Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

FEITOS & DESFEITAS > ELEIÇOES NA FRANÇA

Candidatos investem pesado na internet

09/02/2007 na edição 419

À primeira vista, pode parecer uma piada de mau gosto, vinda de candidatos rivais ou dos próprios internautas. Mas a autoria do sítio que mostra o ministro do Interior francês e candidato a presidente Nicolas Sarkozy de terno em uma pista de dança é da equipe da campanha do próprio político. Ao acessar a página, é possível escolher a música que vai ‘sacolejar’ o candidato, assim como seus passos de dança.


‘É um recurso publicitário usado para chamar a atenção e usado para mostrar o lado mais descontraído de Sarko’, explica François Delabrosse, webdesigner da campanha política de Sarkozy, que também conta com um sítio oficial. ‘Queremos ter pessoas interessadas, porque acreditamos que quanto mais pessoas o conhecerem, mais pessoas vão gostar dele’.


Campanha online


Marketing subliminar é apenas uma das estratégias da campanha política que invadiu a rede na proximidade das eleições presidenciais marcadas para abril na França. Tanto Sarkozy, candidato de direita, quanto a rival socialista Ségolène Royal estão investindo pesado em seus sítios oficiais, usando voluntários como cabos eleitorais. Ségolène não arriscou a se colocar como uma dançarina na rede, mas seu sítio vem desempenhando um papel importante como parte de sua estratégica política, servindo como um fórum para debates.


Ataques


No espaço virtual, há espaço para campanhas políticas oficiais, mas também sobram ataques aos dois candidatos – que lideram as pesquisas. Rumores sobre as suas vidas pessoais – que não costumam ser divulgados na mídia francesa – circulam livremente em diversos blogs. Com celulares equipados com câmeras, as equipes da campanha estão alertas quanto a situações que possam ser prejudiciais para as imagens dos políticos. ‘Não acredito que nenhum dos dois candidatos ganhe a eleição por conta da internet. Mas a rede pode ajudar um deles a perder’, opina Delabrosse. Informações de Hugh Schofield [AFP, 4/2/07].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem