Domingo, 09 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1016
Menu

FEITOS & DESFEITAS >

Internet se destaca na cobertura dos Jogos

Por Leticia Nunes e Larriza Thurler em 26/08/2008 na edição 500

Fim dos Jogos Olímpicos, hora de balanço. Nos EUA, a cobertura televisiva do campeonato em Pequim, com os direitos de transmissão nas mãos da NBC, foi sem precedentes, com audiência de cerca de 30 milhões de telespectadores no canal principal da rede e outros milhões a mais espalhados em seus canais a cabo. O grande destaque do mês, entretanto, foi o sucesso da internet como plataforma suplementar à TV. Neste quesito, dois sítios foram merecedores de medalhas: a própria página da NBC e a seção olímpica do portal Yahoo!.

Levando em conta o aumento do acesso à internet com banda larga, o NBCOlympics.com ofereceu aos internautas 2.200 horas ao vivo dos Jogos. Foram mais de 1,2 bilhão de páginas acessadas e 72 milhões de transmissões de vídeo. A popularidade do sítio já promete aumentar a disputa pelos direitos de transmissão para as Olimpíadas de 2014 e 2016.

A programação ampla na rede permitiu que os internautas fãs dos Jogos pudessem escolher em que prestar atenção. ‘A internet está permitindo que as pessoas criem sua própria experiência olímpica’, resume Jon Gibs, vice-presidente de análise de mídia do Nielsen Online.

Vídeos

Como detentora nos EUA dos direitos dos Jogos, a NBC era a única fonte de vídeos online e a única organização de mídia autorizada a usar os logotipos das Olimpíadas de Pequim. Mas, ainda com limitações, o Yahoo! também foi sucesso de público. O portal uniu matérias jornalísticas com slide shows de fotografias das competições e conseguiu atrair audiência parecida com a recebida pela NBC. ‘A demanda que estamos vendo excedeu nossas mais loucas expectativas’, diz Jimmy Pitaro, chefe de esportes e entretenimento do Yahoo!.

Estatísticas citadas pela NBC mostram que seu sítio levou clara vantagem sobre o portal, mas os números do Nielsen Online revelam que o Yahoo! atraiu, em média, 4,7 milhões de visitantes únicos por dia até 18/8, comparado com os 4,3 milhões da NBC. O AOL, terceiro sítio no ranking, contabilizou 1,3 milhão de visitantes diários.

Segundo Alan Wurtzel, chefe de pesquisa da NBC, grande parte dos visitantes do NBCOlympics.com usou o sítio como um serviço de vídeo. ‘As pessoas querem ver os eventos que perderam na TV. Cerca de metade delas diz que esta é a ‘principal razão’ para ver os vídeos online. A ‘segunda razão’, citada por quase 40%, é que elas querem ‘rever os grandes eventos que viram antes na TV’’, explica.

Sem os vídeos, os outros sítios de notícias olímpicas, como os operados pela ESPN, Sports Illustrated, New York Times e USA Today, também tiveram níveis bons de tráfego. Eles se diferenciaram da NBC com matérias aprofundadas de comportamento e entretenimento. A matéria mais lida no Yahoo! este mês, por exemplo, foi um artigo sobre ‘Por que os saltadores sempre tomam duchas’ depois de saírem da piscina. Informações de Brian Stelter [The New York Times, 25/8/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem