Sábado, 25 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

FEITOS & DESFEITAS > MÍDIA & EMPRESAS

A importância da assessoria de imprensa

Por Virgínia Origuela em 16/02/2010 na edição 577

A assessoria de imprensa é uma ferramenta do jornalismo em si que liga de forma direta a notícia com a mídia. Ela pode e deve ser utilizada pelas empresas de pequeno, médio e grande porte. Não podemos confundir o assessor e seu trabalho com publicidade, pois a assessoria leva de forma clara a notícia. Já na publicidade, ele vende propaganda, ocupa boa parte dos espaços, da mídia e da imprensa com marketing, enquanto o assessor noticia, divulga em forma de noticia, colunas, releases.

Existem alguns aspectos que fazem parte da assessoria. Eles são: o press kit, ou press imprensa, um pacote empresarial que conta informação e algum aspecto promocional. Temos também o mailing list, ou mala direta, também conhecida como lista de correio, entrevistas coletivas, questões de sociabilidade e questões sociais.

Ela surgiu entre a década de 60 e 70 e veio para ficar. Conforme a globalização, desde então, vem sofrendo alterações e melhorias. O papel do assessor hoje continua sendo importante como era antes, porém as novas tecnologias e meios de comunicação tornaram o trabalho do assessor em algo mais ‘complexo’. Não basta ser criativo: é preciso saber abordar, conduzir, noticiar, ser sociável, ter contatos, agilidade, ética, clareza e, principalmente, saber diferenciar tais notícias e acontecimentos.

A empresa e o empresário

Pela qualidade e constância do trabalho do assessor de imprensa, ele tende a levar até a mídia a postura da empresa e melhorar sua imagem, seus valores perante a sociedade em si. Tornam pessoas, personalidades, empresas, órgãos públicos, a serem vistos e bem lembrados.

A assessoria de imprensa deve fazer parte da imprensa. Ignorar esse aspecto é o mesmo que ignorarmos a mídia e suas singularidades. A mídia sempre vai existir, prevalecer e opinar; cabe ao assessorado direcionar, pois hoje em dia no mundo todo existem mídias e mídias, as que são transparentes e as mídias negras, onde muitos distorcem a informação, publicam sem antes checar suas fontes e deixam por isso mesmo.

Tal assessoria precisa ser classificada dentro do parâmetro da comunicação pública da organização, levando-se em conta que as mudanças ocorridas na sociedade, aliadas à globalização do mercado, alteraram profundamente a noção de comunicação organizacional, criando a interdependência da organização de seus públicos, inclusive da imprensa. A empresa não pode ficar falando para si; precisa falar para o mercado global, falar no geral.

O ponto não é discutir quem faz assessoria ou o que é específico de cada habilitação da comunicação social, mas estar atento às mudanças ocorridas no campo da relação das organizações com os seus diferentes públicos. A empresa e o empresário não podem mais focar e voltar seu olhar somente para si; ele tem de estar ligado, olhar sempre para fora, ao seu redor, pois é nesse meio que a notícia e a vida acontecem.

Maior credibilidade

A assessoria ganhou aspectos estratégicos, planejamentos, e hoje pode ser considerada uma consultoria e não somente uma assessoria, pois quando se trabalha em prol do assessorado a tendência é beneficiá-lo em todos os aspectos, desde empresarias até pessoais. Existem inúmeros tipos de assessoria: temos a política, empresarial, pessoal, assessoria de marketing, de estilo, de roupas (personal stylist), de boas maneiras etc.

As organizações, as empresas, não estão interessadas somente em se relacionar com alguns ou a minoria, mas sim, com todo o mercado, todos os segmentos, de maneira positiva, permanente, a fim de lucrar, de manter seu faturamento, de manter-se em evidência e em clima de negócios.

A assessoria de imprensa é de suma importância tanto para os jornalistas, os profissionais de Relações Públicas que também desempenham essa função, mas sim, diante de todo comércio em si, de toda sociedade, pois ela é a via de mão dupla, é quem propaga a notícia diante da mídia, quem cria, quem conduz, conserta, divulga, modifica a mente das pessoas e da sociedade em si, que até hoje insiste em não querer acompanhar o crescimento e a valorização de tais profissionais em meio ao mercado de trabalho.

Dentre o jornalismo, essa é uma área que realmente faz a diferença! A empresa não escolhe sempre, nem quando e nem onde quer aparecer. Por isso, o assessor é de suma importância para o assessorado, pois ele viabiliza uma maior credibilidade e melhoram as relações mídia x empresa e empresário x funcionário.

Novos conceitos trazem novas visões, clientes e benefícios.

Pensemos nisso!

******

Jornalista, pós-graduada em Comunicação Empresarial

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem