Sábado, 18 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

FEITOS & DESFEITAS > PROFISSÃO PERIGO

Jornalistas palestinos sofrem com intimidação

27/11/2007 na edição 461

O jornalista palestino Hafez Asakreh, editor da agência de notícias independente Ma´an, foi seqüestrado na noite de sábado (24/11) por cinco homens mascarados e mantido em cativeiro por 11 horas. Asakreh ia para o trabalho quando foi capturado pelos homens armados, que o obrigaram a entrar em um carro e o levaram para um local não identificado. O jornalista foi libertado sem ferimentos.

Segundo Nasser Lahham, editor-chefe da agência, os seqüestradores teriam ordenado que Asakreh publicasse matérias relacionadas a segurança e questões políticas nos territórios palestinos. ‘Eles queriam que publicássemos matérias sem fundamento’, explicou Lahham, sem fornecer detalhes. ‘Eles queriam nos causar problemas com outras facções palestinas e com as forças de segurança da Autoridade Palestina’.

O Sindicato dos Jornalistas Palestinos condenou o seqüestro de Asakreh e lembrou que os jornalistas locais têm sofrido uma intensa campanha de intimidação. O órgão pediu que a liderança da Autoridade Palestina dê início a uma investigação sobre este último incidente e apelou a organizações internacionais em defesa dos direitos humanos para que divulguem a situação sofrida pelos profissionais de imprensa palestinos.

Repressão

Ainda em novembro, agentes de segurança da Autoridade Palestina na Cisjordânia prenderam o jornalista Mu´taz al-Kurdi, que também trabalha na Ma´an e é proprietário de uma emissora de televisão, por transmitir ao vivo uma coletiva de imprensa com o primeiro-ministro Ismail Haniyeh, do Hamas. A emissora foi fechada, e a repressão gerou uma série de protestos de jornalistas palestinos. Kurdi foi libertado 24 horas depois.

Outros jornalistas palestinos e organizações de mídia na Cisjordânia foram vítimas de intimidação pelas forças de segurança do Fatah, acusados de envolvimento com o Hamas. Na Faixa de Gaza, por outro lado, o Hamas também atrapalha a vida dos jornalistas, especialmente os afiliados ao Fatah. Informações de Khaled Abu Toameh [The Jerusalem Post, 25/11/07].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem