Sábado, 23 de Fevereiro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1025
Menu

FEITOS & DESFEITAS >

Faltam algumas explicações

Por Valmir Perez em 22/01/2008 na edição 469

FEITOS

Em matéria intitulada ‘As doações de bancos comprometem votação’, o site da revista Veja nos informa (14/01) que ‘o governo corre o risco de não conseguir aprovar no Congresso o aumento que pretende impor à Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL) dos bancos, proposto como uma das maneiras de compensar o fim da CPMF. Isso porque um em cada sete dos parlamentares que votarão sobre o tema teve sua campanha financiada por algum (ou vários) banco(s) em 2002 e 2006, e pode, portanto, retribuir o favor, vetando o aumento do imposto sobre eles.’

Ora, se os políticos não estão a favor do aumento da contribuição social dos bancos porque receberam dinheiro desses últimos em suas campanhas, então o que os bancos fizeram não foi doar, mas corromper, subornar.

Se os bancos tivessem realmente doado o dinheiro, significa então que o dinheiro poderia ser usado pelos políticos sem que eles tivessem que dar quaisquer satisfações ou retorno dessa ‘aplicação’.

Então, trata-se disso mesmo, de uma ‘aplicação’, como qualquer outra que os bancos fazem para obter lucro. Só que esses caras estão aplicando seu dinheiro aonde não deviam. Os caras que recebem esse dinheiro também estão recebendo dinheiro que não deviam, de onde não deviam, ou seja, todos são bandidos e quem sofre é o ignorante do eleitor que acha que seu voto serviu para alguma porcaria.

Os grandes clientes

A mídia também cumpre seu papel, não alertando a população de que se trata, na verdade, de propina, ou seja, dinheiro que foi passado nas mãos de políticos para que esses defendessem os interesses dos bancos, e não da população que votou nesses caras e os colocou lá em Brasília.

A mídia precisa com urgência discutir mais profundamente esse tema para que a população possa entender como as coisas funcionam de verdade e que valor tem o voto do contribuinte. Ela também precisa cumprir seu papel e explicar por que os queridos senadores precisam, acima de tudo, ‘retribuir o favor’ (termo utilizado na matéria) para com os eleitores deste país, e não para com os bancos e banqueiros.

A mídia também precisa explicar que, enquanto houver ‘doações’ de bancos, de grandes empresas ou de traficantes para nossos políticos, não haverá democracia, mas apenas orgia do poder o do dinheiro. Enquanto isso, vamos assistindo às nossas crianças em escolas de péssima qualidade, pessoas morrendo nas filas dos hospitais públicos, nossa aposentadoria indo para o beleléu, gente morando em favelas e buracos e nossos jovens sem emprego e, portanto, sem futuro.

A mídia precisa explicar também por que não consegue dizer isso tudo à população. Será que é porque os bancos são os grandes clientes da mídia e ela não pode viver sem essas doações?

Talvez…

******

Lighting designer, Campinas, SP

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem