Sábado, 14 de Dezembro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1067
Menu

FEITOS & DESFEITAS >

Estranha e inquietante amorfia

Por J.M. Nobre-Correia em 15/06/2010 na edição 594

Em matéria de media, há um mistério português. Um mistério dificilmente compreensível para quem vive longe do país e observa por dever profissional a cena mediática europeia. Um mistério que poderá ser designado por estranha amorfia do meio jornalístico e empresarial português.

Quando a pobreza da paisagem mediática nacional deveria, ao contrário, favorecer as iniciativas.

Atravessa-se a fronteira e descobre-se um mundo que se agita, mediática e jornalisticamente. Com a criação de sítios autónomos de informação jornalística (não ligados a media tradicionais), de informação generalista como de informação especializada: vejam-se os casos numerosos em Espanha ou em França, por exemplo. Com o lançamento de magazines que obedecem a novos conceitos ou a novas estratégias comerciais: a ebulição recente nos femininos franceses é exemplo disso. Com o aparecimento até de novos diários?

Peguemos na Itália, país com características sociológicas e culturais próximas das de Portugal. Itália contava já com 76 diários. Mas isso não impediu uma equipa de 18 jornalistas de lançar em 23 de Setembro passado Il Fatto Quotidiano. Antes criara um sítio na internet, L´Anteffato, para preparar o lançamento do jornal em papel. Pelo que este dispunha já de mais de 30 mil assinantes antes de sair para a rua.

Renunciando a qualquer forma de financiamento público, Il Fatto Quotidiano é detido por uma sociedade anónima em que nenhum accionista pode controlar mais de 16 % do capital, de modo a evitar condicionamentos editoriais. Só a equipa de redacção detém 30%. O sucesso é grande: oito meses depois, o jornal conta com 42 mil assinantes (dos quais mais de 30 mil para a edição em linha) e uma média de 63 mil exemplares vendidos em banca. O que dá um total de 105 mil compradores.

A questão que se põe é, pois, de saber por que será que em Portugal, que conta com tão poucos diários e um nível de desemprego dos jovens licenciados em jornalismo tão elevado, não surgem iniciativas destas? Mistério…

Avui despede trabalhadores

O diário catalão Avui (27.188 exemplares de difusão) despede 56 dos 128 trabalhadores. Os que continuam vão ser integrados na redacção do diário catalão El Punt (24.134), em Barcelona, passando Avui a partilhar dois suplementos semanais com ele. Propriedade dos grupos Godò (40%) e Planeta (40%), Avui é agora controlado a 100% por Hermes Comunicacions.

Grupo Amaury procura sócio

Após uma vaga de especulações sobre o futuro do grupo editorial dos diários generalistas Le Parisien e Aujourd´hui, assim como do desportivo L´Équipe, proprietário igualmente de competições desportivas como a Volta à França ciclista, a família detentora de 75% do capital confirma procurar um accionista minoritário para entrar no capital dos dois diários generalistas.

Sportitalia lança novo canal

O grupo milanês proprietário das televisões Sporitalia e Sportitalia 2 lançou nesta quinta-feira, 10 de junho, o Sportitalia 24, um canal digital terrestre e por satélite gratuito, exclusivamente dedicado à informação contínua sobre as diversas disciplinas desportivas.

******

Professor na Université Libre de Bruxelles (ULB)

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem