Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

FEITOS & DESFEITAS > SEM LUCRO

Associated Press desiste de serviço multimídia

31/07/2007 na edição 444

A Associated Press anunciou que irá fechar o serviço multimídia asap, lançado há dois anos, por não ter conseguido adesão significativa dos clientes. As operações do asap – em inglês sigla para as soon as possible, ou ‘o mais rápido possível’ – serão encerradas em 31/10, afirmou na semana passada a editora-executiva Kathleen Carroll.

O serviço foi criado, originalmente, para ajudar jornais a chamar a atenção de leitores jovens, na faixa entre 18 e 34 anos, mas acabou evoluindo para um produto mais amplo, voltado para todos os públicos. Além de notícias escritas, o asap produz também vídeos, podcasts e pacotes com diferentes plataformas de mídia. Tudo com uma linguagem mais coloquial e uma roupagem moderna. Hoje, o serviço conta com cerca de 200 jornais assinantes.

Sucesso e fracasso, juntos

Segundo Kathleen, em um memorando interno, o serviço é um ‘sucesso jornalístico’ – vencedor, inclusive, do prêmio EPpy, organizado pelas revistas especializadas Editor & Publisher e Mediaweek, de melhor sítio de notícias com menos de um milhão de visitantes. ‘O sucesso econômico, entretanto, provou ser mais complicado’, afirmou. A editora-executiva declarou que, como a AP tem uma política fiscal responsável, quando um produto é lançado precisa gerar renda suficiente para continuar a ser produzido, o que não foi o caso do asap.

A agência não informou se o fechamento do serviço levará a cortes de empregos na divisão, que conta hoje com 24 profissionais. No memorando, Kathleen afirma que a AP quer ‘replantar’ a experiência adquirida com o asap em outros departamentos da empresa, como o de reportagens sobre estilo de vida ou de entretenimento.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem