Terça-feira, 26 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº959

FEITOS & DESFEITAS > MÍDIA ESPORTIVA

A patriotada do Sportv

Por Roseleide Pereira Vicente em 10/04/2006 na edição 376

Quero registrar minha indignação com o narrador Luiz Carlos Jr. e o comentarista Alex Escobar, que fizeram a transmissão do jogo entre Universidad Católica e Corinthians, na quinta-feira (6/4), em disputa da Taça Libertadores. Foi uma vergonha ver a dupla tentando diminuir a eventual derrota do time brasileiro.

Primeiro, conseguiram ver falta do atacante do time chileno no goleiro corintiano, no lance do primeiro gol do Universidad Católica, coisa que não aconteceu. Não sou eu que estou afirmando. As imagens são claras. Se houve falta, esta foi do defensor Wendell, que agarrou flagrantemente o adversário pela camisa. O jogador do time chileno sequer tocou no goleiro do Corinthians.

Em desespero

Depois, o narrador continuou insistindo em que o atacante Jorge Quinteros agarrava os defensores do time brasileiro. Passou o jogo inteiro tentando provar isto. Não conseguiu. As imagens o desmentiram. Alex Escobar até que tentou ser menos parcial, mas era engolido pelo estilo exacerbado do narrador, que faz imitação de Galvão Bueno. Logo quem ele procura imitar… Pois bem, os jornalistas também conseguiram ver um pênalti em cima do Nilmar, do Corinthians, no início da partida. Coisa absurda. Jamais tinha visto algo parecido.

No segundo tempo é que a coisa desandou. Começou pela expulsão justa de Wendell, aquele mesmo que tinha agarrado Quinteros no lance do primeiro gol chileno. Luiz Carlos Jr. e Alex Escobar quase tiveram um ataque. O narrador, então, gritava loucamente. A revolta durou alguns minutos. As imagens, novamente, desmentiram a dupla do Sportv. Wendell deu uma cotovelada no atacante chileno. Não há o que se discutir.

Em seguida, outro lance em que a dupla de jornalistas se descabelou. O jogador do Universidad Católica teria dado uma cotovelada em Mascherano, do Corinthians. Jr. e Escobar saíram do sério. Mas por pouco tempo também. Não houve a agressão. E o jogador chileno não merecia nem amarelo, quanto mais ser expulso. Na seqüência deste lance, o lateral Gustavo Nery, conhecido por se perder em partidas difíceis, foi expulso (só Parreira não enxerga isso). E de forma justa, diga-se. Aí a dupla entrou em desespero. Mas logo viram que o árbitro tinha acertado.

Maria-vai-com-outras

Recuso-me a ver que o país não aprendeu após o golpe militar. Ainda transmitem jogos dos times brasileiros como se o torcedor fosse para a frente da TV com as chuteiras na ponta do coração. Bobagem. Mas idiotice mesmo é ouvir jornalistas da TV Globo, como Galvão Bueno, afirmar que o ‘time xis é o Brasil na Libertadores’.

Narrador e comentarista do Sportv têm que ter em mente que não estão transmitindo uma partida de futebol, por exemplo, apenas para os torcedores do Corinthians. Há milhões torcendo contra, assim como é verdadeiro que há outros milhões esperando uma derrota do Flamengo, do Santos, Fluminense, São Paulo, Palmeiras, Vasco.

Acabou essa história de que é o Brasil contra os demais. Pelo menos quando se disputa uma competição de clubes. A patriotada de Luiz Carlos Jr. e Alex Escobar (o primeiro foi mais exacerbado) me deixou extremamente irritada. Exijo mais respeito. Não sou maria-vai-com-outras. Por favor.

******

Funcionária pública em Brasília

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem