colômbia, com 101.187.

Todas as contas dão informações sobre as decisões das cortes. O STF, entretanto, vai além e dá extremo valor ao acompanhamento em tempo real de casos polêmicos. Em 2012 (quadro ao lado), é possível constatar que a propagação de tweets do tribunal brasileiro é muito superior à dos demais. Os picos de atividade e propagação ocorrem em julgamentos importantes.

Sobre sua conta, o STF diz:

“É um importante instrumento para auxiliar no repasse de informações para o cidadão interessado, de forma ágil. Contribui para a maior transparência nas atividades da Corte e para a divulgação de decisões relevantes, em tempo real”.

******

Bruno Góes, do Globo

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem