Sexta-feira, 19 de Abril de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1033
Menu

FEITOS & DESFEITAS >

Após fiasco, Science anuncia cuidados especiais

01/12/2006 na edição 409

A prestigiada publicação americana Science anunciou esta semana que será mais cuidadosa na divulgação de artigos científicos. O objetivo é evitar a repetição de constrangedores episódios como o ocorrido em 2005, em que a revista teve de se retratar após dar respaldo a uma pesquisa fraudulenta de um cientista sul-coreano.


Em uma carta publicada no sítio da Science, na terça-feira (28/11), o editor Donald Kennedy afirma que aceita as conclusões de uma comissão que examinou o fiasco do ano passado e que pretende estabelecer novas regras para prevenir fraudes similares no futuro.


Falsa pesquisa


Em janeiro de 2006, a revista anunciou que se retrataria de um artigo do cientista sul-coreano Hwang Woo-Suk publicado na edição de maio de 2005. No texto, o cientista detalhava como havia conseguido clonar células-tronco de embriões humanos. Uma investigação iniciada em Seul alegou que Woo-Suk não havia produzido tal feito e que sua pesquisa – considerada revolucionária – era falsa. Caso os resultados apresentados por ele fossem verdadeiros, poderiam abrir portas para a cura de doenças degenerativas, como o Alzheimer.


A comissão que investigou o caso, formada por seis membros, declarou que ‘o meio científico, hoje, apresenta crescentes incentivos à produção de trabalhos que são distorcidos ou equivocados por interesse próprio’. O relatório final da investigação, diz Kennedy, pede que a publicação dê atenção especial a trabalhos que, à primeira vista, tenham potencial para ganhar visibilidade e destaque.


‘Nós agora estamos formulando maneiras de responder a este conselho’, completa o editor. ‘Temos discutido entre nós e com o comitê para desenvolver critérios de decisão sobre quais trabalhos merecem cuidados especiais’. Trabalhos que devem cair nesta categoria incluem os com temas de grande interesse público, que apresentem resultados inesperados ou aqueles envolvidos em controvérsias políticas. Se, em 2005, a Science publicou apenas 8% dos 12 mil estudos enviados a ela, este número deve diminuir no próximo ano. Informações da AFP [29/11/06].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem