Sexta-feira, 22 de Junho de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº992
Menu

FEITOS & DESFEITAS > RÚSSIA

Diários não noticiam envenenamento de espião

22/11/2006 na edição 408

O envenenamento do ex-espião russo (e crítico do Kremlin) Alexander Litvinenko, em Londres, foi ignorado pela maioria dos jornais na Rússia. Os diários de maior circulação do país, Komsomolskaya Pravda e Izvestia, não deram a notícia, e o Gazeta apenas reproduziu um artigo do britânico Sunday Telegraph. O único jornal a fazer sua própria reportagem foi o Kommersant, que colheu depoimentos de parlamentares e ex-membros do serviço secreto russo.


Litvinenko, ex-agente da KGB (serviço secreto da ex-União Soviética), sentiu-se mal no início de novembro após um encontro, em um sushi bar londrino, com um contato que dizia ter informações sobre o assassinato da jornalista russa Anna Politkovskaya. Soube-se posteriormente que o contato era o especialista em segurança italiano Mario Scaramella, que disse ter procurado o russo depois de receber e-mails de uma fonte confidencial identificando um grupo de São Petersburgo como responsável pela morte de Anna. O tal grupo teria uma lista com alvos potenciais, e nela constariam os nomes de Scaramella e Litvinenko.


Estado grave


‘Se Alexander conseguir resistir nos próximos dias, ficará tudo bem’, afirmou o empresário russo Boris Berezovsky, que também vive no Reino Unido, após visitar o ex-espião no hospital. ‘Ele está num estado terrível. Seu cabelo caiu, seus órgãos podem falhar a qualquer momento’, completou. Berezovsky, entretanto, foi acusado pelo parlamentar Gennady Gudkov de inventar o suposto envenenamento. ‘Eu aconselharia Litvinenko a ficar longe de vodca falsificada’, afirmou Gudkov, também ex-membro da KGB.


Exilado no Reino Unido desde 2000, Litvinenko tornou-se crítico ferrenho do presidente Valdimir Putin. Em 2003, o ex-espião escreveu um livro no qual acusava o serviço secreto russo por uma explosão em 1999 que matou mais de 300 pessoas e serviu de estopim para a segunda guerra da Chechênia. O Kremlin e a agência de segurança russa negam qualquer envolvimento. Informações da AFP [20/11/06].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem