Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1051
Menu

FEITOS & DESFEITAS >

Executivo do Google deixa conselho da Apple

Por Leticia Nunes (edição), com Larriza Thurler em 04/08/2009 na edição 549

A Apple anunciou na segunda-feira [3/8] que Eric Schmidt, executivo-chefe do Google, deixará seu conselho por conta de ‘potencial conflito de interesses’. Schmidt fazia parte do conselho da Apple desde agosto de 2006, mas Steven Jobs, executivo-chefe da companhia, declarou em nota que sua atuação começou a ser prejudicada quando ele passou a se esquivar de reuniões e discussões sobre produtos em que as duas empresas competem.

O Google, famoso por seu sistema de buscas na internet, planeja ampliar sua influência, expandindo seus negócios para a produção de sistemas operacionais para computadores e celulares. A companhia anunciou recentemente que estaria desenvolvendo um sistema operacional para computadores pessoais baseado no browser Chrome. O chamado Chrome OS atingiria, assim, o principal produto da Apple, além de competir com o Windows, sistema operacional da Microsoft. Além disso, o sistema operacional para celular do Google, chamado de Android, também compete com o popular iPhone da Apple no mercado de telefonia móvel. Schmidt, por sua vez, começou a se recusar a discutir questões sobre o iPhone nas reuniões do conselho e a deixar de participar de conversas sobre o sistema operacional da Apple.

Também recentemente, a Apple recusou dois aplicativos desenvolvidos pelo Google para o iPhone, que seriam vendidos na App Store, loja online da empresa. Na semana passada, a Comissão Federal de Comunicações americana deu início a um inquérito para descobrir por que a Apple rejeitou o aplicativo Google Voice, que ofereceria ligações internacionais baratas e mensagens de texto gratuitas. A agência regulatória quer saber se a decisão da Apple teve influência da AT&T, única empresa de telefonia a comercializar o iPhone nos EUA.

Além do fator de mercado, a saída de Schmidt também teria relação com uma investigação federal para determinar se o Google e a Apple teriam violado leis antitruste ao compartilhar dois diretores – o presidente da Genentech, Arthur D. Levinson, continua no conselho das duas companhias. A Apple declarou que a saída de Schmidt foi uma decisão tomada por ambas as partes. ‘Eu gostei muito do meu tempo no conselho da Apple’, afirmou Schmidt. ‘Trata-se de uma empresa fantástica, mas, como foi explicado hoje, nós concordamos que é correto que eu me afaste agora’. Informações de Jack Healy [The New York Times, 3/8/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem