Domingo, 13 de Outubro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1058
Menu

FEITOS & DESFEITAS >

A confusão dos caças da FAB

Por Alberto Redondo em 15/09/2009 na edição 555

Por que vocês não publicam algo sobre a mais recente gafe dos jornalões brasileiros (Estado, Folha, Globo)? Refiro-me à notícia de primeira página dos três jornais (8/9) que afirma que o governo já decidiu em favor da Dassault Aviation (DA) com a compra de 36 unidades do Rafale. Ocorre que nem a própria DA emitiu um press release sobre o fato e o Le Monde disse (hoje, 8/9) que os concorrentes não estão descartados e que o que houve foi o anúncio de uma negociação com a DA. Parece que mesmo após o episódio da brasileira na Suíça nossos jornalistas não aprenderam.

Nota da Redação: No caso, quem disse que o negócio estava fechado foi o governo brasileiro. Os jornalistas fizeram o que tinham de fazer: noticiaram. (Luiz Egypto)

***

Globo censura seus artistas e contratados na internet: vocês poderiam colocar um artigo sobre a censura da Globo em relação ao uso de mídias e sites de relacionamento por seus contratados. Os atores não poderão mais ter Twitter, Orkut, blogs ou MSN sem o aval da empresa. É uma contradição tamanha a Globo, que já exigiu várias vezes liberdade de imprensa durante o Jornal Nacional, censurar seus contratados. Os artistas ficam sem liberdade alguma nesse sentido. Em breve, um artista, ao assinar um contrato com a Globo, se não estiver disposto a usar uma mordaça, não poderá ser contratado. Parece que foi confirmada a ditadura na Globo. Vai ter até censor já que os assuntos que os atores quiserem publicar no Orkut, Twitter etc devem passar pelo crivo da empresa, conforme está sendo noticiado. Se eu fosse um ator global, começaria a colocar receitas de bolo nos blogs, como já fizeram vários jornais brasileiros à época da ditadura. A Globo demonstra que quer liberdade de imprensa e de expressão somente quando é de seu interesse. Será medo de concorrer com a internet? (André Almeida, técnico de operação, Belo Horizonte, MG)

N. da R.: Para a informação do leitor: o jornalismo da TV Globo colocou regras para os seus contratados com presença nas redes sociais e na blogosfera. A Folha de S.Paulo também o fez, assim como empresas jornalísticas americanas e européias. Não haverá censura prévia; não faria sentido. (L.E.)

***

Gostaria de chamar a atenção para a notícia intitulada ‘`Mau baiano´, Brasil enfrenta o Chile para coroar boa fase’, publicada pelo portal Yahoo. É um rosário de preconceitos. Chamo a atenção para as respostas indignadas dos leitores e para a impossibilidade de advertir o próprio portal sobre a própria notícia. Falta um ombudsman. (Fábio Baqueiro Figueiredo, historiador, Salvador, BA)

***

Para refletir:

1. Uma Olimpíada vale milhões, gera milhões (para alguns) e emprega milhares de pessoas… tudo temporariamente;

2. Uma Copa do Mundo de Futebol se parece com uma Olimpíada em números, importância e efemeridade;

3. Educar uma sociedade, no caso a carioca, quanto custa? Quanto vale? Justifica o que o governador Cabral anda mentindo? O que dizer da violência policial ontem?

4. Concordam que é para a mídia estar debatendo/esclarecendo com os personagens/sujeitos a situação da educação do estado?

5. Solicito uma análise deste Observatório sobre a situação. Agradecido por poder observar com vocês. (Paulo Gomes Coutinho, professor da Rede Pública de Educação do Estado do Rio de Janeiro)

***

Prezados amigos do Observatório da Imprensa, não há nada que possa ser feito para nos defendermos de mais este movimento de censura no Brasil? (Márcio Braga, analista de sistemas, Fortaleza, CE)

******

Engenheiro, São José dos Campos, SP

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem