Sexta-feira, 19 de Julho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1046
Menu

FEITOS & DESFEITAS >

Impresso em baixa, internet em alta

23/03/2006 na edição 373

O anúncio, na quarta-feira (22/3), de que a queda de receita apresentada pela New York Times Company no primeiro trimestre de 2006 seria, em parte, culpa do Boston Globe e de outros jornais da mesma região provocou uma crise de ansiedade nas redações dos títulos citados, noticia Keith J. Kelly [New York Post, 23/3/06]. Tudo porque o publisher do New York Times e presidente do conselho do grupo, Arthur Sulzberger Jr., anunciou planos de ir a Boston na próxima semana.


Representantes da New York Times insistem que a visita de Sulzberger é apenas ‘rotina’ e que não há mais cortes de empregos planejados. No ano passado, a companhia havia afirmado que pretendia cortar 500 empregos entre o fim de 2005 e início de 2006. Ontem, veio o anúncio de que ela esperava uma queda nos lucros do primeiro trimestre deste ano, por causa das demissões – que poderão custar até US$ 10 milhões – e da situação do New England Newspaper Group, braço responsável pelos jornais da região de Boston.


Publicidade online


Os lucros da companhia foram prejudicados pela tendência – sofrida também pelas empresas rivais – de declínio de receita publicitária nos veículos impressos. No New England, a receita caiu 12% em fevereiro. A receita geral com circulação, segundo a companhia, continua praticamente a mesma do ano passado. Aí também o New England aparece prejudicado, muito pelo acidente, no fim de janeiro, da divulgação de nomes e números de cartões de crédito de assinantes. A New York Times alertou ainda que os ganhos gerais do primeiro trimestre podem vir a apresentar queda de 71% com relação aos do ano anterior, que incluíram uma grande parcela com aquisições de novos negócios.


A companhia apresentou crescimento forte na publicidade online e no portal About.com, comprado em março de 2005, seguindo a tendência da indústria de depender cada vez mais da internet para obter resultados financeiros positivos. Em fevereiro, a receita publicitária da New York Times cresceu 3,7%. Sem contar com os resultados do About.com, entretanto, a receita cresceu míseros 0,6%. O portal, que oferece dicas de especialistas em temas que vão de consertos domésticos a imposto de renda, apresentou crescimento de 75%. Com informações de Frank Byrt [Dow Jones Newswires, 22/3/06].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem