Sábado, 24 de Agosto de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1051
Menu

FEITOS & DESFEITAS >

Fantástico diz que errou em entrevista com falso paparazzo

Por Nara Alves em 03/04/2007 na edição 427

A equipe do Fantástico voltou a Los Angeles, nos EUA, para investigar as denúncias divulgadas com exclusividade pelo Último Segundo de que a reportagem ‘Vida de paparazzi’ teria entrevistado um falsário no lugar do fotógrafo agredido por Britney Spears. Na edição deste domingo (1/4), o programa da TV Globo mostrou uma nova reportagem que localizou o homem e contou ‘sua verdadeira história’.

De acordo com a nova versão, o homem que se apresentou como Roberto Maciel, paparazzo agredido por Britney Spears com um guarda-chuva em fevereiro, se chama Eziel da Silva Pinto. ‘Este homem tentou se passar por paparazzo, mas a mentira não foi muito longe’, admitiu a reportagem. Eziel trabalha ao sul de Los Angeles fazendo pequenos serviços em barcos e, segundo fontes não reveladas, nunca atuou como fotógrafo.

O falsário alegou que recebeu uma mensagem pelo celular convidando-o para dar uma entrevista para o Fantástico. Eziel disse à equipe do programa que ‘pode ter havido uma confusão de nomes’, já que o verdadeiro paparazzo agredido por Britney chama-se Maciel. No entanto, a produção do programa exibiu imagens em que ele diz se chamar Roberto e assina um termo de cessão de imagens com o nome do fotógrafo.

Roberto Maciel, que fez a denúncia para o Portal iG no último dia 26 de março (ouça a entrevista), afirmou à reportagem exibida hoje que não é culpado. ‘Eu não tenho culpa, sou vítima’, disse. O verdadeiro paparazzo também afirmou que Alison Silva, outro fotógrafo entrevistado pelo Fantástico, teria levado Eziel ao local da entrevista. ‘Ele é amigo do Alison. Foi o Alison que levou ele’, especulou. Procurado pelo Fantástico, Alison admitiu que errou: ‘Foi um erro meu. Fui levando na onda e a onda está aí, um tsunami’.

As acusações

‘O Fantástico pegou uma outra pessoa para se passar por mim. […] Pegaram um cara que eu nunca vi na vida. Fiquei completamente assustado’, afirmou o paparazzo. De acordo com Maciel, a jornalista Fabiana Scaranzi o procurou alegando que a entrevista não seria dada ‘para o Pânico ou pra Rede TV!’, mas sim para o Fantástico. ‘Eu respondi que eu não faço distinção se é do Fantástico, Rede TV!, SBT ou qualquer outro canal de televisão. […] Não é porque é Rede Globo que eu tenho que dar entrevista’, disse. A jornalista teria dito que ele não tinha tirado fotos de uma ‘Daniela Cicarelli e nem de Luana Piovani na praia, mas sim da Britney Spears’.

O fotógrafo, que trabalha como paparazzo para a agência X-17, de Los Angeles, preferiu não se expor para não ser prejudicado em sua profissão. Também optou por não processar a cantora pelo ataque, que lhe rendeu alguns hematomas nas costas (assista ao vídeo), para poder continuar com o trabalho de paparazzo especializado em Britney Spears. ‘Tem que conhecer o artista, conhecer a celebridade para saber qual vai ser a reação dela, para saber que você mantém uma lente curta ou uma lente longa’, explicou.

Roberto Maciel adiantou que vai consultar seu advogado sobre um eventual processo contra a Rede Globo. Revoltado, o fotógrafo mostrou que o assunto ainda não está encerrado. ‘Vamos ver como vai ficar, porque eles não podem fazer isso de jeito nenhum’.

******

Repórter iG no Rio

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem