Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1017
Menu

FEITOS & DESFEITAS >

Homenagem a Sérgio Porto

Por Jorge Alberto Benitz em 15/04/2014 na edição 794

Homenagear Sérgio Porto (Stanislaw Ponte Preta) prescinde de data comemorativa, no meu entender. Daí que não sai pesquisando no Google algo neste sentido. Causa espanto a escolha dele. Meu perfil em nada encaixa para servir de seu mensageiro. Não sou espírita, nem cristão. Para piorar, sou gaúcho, quando o mais adequado seria um carioca com a sua natural irreverência e espírito gozador para representar alguém que, ainda funcionário público de carreira no Banco do Brasil, afixou um cartaz, defronte do guichê de um caixa do banco onde trabalhava conhecido pelo mau humor e grossura, de modo a somente os clientes lerem a mensagem e o dito cujo não. No cartaz estava dito: “Não dê comida aos animais”.

Além disso, ou, por isso, não se descarta a possibilidade de tudo isso ser mais uma grande gozação dele, isto é, usando um qualquer para demonstrar que neste país continua em cartaz e com força todas as insânias e bizarrias que o motivaram a criar o Febeapá. Sem contar que posso estar sendo impertinente e com delírio de grandeza ao supor que, com este texticulo cover, consigo me aproximar gênio do humor que foi Sérgio Porto. Sem mais, vamos a mensagem.

Nesta época de revival, segue a transcrição de mensagem psicografada pelo Stanislaw Ponte Preta para o Febeapá (Festival da Besteira que Assola o País, em especial, as mídias sociais) versão 2014. Então (o locutor é paulista e sempre inicia a frase com “então” e gosta de explicar tudo tim por tim), isso, em linguagem umbandês, da entidade falar ao invés do cavalo (Sérgio Porto) é possível no além.

A nossa cover de Sarah Palin

Ratãtatãmtãm Repórter Esso em edição extraordinária de 18 de março de 2014: o sucedâneo da Operação Condor, a Operação Juracy Magalhaes (o general enunciador da tese “O que é bom para os americanos é bom para o Brasil”) foi deflagrada ontem a noite pelo Jô Soares ao retornar depois de prolongadas férias e, em um furo de reportagem, entrevistar Henrique Capriles, governador de Miranda e principal opositor de Maduro.

Não percam! Aguardem para hoje, amanhã ou qualquer dia desta semana o retorno das Certinhas do Lalau (Ops! desculpas, o Stanislaw está meio enferrujado, meio fora de forma Ele quis dizer o retorno das Gurias do Jô, provavelmente manifestando-se interessadas em participar na marcha por Deus, Pátria e Liberdade que vai acontecer, não é isso?) Destaque para Lilian Ai que saudade! do Fernando Henrique Witte Fibe, a nossa cover de Sarah Palin. Na pauta permanente do encontro do Jô com as gurias: o descalabro da política e dos políticos nestes últimos 10 anos. Antes, este país foi, desde o descobrimento, o paraíso na terra.

Nota da redação: Pimba na gorduchinha! O Stanislaw acertou na mosca. Terça voltaram às gurias do Jô mais reaças do que nunca.

******

Jorge Alberto Benitz é engenheiro e consultor, Porto Alegre, RS

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem