Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº969

FEITOS & DESFEITAS > JORNALISMO DE VERÃO

Descaso alimenta cobertura burocrática

Por Alberto Dines em 02/02/2008 na edição 470

A Infraero está preocupada com o Carnaval, mas parece que a imprensa não está preocupada com o Carnaval. Se os jornais designassem repórteres para investigar o que mudou nos aeroportos talvez compartilhassem das preocupações das autoridades.


O noticiário sobre o tráfego aéreo em toda a mídia resume-se à divulgação de estatísticas – tantos vôos cancelados, tantos atrasados e nada mais. Os jornalistas não sobem até as salas de embarque do aeroportos para verificar se já foram instalados os balcões de informações prometidos há seis meses pelo ministro Nelson Jobim, não verificam se há mais telões e se os telões estão sendo alimentados com dados mais atualizados.


Apesar do clima ameno, quase de primavera, o ‘jornalismo de verão’ parece firmemente implantado. O calor e o mormaço foram substituídos por uma atitude burocrática. A mídia não cobre, apenas acompanha os assuntos, esquecida de que além do Carnaval temos o fim das férias e o fim dos recessos.


Os leitores, ouvintes e telespectadores querem saber o que mudou. Vão descobrir que nada mudou. Inclusive o descaso da mídia.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem