Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

FEITOS & DESFEITAS > PRIVACIDADE ONLINE

Google nega informações ao governo dos EUA

20/01/2006 na edição 364

O Google informou, na quinta-feira (19/1), que pretende lutar contra a tentativa do governo americano de forçar a empresa a entregar ao Departamento de Justiça informações sobre as buscas que os internautas realizam em seu sistema. A diretora jurídica associada do Google, Nicole Wong, afirmou que a empresa pretende ‘resistir vigorosamente contra os esforços do governo’.


A ordem judicial, expedida pelo procurador-geral do Departamento de Justiça americano, Alberto Gonzalez, faz parte de um esforço legal da administração Bush para reviver uma lei de 1998 destinada a combater pornografia infantil online – e posteriormente derrubada. O governo quer ter acesso às informações de busca legalmente porque alega que o software que filtra pornografia na internet não funciona de forma efetiva. Outras empresas com sistema de busca já teriam entregue informações ao governo, de acordo com reportagem do San Jose Mercury News.


Defensores do direito à privacidade online criticaram a atitude das autoridades. ‘É responsabilidade dos pais – não do governo – controlar o que as crianças vêem no computador’, defende Jim Harper, do Cato Institute, grupo americano especializado na análise de políticas públicas sediado em Washington. Informações de John Shinal [MarketWatch, 19/1/06].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem