Domingo, 17 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

ENTRE ASPAS > OBSERVAÇÃO DO LEITOR

CB: esconderam a manchete.

Por Benjamim Soares em 22/12/2009 na edição 569

Sou assinante do Correio Braziliense estou envergonhado com a forma utilizada pelo Correio para esconder sua principal manchete. ‘Durval diz que repassou propina a Paulo Octávio’. Com a justificativa de limpar a barra do Governo do Panetone, o Correio lamentavelmente criou uma forma tão suja quanto o tráfico de drogas, que é tentar maquiar e desviar a atenção do foco principal da política local. Senhores responsáveis pela direção do Correio um dos avanços do crack é a ‘Propinobras’ ‘Roubobras’ ‘Influenciobras’ e a ‘Corrupçãobras’. O quadro de respeitáveis e brilhantes repórteres do Correio, tenho certeza, devem estar envergonhados, como eu, com o gesto de encobrir a manchete do jornal na edição de domingo (20/12). Se nesta mesma edição foi feito um ‘suplemento’, com qual objetivo colocar toda a capa do jornal com uma propaganda do SUS/Ministério da Saúde?

A maioria dos leitores do Correio são pessoas que pensam e analisam os fatos, não somos alienados. É notório que o Correio entrou na divulgação da operação ‘Caixa de Pandora’ meio a reboque do restante da grande imprensa. Talvez por ter em sua carteira de anunciantes as empresas de Paulo Octavio e o Governo do Distrito Federal, mas isto não dá o direito de sutilmente tentar esconder a quadrilha do Panetone. Por sorte contamos com o Observatório da Imprensa.

***

Na terça-feira, 8 de dezembro, um professora de português da Escola Estadual Desembargador Ferreira Pinto, em São Gonçalo, foi atingida por uma bomba caseira posta em sua bolsa por alunos do Ensino Fundamental noturno. Nenhuma nota saiu na grande imprensa. Nenhum comentário, nada! O único órgão de imprensa a cobrir o fato foi um jornal local, nas páginas policiais. Há muito os professores se sentem alvo de ataque por parte da grande mídia, geralmente inspirada pelos projetos e análises propostos pelo Banco Mundial e setores neoliberais da sociedade. Mas não é só o ataque que nos fere. O é também a invisibilidade! O desmantelamento da educação e a desmoralização das escolas têm levado os professores a situações cada vez mais freqüentes de choque e perigo. Mas nada é anunciado, quase nada é investigado.

Será que a grande mídia pretende abafar a realidade da sala de aula até que esta definitivamente morra? Seguem abaixo os links das notícias postadas no site ‘O São Gonçalo’: ‘Alunos tentam matar professora do Estado’,Diretora seria alvo do ataque à bomba em S.Gonçalo‘ (Alexandre Rocha, professor, Duque de Caxias, RJ)

***

A Globo insiste em divulgar notícia sem lastro nos fatos. No site da FIFA, o Flamengo não é hexa! É penta! Na seção ‘Honours’, a FIFA credita ‘5 Campeonatos Brasileiros: 1980, 1982, 1983, 1992, 2009’ (em português). Por que ‘5’ e não ‘6’? Quem foi o campeão de 1987? Para conhecer a resposta, abra esta outra página, também do site da FIFA: Na seção ‘Football’, está escrito: ‘Todos os três times [Sport, Santa e Náutico, citados no parágrafo anterior] já tiveram momentos de glória no futebol brasileiro, embora o Sport fique ligeiramente afastado de seus concorrentes, graças a dois grandes títulos: o Campeonato Brasileiro em 1987 e a Copa do Brasil em 2008′.

Este assunto está encerrado na FIFA, CBF e STF. A taça original está no Recife. Sport e Guarani representaram o Brasil na Libertadores de 1988. O Guarani foi vice-campeão em 1986. O Sport participou da primeira divisão em 1986 e não foi rebaixado. Como poderiam estar na segunda divisão em 1987? Só a Globo não aceita e usa seu poder para manter essa injustiça contra um time pobre que ousou riscar a glória dos poderosos. (Denival Albuquerque, auditor tributário, Recife, PE)

***

Sou professor de Filosofia e me chama a atenção a questão acerca da liberdade de expressão, tão defendida pelos meios de comunicação. Ser livre é fazer e dizer o que quiser e depois ver a repercussão? Parece-me que é isso que alguns jornalistas pensam. A imprensa tem um papel fundamental dentro da democracia e ela necessita de liberdade. Entretanto, o que vemos é que os únicos homens que podem dizer o que querem acerca de todos são os jornalistas. Sempre se utilizando da máscara das ‘fontes’. Poucos averiguam a veracidade das informações antes de divulgá-las, deixando claro a verdadeira intenção: chamar a atenção da massa, falar aos instintos, a fala o que o povo gosta não a verdade.

Como todas as estruturas sociais, a imprensa necessita de regulação. Sim, regulação. A lei deve ser para todos e me parece que a imprensa, ou parte dela, desconhece isso. Liberdade de expressão, sim; libertinagem, comércio, mentira e calúnia, não. No dia em que os grandes jornais e TVs se retratarem da mesma forma que acusam, acreditarei em imprensa livre. O que temos hoje é um grande jogo de interesses. Deixo claro que não sou nenhum extremista de esquerda nem de direita, só um cidadão querendo entender o que se passa à minha volta. (Edivan Mota Santos, professor, São Paulo, SP)

***

Parabenizo o site pela profundidade e seriedade com que trata do assunto. Infelizmente, ainda nos deparamos com situações vergonhosas que mancham a imprensa do país. Vivemos uma situação na minha cidade, na sexta-feira (18/12), que mostra uma face cruel da chamada ‘liberdade de imprensa’ quando utilizada por pessoas mal intencionadas. Houve uma votação pela aprovação do curso de Medicina na Universidade Federal de Alfenas e nós, professores, fomos surpreendidos por fotógrafos (que se diziam jornalistas) que nos trataram brutalmente, querendo fotografar, mesmo sem consentimento, todos os professores que votariam contra o projeto. Segundo informações, as fotos com nomes, endereços e telefones seriam divulgadas como incitamento à população contra esses professores. Tudo isso patrocinado por políticos que incitaram, no último mês, a população a ameaçar os professores, uma vez que há aqueles que querem se reeleger graças a ‘terem trazido o curso de Medicina para a cidade.’

Como nós, professores, nos recusamos a participar disso, somos agora alvos de ataques de todas as formas, dizendo que não conhecemos a liberdade da imprensa. Isso é ridículo, pois ninguém se negaria a participar de uma reportagem sobre o fato, o que ninguém fez. Eram apenas fotos, e a ninguém era dado o direito de fala. Caso desejem conhecer o assunto, basta acessar o site ‘Alfenas Hoje‘. (Cristina Garcia Lopes, professora universitária, Alfenas, MG)

***

Senhores, um assunto que nunca ficou esclarecido pela imprensa. Trata -se da seguinte questão: quando a Gol adquiriu a Varig por US$ 285 milhões, adquiriu também o direito das linhas internacionais e, principalmente, os slots de pouso nos principais aeroportos do mundo, tais como Paris, Tóquio, Londres, Frankfurt, Nova York, Washington e outros. E após um pequeno período de alguns voos internacionais, a Gol informa que a partir de determinada data esses voos serão cancelados. Pergunta: qual o valor que a Gol amealhou vendendo estes slots a empresas aéreas estrangeiras ou simplesmente ela abandonou tal direito, que vale mihões de dolares? E os aposentudas do Fundo Aeros estão sem receber! (Ricardo Rosa, empresário, Ribeirão Preto, SP)

******

Aposentado do INSS, ex-leitor do Pasquim, O Sol, Movimento e Realidade

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem