Quarta-feira, 23 de Maio de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº988
Menu

FEITOS & DESFEITAS > COPA DO MUNDO

Ronaldo está imune às regras internas da Globo

Por Keila Jimenez em 03/06/2014 na edição 801
Reproduzido da Folha de S.Paulo, 29/5/2014

O que a Globo não faz para ter Ronaldo na Copa? Não faltam concessões ao “fenômeno” na condição de comentarista “convidado” da equipe de jornalismo esportivo do canal no Mundial.

Contratado pelo canal desde março de 2013, Ronaldo é imune às regras internas que valem para o restante dos profissionais da rede. Uma prova disso é a recente declaração do craque sobre o seu apoio à campanha de Aécio Neves (PSDB-MG) para a Presidência da República.

Em seu regulamento, a Globo proíbe todo seu elenco de manifestar apoio a candidatos e partidos, inclusive por meio das mídias sociais no período de eleições.

A rede também afasta com antecedência os profissionais que estejam participando de campanhas políticas.

Outro ponto que habitualmente a emissora não abre mão é a de seus contratados não terem atividades paralelas ou conflitantes com a que exercem na TV. Ronaldo não só atua como garoto-propaganda, como é empresário de jogadores e integrante do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo.

Procurada, a Globo diz que Ronaldo não é seu funcionário, e sim “comentarista convidado”. Apesar disso, a rede diz que ele “jamais” fará campanha eleitoral durante a Copa. Ronaldo não comentou o assunto.

******

Keila Jimenez, da Folha de S.Paulo

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem