Quinta-feira, 18 de Julho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1046
Menu

ENTRE ASPAS >

Gravação complica escândalo com premiê italiano

Por Leticia Nunes (seleção de textos) em 21/07/2009 na edição 547

Leia abaixo a seleção de terça-feira para a seção Entre Aspas.


 


************


Folha de S. Paulo


Terça-feira, 21 de julho de 2009


 


ESCÂNDALO
Folha de S. Paulo


Revista publica áudio de conversa com prostituta atribuída a Berlusconi


‘O premiê da Itália, Silvio Berlusconi, viu ontem a novela do seu suposto envolvimento com prostitutas ganhar um novo capítulo com a publicação de diálogos com a garota de programa de luxo Patrizia D’Addario pela revista ‘L’Espresso’ (centro-esquerda) atribuídos a ele.


Em uma gravação, disponível na internet, Berlusconi teria dito a D’Addario: ‘Estou indo tomar um banho. Você me espera na cama grande se acabar antes?’


Em outro trecho, a prostituta comenta ter perdido a voz após ter passado uma noite em claro com o premiê, supostamente na residência oficial, em Roma. ‘Mas como? Nem gritamos’, teria dito Berlusconi.


As gravações aparentemente atestam a veracidade da versão já apresentada por D’Addario, 42, pivô do escândalo envolvendo Berlusconi nas últimas semanas. Ela dissera ter encontrado o premiê, 72, duas vezes no ano passado, em outubro e em 4 de novembro.


D’Addario afirma não ter passado a noite com Berlusconi no primeiro encontro por não gostar de orgias. Relatou que, ao chegar ao local, deparou-se com 20 outras garotas de programa.


O diálogo da ‘cama grande’ é fiel à declaração anterior de D’Addario, que diz ter feito as gravações do celular.


Os áudios haviam sido entregues à Promotoria de Bari (sul), que investiga o empresário Giampaolo Tarantini -o qual aparece nas gravações- pelo aliciamento de prostitutas para as festas envolvendo o premiê italiano.


O advogado de Berlusconi, Niccolo Ghedini, questionou a veracidade e a legalidade da publicação dos áudios, que qualificou de ‘sem valor nenhum, totalmente improváveis e fruto de imaginação’.


Aliados do premiê direitista acusaram a ‘mídia esquerdista’ de querer ‘intimidar o governo (…) violando a ética jornalística’. A ‘L’Espresso’ é do mesmo grupo do jornal ‘La Reppublica’, que fizera as primeiras revelações.


Com agências internacionais’


 


 


TODA MÍDIA
Nelson de Sá


Começar bem 2010


‘Ao longo do dia na manchete da Reuters Brasil, Lula dizia que o país ‘vai recuperar empregos perdidos e começar bem 2010’. Era o ‘Café com o Presidente’, também no alto das buscas no exterior, com agências.


Na Reuters Brasil, o enunciado passou à noite, na mesma linha, para ‘Governo mantém Orçamento e previsão para o PIB’. Alta de 1%. Já a agência Dow Jones destacou que o Merrill Lynch divulgou sua previsão para o PIB brasileiro de 2009: alta de 0,5%. E que o banco registrou que tem ‘avisado contra extrapolar resultados dos trimestres anteriores para o ano’.


Em março, Bloomberg e outras noticiaram previsão retumbante do concorrente Morgan Stanley para o PIB: queda de 4,5% no ano, a maior em 61 anos. Em junho, o economista do banco, Marcelo Carvalho, já reavaliou a queda para 1%.


EM CONFIANÇA


Foi manchete à tarde na Folha Online e entrou na escalada do ‘Jornal Nacional’ que, pelo levantamento da confederação da indústria, CNI, ‘Empresários se mostram confiantes pela primeira vez no ano’. E até mais do que no ano passado.


Já a Agência Brasil destacou pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, Ipea, mais contida. No enunciado, ‘Setor produtivo está apreensivo, mas já vê melhora da economia’.


SOBE E SOBE


Fechando o dia por Folha Online e Valor Online, a manchete foi ‘Bolsa sobe 2% e dólar tem menor cotação em dez meses’. Confirmou ‘o quarto pregão de alta e a retomada dos 53 mil pontos’.


Nas agências financeiras, no topo do Yahoo News no fim do dia, atenção especial para o dólar com enunciados como ‘Real sobe para o maior valor em meses diante dos prognósticos para a economia’, mencionando o lucro das corporações.


DEIXANDO O DÓLAR


O ‘Wall Street Journal’ postou ontem a coluna ‘Brasil e Canadá tiram dinheiro do Tesouro’, listando ‘os grandes vendedores’ dos títulos americanos e incluindo Taiwan e França no ‘fogo amigo’. Um banqueiro privado nova-iorquino comentou: ‘Foram vendas recordes de títulos de longo prazo do Tesouro e isso é precisamente o que Wall Street e o governo temem há anos’.


O consolo, diz o ‘WSJ’, foi que a China comprou. Nas agências, o fundo Pimco divulgou que pode comprar real e outras moedas, inclusive peso mexicano, ‘conforme o dólar cai e o crescimento nos emergentes ultrapassa o dos países desenvolvidos’.


HONDURAS ETC.


O risco de violência em Honduras ocupou os sites, ontem no Brasil. E o espanhol ‘El País’ deu o artigo ‘América Latina, a democracia abre fogo’, dizendo que ‘os acontecimentos de Guatemala, Peru e Honduras tiram credibilidade da democracia liberal e reforçam popularidade de Chávez’. O golpe hondurenho, de resistência ao venezuelano, acabou elevando sua ‘legitimidade em toda a região’.


‘LA FAMILIA’


O britânico ‘Observer’ deu longa reportagem sobre como o ‘Talebã das drogas declarou guerra ao governo mexicano’. Ressalta que, só na semana passada, 19 policiais e soldados morreram ‘no contra-ataque do grupo narcotraficante La Familia’. Com a novidade de usar até a TV no Estado de Michoacán. Um dos líderes da Familia surgiu propondo, para o presidente do país: ‘Estamos abertos ao diálogo’.


OBAMA SOB FOGO


Na manchete de papel do ‘Washington Post’, pesquisa mostrou menor popularidade de Barack Obama em temas chaves como a reforma do sistema de saúde. Destaque no Drudge Report, o instituto Rasmussen já apontou empate para as eleições em 2012.


Nas manchetes on-line de ‘WP’ e Huffington Post ao longo do dia, o cerco republicano à reforma proposta por Obama. O presidente do Partido Republicano diz que a derrota será ‘o Waterloo de Obama’.


‘LITTLE BRAZIL’


No ‘China Daily’ e depois despacho da Xinhua, reportagem mostrou o grupo de apoio às famílias de brasileiros que se mudam para o país, por organização da própria comunidade.


RÉU


No ‘JN’, ‘o juiz federal Fausto de Sanctis decidiu que Daniel Dantas volta ao banco dos réus, agora pelos crimes de formação de quadrilha, gestão fraudulenta’ etc.’


 


 


TELEVISÃO
Daniel Castro


Daniella Cicarelli esnoba ‘plano de carreira’ da Record


‘Apesar de ter fracassado na Band, a apresentadora Daniella Cicarelli recusou proposta da Record para participar da segunda edição de ‘A Fazenda’.


Para ter Cicarelli no reality show, a Record lhe ofereceu um ‘plano de carreira’. Após ‘A Fazenda 2’, ela ganharia um quadro de comportamento no ‘Domingo Espetacular’. Depois desse estágio, ganharia um programa próprio.


O agente de Cicarelli respondeu à Record que a apresentadora, no momento, insiste em ter um programa só dela.


Contratada pela Band no início do ano passado, Cicarelli naufragou no comando de um programa dominical. Neste ano, ela foi colocada na ‘geladeira’ da emissora, com a qual tem contrato até dezembro.


Cicarelli é a primeira celebridade que a Record convida para o elenco da segunda edição de ‘A Fazenda’. Os profissionais do programa foram avisados de que ‘A Fazenda 2’ deve estrear em 15 de novembro, mas essa data ainda não foi confirmada.


A Record estudava ontem pedir o bloqueio do espaço aéreo da região em que é gravado ‘A Fazenda’, em Itu (SP).


A emissora teme novos ‘ataques’ do ‘Pânico na TV’, que no sábado fez voos rasantes de ultraleve sobre o local e tentou comunicar aos participantes do reality show que Michael Jackson morreu e que Gugu Liberato trocou o SBT pela Record.


A emissora conseguiu na Justiça impedir a exibição pela Rede TV! das imagens captadas da fazenda. Após o primeiro sobrevoo, o elenco de ‘A Fazenda’ foi trancafiado na casa.


COMEÇOU MAL 1


A minissérie adolescente ‘Ger@l.com’ estreou ontem na Globo em terceiro lugar no ranking de audiência, segundo prévia do Ibope na Grande SP. Marcou 7,5 pontos, contra 7,7 do SBT e 12,2 da Record no horário (11h35/11h59).


COMEÇOU MAL 2


Na segunda-feira anterior, no mesmo horário, a Globo estava em segundo lugar (7,8 pontos), contra 8,3 da Record.


ESPORTE ALERTA


A Record mudou o tom do ‘Esporte Fantástico’, agora às 8h30, mas ainda com ibope baixo (quatro pontos). Anteontem, o conteúdo policial (Romário detido, boxeador morto, cocaína no futebol) dominou a pauta do esportivo.


ATAQUE 1


Um dos principais executivos do jornalismo da Record, Clóvis Rabelo estava até o início da tarde de ontem com um pé no SBT. Recebeu proposta diretamente de Silvio Santos para comandar o jornalismo.


ATAQUE 2


Silvio Santos deu carta branca a Tiago Santiago, autor da saga dos mutantes, novo contratado do SBT, para assediar profissionais da dramaturgia da Record. Santiago quer o diretor Alexandre Avancini e a atriz Bianca Rinaldi -duas das principais estrelas da Record.


CONSTATAÇÃO


De Silvio Santos, em seu programa: ‘Minha audiência está baixando porque quem me assiste está morrendo’.’


 


 


Marco Aurélio Canônico


Derivado de ‘Família da Pesada’ vaza na internet


‘Desenhos animados sobre famílias pareciam já ter rendido tudo o que podiam (pense em Flintstones, Jetsons, Simpsons, para ficar só nos mais famosos) quando o americano Seth MacFarlane lançou seu ‘Uma Família da Pesada’ em 1999 e mostrou que ainda havia ouro a extrair dessa fórmula.


E não era pouco: o desenho de MacFarlane virou uma hiperpopular franquia de US$ 1 bilhão (com contrato até 2012) e com respaldo crítico, como mostra a recente indicação ao Prêmio Emmy na categoria de séries cômicas (foi o segundo desenho a conseguir tal feito, após ‘Os Flintstones’).


Todo esse sucesso fez com que a Fox, que exibe a animação, pensasse em faturar ainda mais e pedisse um produto derivado da série (o chamado ‘spin-off’): ‘The Cleveland Show’, que estreia em setembro nos EUA, mas cujo episódio-piloto já está na web.


É mais um desenho centrado em uma família, dessa vez a de Cleveland Brown, o vizinho negro dos Griffin (o clã de ‘Uma Família da Pesada’).


Após perder a casa para sua ex-mulher, ele pega seu filho, o obeso adolescente Cleveland Jr., e se muda para sua cidade natal, onde vai reencontrar uma paixão dos tempos de escola (Donna, que tem dois filhos) e formar um novo lar.


‘Personagem com coração’


Em uma entrevista disponível no YouTube (bit.ly/dKfaW), MacFarlane explica que escolheu Cleveland para o ‘spin-off’ porque ele era o personagem ‘mais desenvolvido a ponto de sustentar sua própria série’. ‘É preciso que o personagem tenha coração e uma base. Ele tem muita alma; é introspectivo’, diz o criador.


A escolha também está ligada a Mike Henry que, além de dar voz a Cleveland (e a vários outros personagens), é roteirista do desenho original e do novo -e amigo de MacFarlane.


Curiosamente, são dois homens brancos criando uma animação sobre uma família negra. E, pelo que se vê no episódio-piloto, as questões raciais (e os estereótipos) vão ser temas recorrentes para o humor.


Em sua nova vizinhança, Cleveland terá como amigos um caipira racista e um desses branquelos ricos metidos a falar como se fossem ‘do gueto’.


Os fãs de ‘Uma Família da Pesada’ vão notar que MacFarlane está apostando na mesma fórmula: além dos vizinhos bizarros, há novamente um animal falante (um urso que mora na casa ao lado), uma criança superesperta (num papel análogo ao do bebê Stewie) e um casal de filhos adolescentes.


A primeira amostra de ‘The Cleveland Show’ (ainda sem data para estrear no Brasil) tem momentos bem divertidos, mas é cedo para saber se o ‘spin-off’ vai conseguir se livrar da sombra do original.’


 


 


 


************


O Estado de S. Paulo


Terça-feira, 21 de julho de 2009


 


ESCÂNDALO
O Estado de S. Paulo


Divulgado diálogo entre Berlusconi e prostituta


‘Uma revista italian colocou ontem em seu site a gravação de um suposto diálogo entre o primeiro-ministro Silvio Berlusconi e uma prostituta. No aúdio, o premiê pede a Patrizia D?Addario que espere na cama enquanto ele toma banho. Em entrevista a L?Espresso, Patrizia confirmou ter gravado não só a noite com Berlusconi, como todas as festas em sua residência. As festas, com jovens mulheres, abriram uma nova onda de escândalos sobre o premiê.’


 


 


INTERNET
Anelso Paixão, Amanda Romanelli e Valéria Zukeran


Twitter vira moda entre os esportistas


‘Canal de comunicação com o torcedor, ferramenta de aproximação com o público, veículo que democratiza a informação… São muitas as explicações para o sucesso que sites, blogs, imagens no YouTube, espaços no Orkut e Facebook e comentários no Twitter fazem entre técnicos e atletas famosos. Os poucos que ainda não aderiram correm para não perder o bonde da história. O aumento de adeptos vem na mesma proporção que a internet conquista novos fiéis. Ninguém quer ficar fora dos modismos que o mundo digital oferece de tempos em tempos.


O técnico do Santos, Vanderlei Luxemburgo, se antecipou à imprensa ao anunciar em seu blog, na madrugada do dia 27 de junho, que havia acabado de ser demitido do Palmeiras. O piloto de Fórmula 1 Nelsinho Piquet tratou de desmentir uma informação no dia 14, usando o Twitter. Ali, Nelsinho garantiu que permanecia empregado como piloto da Renault. O mesmo Luxemburgo confirmou oficialmente sua contratação como técnico do Santos na sexta-feira. O piloto Rubens Barrichello usa o espaço para seus constantes desabafos contra a equipe Brown GP, com a qual vive uma relação marcada por tapas e beijos.


Essa febre, aliás, não é restrita ao Brasil. Pelo contrário, é mundial e até demorou um pouco a chegar. O ciclista norte-americano Lance Armstrong, heptacampeão da Volta da França, sempre usou e abusou da ferramenta para informar os fãs e, principalmente, provocar seus rivais e federações, com quem gosta de polemizar. Coleciona nada menos que 1,5 milhão de seguidores.


Nos Estados Unidos, existe até lista dos jogadores da NBA mais acessados. O astro Shaquille O?Neal é a grande sensação entre os esportistas, com mais de 1,6 milhão de seguidores e ocupa a 10ª colocação na seleta relação dos primeiros do Twitter em todo o mundo. A diferença para os colegas da NBA é imensa. Steve Nash, nascido em Johannesburgo e naturalizado canadense, do Phoenix Suns, tem 71 mil seguidores, seguido do pivô LeBron James, com mais de 45 mil.


O atua fenômeno norte-americano da natação, Michael Phelps, oito medalhas de ouro na Olimpíada de Pequim, coleciona 21 mil. E os técnicos de basquete da NCAA, liga universitária, já disseram que utilizam o Twitter para trocar informações entre eles e seus jogadores.


DEMOCRATIZAÇÃO


Para Luiz Lombardi, assessor de imprensa do técnico Vanderlei Luxemburgo e responsável pela atualização de seu site, de seu blog e do Twitter, todos os espaços são fundamentais para a comunicação entre o técnico e o público. ‘Foi uma forma de democratizarmos a informação.. Hoje, qualquer empresa jornalística pode ter acesso à notícia ao mesmo tempo que os grandes veículos. Basta acessar o site.’


Foi assim que ocorreu quando Luxemburgo anunciou sua saída do Palmeiras. ‘Acabei de sair de uma reunião onde fui demitido do cargo de técnico da Sociedade Esportiva Palmeiras. O motivo alegado pela diretoria foi por eu ter quebrado a hierarquia do clube’, escreveu em seu blog no site Uol.


De acordo com o assessor, a informação foi postada por volta da 0h30 do sábado e a repercussão foi imediata. ‘Jornalistas de várias empresas entraram em contato comigo e, por volta da 1h30, eu estava no ar, ao vivo, na Rádio Bandeirantes’, conta Lombardi.


Mais de 1.800 comentários foram postados nos dias seguintes, mostrando a repercussão da notícia que partiu da própria fonte. ‘Isso acaba também com especulações’, afirma.


O técnico Vanderlei Luxemburgo também elogia o novo recurso. ‘É um canal de comunicação com o torcedor. E com muita legitimidade, já que é a palavra oficial do profissional. Também abre uma relação direta com o público, que pode se comunicar sem intermediários’, diz Luxemburgo.


MANO MENEZES


O técnico corintiano Mano Menezes, com a impressionante marca de mais de 540 mil seguidores no twitter (ler texto abaixo), diz que usa o espaço no Twitter apenas para uma interação com o torcedor, informando horários e locais de treinamento, raramente falando sobre a formação do time. ‘Nada de concorrer com o trabalho da imprensa. É uma forma de aproximação com o torcedor, para que entenda o dia a dia’, explica Mano.


O técnico, que garante não ter tempo para cuidar das informações postadas em sua página – o serviço fica a cargo da filha, Camila -, vibra com o retorno do torcedor. ‘É empolgante ver como todos querem participar.’


Mano garante também ter preocupação com o que pode pensar o torcedor sobre algumas atividades extras do técnico, por isso se explica. ‘Deixo isso com minha filha, até para não deixar nenhuma dúvida ao torcedor que estou cuidando das coisas do time, que são muitas.’


A VEZ DO ASTRO


A tenista norte-americana Serena Williams resolveu inovar em seu espaço no Twitter. Em mensagem recente, decidiu fazer perguntas a seus seguidores, e não apenas responder. Em sua página, colocou o seguinte recado: ‘Eu vou começar a fazer perguntas porque eu sempre quis fazer milhões delas. Sempre me questionaram milhões de coisas. Agora é a minha vez.’’


 


 


Anelso Paixão


YouTube é usado para negociar promessas


‘Ter um site já não é diferencial para qualquer atleta de ponta no País. Hoje, quase todos contam, além de sua página na internet, com ferramentas como MSN, Orkut, Twitter, YouTube, Facebook, entre outras. Quem está começando, também tira proveito dessas ferramentas digitais. Um caso curioso chamou a atenção mundial em 2008 e acabou abrindo caminho para centenas de outros sonhadores atletas amadores do Brasil.


O Liverpool, atual vice-campeão inglês e o time com mais títulos do Campeonato Inglês (18), além de cinco da Liga dos Campeões e três da Copa da Uefa, anunciou em setembro do ano passado a contratação de Vitor Flora, de 18 anos, do Botafogo de Ribeirão Preto. O atleta colocou seu vídeo no YouTube e foi visto pelo time inglês. Com cidadania italiana, o caminho foi facilitado e o garoto acabou indicado pelo técnico Rafa Benítez. Como não tinha contrato com o Botafogo, o Liverpool não pagou nada pela contratação. Na Inglaterra, disputou a temporada passada pelo time B do Liverpool e pode ser emprestado ao Middlesbrough.


Desde então, é comum ver pais e agentes de futebol colocando imagens de jovens promessas na internet, sonhando que o milagre se repita.’


 


 


POLÍTICA CULTURAL
Antonio Gonçalves Filho


Ministro da Cultura critica oposição e revela planos


‘O ministro da Cultura, Juca Ferreira, garantiu ontem, em conversa com o Estado, que o projeto de revogar e substituir a Lei Rouanet de incentivo à produção cultural vai aumentar os recursos à disposição da cultura, hoje em torno de R$ 1,3 bilhão. Por telefone, comentando um artigo publicado anteontem no caderno Cultura, sobre a discordância de autoridades e representantes de empresas paulistas a respeito da nova Lei Rouanet, Ferreira garantiu que o governo ‘ganhou uma batalha’ contra aqueles que, durante o processo de consulta pública sobre a sua reformulação, criticaram o governo de dirigismo cultural, ao propor que a decisão final sobre a concessão de incentivos a obras caiba a seu ministério e representantes da sociedade, e não aos departamentos de marketing de empresas.


É certo que o projeto, que deveria ser enviado ao Legislativo em junho, ainda terá de ser submetido à aprovação de deputados e senadores, provavelmente no próximo mês, mas o ministro mostra confiança em sua aprovação, após os ajustes feitos com base na avaliação de sugestões colhidas durante a consulta pública feita por seu ministério. ‘Os que discordam do projeto de reformulação são os maiores beneficiários da lei atual’, argumenta o ministro, classificando o enfrentamento dos empresários paulistas de ‘belicoso’. Ele garante que sua biografia política é um atestado contra qualquer tentativa de dirigismo cultural e que a atual legislação, com critérios de análise um tanto vagos, é que permite a distribuição aleatória de recursos, não cumprindo o compromisso democrático.


Ferreira defendeu a instituição de um modelo híbrido de financiamento cultural em que o Fundo Nacional de Cultura e fundos setoriais que serão criados pelo governo irão permitir uma melhor avaliação dos projetos culturais. Respondendo a uma crítica do setor empresarial, de que o governo não tem pessoal para julgar esses projetos, Ferreira lembrou que será aberto um concurso público para pareceristas.


Nesta quinta, o Congresso deverá receber outro projeto de lei do MinC, que institui o Vale Cultura, mecanismo para subsidiar o consumo de produtos culturais. O projeto do vale corre paralelo à nova lei e já desperta o interesse das centrais de trabalhadores, mas precisa de aliados políticos na Oposição para ser aprovado – algumas mudanças previstas não agradam aos setores empresariais, que certamente receberão menos patrocínios.’


 


 


LITERATURA
Ubiratan Brasil


Morre o autor de As Cinzas de Ângela


‘Publicado em 1996, o livro biográfico As Cinzas de Ângela (Objetiva) provocou acusações desenfreadas. Afinal, logo em seu primeiro parágrafo, o escritor americano Frank McCourt escreveu que seus pais nunca deveriam ter voltado para a Irlanda, pois nada se comparava à versão irlandesa da pobreza. ‘É a minha história, minha experiência’, defendeu-se ele, que faturou o Prêmio Pulitzer de romance como garantia de valor da obra. McCourt morreu domingo, aos 78 anos, em Nova York, onde nasceu. Estava com câncer de pele e meningite.


Embora americano, ele voltou para a Irlanda ainda pequeno. Lá, sofreu com o alcoolismo do pai, o que só acentuou a extrema pobreza vivida pela família. Tais lembranças foram decisivas na escrita de As Cinzas de Ângela – situada na década de 30, é a história de seu pai, Malachy, que gastava cada tostão que ganhava com bebidas, enquanto a mãe, Ângela, percorria os bares da cidade, arrastando os filhos pela mão, em busca de alguma moeda perdida. A degradação é tamanha que a miséria logo vitima seus três irmãos.


Aos 11 anos, McCourt já era arrimo de família; aos 13, começou a trabalhar e a sonhar com sua volta aos Estados Unidos, o que aconteceu quando chegou aos 19 – a autobiografia termina quando ele avista, do barco que o leva da Irlanda, a cidade de Nova York. O que seria um farto material para um melodrama é bem tratado pelo escritor, cujo texto é deliberadamente alheio a qualquer tipo de realismo social e com momentos de muito humor.


Antes de ganhar a notoriedade com o livro (adaptado para o cinema por Alan Parker), McCourt era famoso como professor dedicado a incentivar o ensino da literatura e a arte de contar histórias. COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS’


 


 


TELEVISÃO
Keila Jimenez


Na Band, fé dá ibope


‘A Band passa por um dilema em sua programação matinal: o Dia Dia, atração que estreou em março na emissora, registra menos audiência que o Show da Fé, religioso que loca horário no canal.


Segundo medição do Ibope na Grande São Paulo, a atração comandada por Patrícia Maldonado, Lorena Calábria e Daniel Bork não consegue alcançar nem 1 ponto de média de audiência em muitos dias. Na segunda-feira passada, a atração alcançou média de 0,4 ponto de audiência, enquanto o Show da Fé, que vai ao ar às 21 horas, registrou média de 1,3 ponto. Na quarta-feira não foi diferente: o Dia Dia obteve média de 0,7 ponto, enquanto o culto eletrônico de RR Soares ficou com 1,2 ponto. Na última sexta-feira, o Show da Fé obteve 1,3 ponto e o Dia Dia, 0,8 ponto.


A Band, por meio de sua assessoria, lembra que essa comparação tem de ser feita com ressalvas porque os programas vão ao ar em horários diferentes, e o total de TVs ligadas à noite soma o triplo do número de TVs ligadas pela manhã. A rede destaca que o Dia Dia aumentou a média do horário de 0,8 para 1,2 ponto e que tem trabalhado para elevar esse ibope.’


 


 


 


************

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem