Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº954

FEITOS & DESFEITAS > JORNALISMO VIRTUAL

Tabloide inova com tecnologia 3D

Por José Cleves em 18/10/2011 na edição 664

O mundo virtual não tem limite e coloca no mesmo patamar de informação os grandes e os pequenos veículos de comunicação, mas em termos de criatividade e pioneirismo tamanho não é documento. Exemplo disso é o site de um pequeno tabloide do interior de Minas que adota, a partir desta semana, a inserção de fotos panorâmicas 3D como parte do fotojornalismo do veículo, algo inédito na imprensa brasileira. Uma técnica similar à do Google Street View, porém com a vantagem de se obter uma visão panorâmica e total de um ambiente fechado ou a céu aberto.

A ousadia do semanário é mais uma prova de que a mídia virtual não ganha dos impressos apenas na velocidade da palavra escrita. Se na técnica convencional da fotografia uma imagem fala mais do que mil palavras, uma panorâmica 360 graus permite ao usuário a interação com o ambiente retratado.

O multimídia Leonardo Delpino, responsável pela novidade no semanário, diz que a técnica consiste na tomada fotográfica de um ambiente a partir de um ponto central onde são capturadas uma média de 12 imagens estáticas para compor a 360 convencional ou centenas e até milhares de fotos para uma panorâmica de altíssima resolução. Uma técnica conhecida como Foto Gigapixel. Através de softwares específicos, as fotografias são reunidas em uma única imagem que permite a visualização em 360 graus. Uma experiência totalmente nova para o visitante que interage com a cena, girando-a para todos os lados, visualizando topo, piso, aproximando ou distanciando a imagem em qualquer ângulo. Algo realmente fantástico e sem limites. É possível ao usuário localizar, por exemplo, objetos minúsculos em uma árvore aparentemente distante.

Na vanguarda da tecnologia 3D

Como editor do semanário em questão, posso dizer que estou embasbacado com a novidade que promete revolucionar o jornalismo virtual e o mercado publicitário, com economia de tempo e de dinheiro na amostragem do produto. O anunciante de um apartamento, por exemplo, pode apresentá-lo por inteiro aos interessados, cômodo por cômodo, mostrando detalhes de sua concepção através do computador, permitindo ao cliente a filtragem virtual das amostras de produtos disponíveis para venda ou locação.

Uma das tomadas fotográficas exibidas pelo jornal em sua edição da semana passada foi feita do alto da Torre Altavila, localizada no ponto mais alto do luxuoso bairro Vila da Serra, na confluência de Nova Lima com Belo Horizonte. Com uma lente grande angular olho de peixe acoplada à sua Canon apoiada em um tripé, Delpino capturou imagens fantásticas que foram postadas no site do periódico. Com a base revestida de aço e 110 metros de altura, a torre abriga um centro de convenções e de entretenimento onde fica o segundo Hard Café do Brasil, com restaurante panorâmico e uma plataforma para saltos de bungee jump a partir da mais alta base fixa para a prática deste esporte da América Latina.

Vale a pena conferir essa novidade que coloca o tabloide na vanguarda da tecnologia 3D a serviço do jornalismo virtual.

***

[José Cleves é jornalista, Belo Horizonte, MG]

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem