Sexta-feira, 19 de Abril de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1033
Menu

FEITOS & DESFEITAS >

Blog censurado

Por Carlos Edyl Santiago Filho em 22/01/2008 na edição 469

Infelizmente, o poder econômico se sobrepõe aos interesses da coletividade, principalmente no interior. Criei um blog de notícias há 3 meses, numa cidade de 70 mil habitantes, e obtive o acesso de mais de 10 mil internautas, acima de qualquer expectativa. Na ocasião, fiz a cobertura da eleição na universidade local, atolada em denúncias, abusos e negociatas. Por criar um veículo independente, livre e democrático, isso contrariou interesses dos envolvidos, acostumados com uma imprensa provinciana e bovinamente passiva. Resisti a ameaças e processos, mas me surpreendi com a confirmação de que os gestores atuaram junto ao portal Terra, que abrigava meu blog – Blogdoedyl – e conseguiram junto ao mesmo o bloqueio tanto de novas postagens quanto de antigas matérias do blog.

Será realmente o portal Terra, aparentemente bastante profissional, sujeito a tais interferências autoritárias e tacanhas? Caso afirmativo, reduz a esperança de que a modernização da nossa sociedade é algo irreversível, apesar de gradual. Apelo por notícias animadoras para a continuidade do exercício dessa profissão – realmente uma cachaça – que é o jornalismo.

***

Vale a pena discutir a corrida pela vacina da febre amarela em todo o país, estimulada pela enxurrada de notícias especulativas e mal apuradas em toda imprensa. Não por acaso, o assunto ganhou toda essa atenção no mês de janeiro, tradicionalmente conhecido pela escassez de pautas. Acredito que o episódio seja emblemático de uma imprensa cada vez mais afastada do tratamento aprofundado dos assuntos com os quais lida e cada vez menos atenta à sua função social, dando lugar à fabricação de notícias apoiadas em factóides. (Ricardo Barretto, jornalista, São Paulo, SP)

***

O Observatório da Imprensa é hoje um dos poucos veículos de comunicação com uma postura séria, independente e investigativa. Em tempos de PIG, é bom saber que ainda se faz comunicação com profissionalismo, competência, isenção e compromisso com a verdade. Parabéns a toda equipe. (Pedro Celso, rodoviário, Brasília, DF)

***

Preocupado com a indiferença de pessoas quanto a leitura de jornais e, cada vez mais, a preferência do público por programas televisivos de baixa qualidade, andei fazendo uma pesquisa tentando entender o motivo de tal fato, já que fala-se muito na inclusão de leitura de jornais nas escolas públicas numa tentativa de atrair os jovens para o hábito da leitura. Pasmem! A grande maioria deixou claro que não entendia a linguagem que os jornalistas usam para passar as notícias ou comentários. Em segundo lugar, aquilo que eu sempre achei ser a razão de tal indiferença – o custo dos jornais e revistas.

Atento a tais afirmações, passei a observar que, realmente, muitos colegas, tentando parecer eruditos, usam e abusam de termos que fogem ao conhecimento do grande público, ao passo que a TV soma palavras e imagens facilitando o entendimento dos menos esclarecidos. Considere-se aí o que se refere a noticiários. Sei que posso parecer primário nas observações, mas gostaria que avaliassem o tema a escrevessem algo a respeito. (Edson Contar, escritor, Campo Grande, MS)

***

Gostaria de pedir ao Observatório da Imprensa, e seus membros atuantes, que divulguem meu artigo/protesto contra o jornalismo policial sensacionalista operado pelos meios de comunicação. Esta reflexão tem por base a matéria sensacionalista publicada pelo Estado de S.Paulo e divulgado pelo UOL. Faço uma breve análise do assunto e peço ao leitor do texto que registre seu comentário em forma de protesto no intuito de divulgar e pressionar a grande mídia. Este é o link. Agradeço desde já a atenção. (Arthur Meucci, professor e pesquisador, São Paulo, SP)

******

Jornalista, Três Corações (MG)

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem