Terça-feira, 24 de Outubro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº963

FEITOS & DESFEITAS > NOVO ALVO

Depois do Google, jornais belgas miram no Yahoo!

19/01/2007 na edição 416

Depois da Microsoft e do Google, chegou a vez do Yahoo! enfrentar a ira dos jornais belgas. O grupo Copiepresse, que reúne editoras de jornais nas línguas francesa e alemã na Bélgica e já implicou com os serviços de busca de notícias das primeiras duas empresas citadas acima, anunciou esta semana que já comunicou ao Yahoo! que ele é o próximo.


‘Nós enviamos uma carta com um aviso formal ao Yahoo!’, afirmou o advogado do grupo, Bernard Magrez, ‘pedindo que a empresa pare de publicar artigos de jornais belgas em seu sistema de busca sem autorização prévia’. O Copiepresse acusa o Yahoo! de violar leis de direitos autorais ao fornecer aos internautas acesso a artigos de jornais que passariam a ser cobrados pelos veículos originais. O grupo não faz nenhuma ameaça na carta, mas irá aguardar a resposta do Yahoo! para decidir se entrará com uma ação na justiça contra ele.


Precedente


Há um ano, o Copiepresse levou o Google News à justiça para proibir que ele continuasse a reproduzir conteúdo de jornais belgas em francês e alemão em seu sítio na Bélgica. Em setembro, um tribunal ordenou que a companhia parasse de publicar o material ou teria que pagar multa diária de US$ 1,3 milhão. O Google apelou da decisão e um veredicto é esperado para o fim de janeiro. Os jornais belgas também ordenaram que a Microsoft parasse de publicar artigos no sítio msn.be, o que posteriormente foi atendido pela empresa. Informações da AFP [18/1/07].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem