CENSURA | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Quarta-feira, 22 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1001
Menu

FEITOS & DESFEITAS > CENSURA

CENSURA

26/10/2007 na edição 456

A Arábia Saudita proibiu a última edição da revista Forbes Arabia por causa de um artigo sobre os bens do rei Abdullah e de outros líderes árabes, noticia a Reuters [25/10/07]. ‘A razão [da proibição] foi uma reportagem de duas páginas sobre as condições financeiras de 15 dinastias atualmente no poder, sete delas árabes’, explicou Refaat Jaafar, chefe de redação da Forbes Arabia. O rei saudita ficou atrás dos líderes de Brunei e dos Emirados Árabes Unidos.


Jaafar ainda informou que a empresa de distribuição saudita foi notificada da proibição apenas na terça-feira (23/10). ‘Em vez de rasgar as páginas da reportagem, as autoridades optaram por proibir toda a edição’, relatou um funcionário do governo, em condição de anonimato.


Este ano, autoridades sauditas ordenaram, por duas vezes, que páginas com a coluna do analista saudita Khalid al-Dakhil fossem arrancadas da Forbes Arabia. Se fotos em revistas e jornais forem consideradas indecentes, autoridades do país também as arrancam antes que elas cheguem às bancas.


 

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem