Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº969

FEITOS & DESFEITAS > TELETIPO

Google cria versão personalizada

15/03/2005 na edição 320

O sítio de notícias do Google, ainda em fase de testes desde que foi lançado, em 2002, poderá ser ‘customizado’ pelos internautas, informa Paul Festa [CNET, 9/3/05]. A novidade começou a ser testada na semana passada. Se tudo der certo, os leitores poderão especificar que categorias de notícias querem que apareçam na tela de seu computador. ‘Nós fizemos uma série de modificações no Google News que permitirão que você customize sua página principal criando seções focadas em tópicos de sua preferência, como seu time preferido, tecnologia ou celebridades’, dizia uma declaração da empresa, postada no próprio sítio de notícias para anunciar a novidade. Os leitores do Google News poderão criar até 20 seções para sua página principal. A customização será feita por cookies, arquivos de internet que são registrados no computador e deixam informações, como login e preferências, gravadas para visitas posteriores. Os internautas também poderão enviar suas ‘criações’ por e-mail.



Eleitores americanos elegem a internet

Pesquisa telefônica do Pew Center aponta que, na eleição presidencial americana de 2004, o número de pessoas que buscaram informações sobre os candidatos na internet foi seis vezes maior que em 1996, quando apenas 3% dos entrevistados disseram ter acessado a Rede para esse fim. No ano passado, 43% desses internautas visitaram sítios de grandes veículos, como CNN e The New York Times, para acompanhar a disputa, contra 24% que o fizeram através das páginas de campanha dos candidatos. Como informa a Editor & Publisher [7/3/05], cerca de um terço dos entrevistados afirmaram que a TV e os jornais deram toda a informação necessária no período eleitoral.



McDonalds lança ‘campanha saudável’

A rede de lanchonetes McDonalds lançou campanha de marketing nos EUA, na semana passada, na qual incentiva os americanos a fazerem exercícios físicos, informa Nat Ives [The New York Times, 9/3/05]. Acusada de representar papel de destaque no crescente problema de obesidade no país, a rede enfrenta agora processo na Justiça por conta da obesidade e dos problemas cardíacos de duas adolescentes. A nova campanha, diz sua assessoria, não é resposta às críticas, mas uma tentativa de acompanhar a preocupação dos consumidores com a saúde. Os anúncios contam com as tenistas Venus e Serena Williams e usam animações que mostram comidas e utensílios da marca fazendo ginástica; outro estimula o consumidor a não passar tanto tempo em frente à TV. A campanha, a ser exibida no exterior, enfatizará a associação da rede com as Olimpíadas, que patrocina desde 1976. O Centro para a Ciência no Interesse Público, sediado em Washington, criticou a campanha, dizendo que McDonalds deveria melhorar os valores nutritivos de seu cardápio antes de pular para anúncios de exercícios físicos.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem