Domingo, 23 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1005
Menu

FEITOS & DESFEITAS > PULITZER 2004

Los Angeles Times leva cinco prêmios

13/04/2004 na edição 272

Foram anunciados em 5/4/04 os vencedores da 88a edição dos prêmios Pulitzer, os mais importantes do meio jornalístico, concedidos pela renomada Universidade de Colúmbia, de Nova York.

O grande destaque ficou para o Los Angeles Times, que levou cinco prêmios: furo de reportagem, pela cobertura dos incêndios no sul da Califórnia; reportagem nacional, pela análise da política que fez do Wal-Mart, maior companhia do mundo; crítica, pelas observações do resenhista de automóveis Dan Neil; editorial, pelas colunas de William Stall que analisaram o confuso governo californiano, indicaram soluções e serviram de modelo para a complexa questão fiscal do Estado; e fotografia, pelo trabalho de Carolyn Cole sobre a visão dos bastidores do povo na guerra civil da Libéria.

The New York Times ganhou o prêmio de serviço público pelo trabalho de David Barstow e Lowell Bergman, sobre segurança no trabalho nos EUA. The Wall Street Journal abocanhou dois prêmios: reportagem explicativa, pelos textos de Kevin Helliker e Thomas M. Burton sobre aneurismas; e reportagem de impacto, pelas matérias meticulosas de Daniel Golden sobre a preferência dada a filhos de bacharéis e doadores em universidades americanas. The Washington Post levou o prêmio de reportagem internacional, pelos sensíveis textos de Anthony Shadid sobre o Iraque, e de reportagem investigativa, pela série do jornalista Toledo Blade sobre as atrocidades na Tiger Force, uma unidade de elite voluntária, durante a Guerra do Vietnã. Leonard Pitts Jr., do Miami Herald, levou o prêmio de comentarista, por suas vibrantes colunas dirigidas a pessoas comuns para falar de assuntos muitas vezes polêmicos. David Leeson e Cheryl Diaz Meyer, do Dallas Morning News, levaram o prêmio de melhor foto de furo de reportagem, pelas imagens que traduziram a violência e a rudeza da guerra no Iraque.

Neste ano, não foi entregue o prêmio de ‘reportagem fria’. É a primeira vez que isso ocorre desde que a categoria foi criada, em 1979. Membros do Pulitzer não deram grandes explicações, afirmando apenas que nenhum candidato foi maioria no júri.

Cada prêmio é de US$ 10 mil, exceto o de serviço público, cujo vencedor leva uma medalha de ouro. Informações da AP [5/4/04] e de David Carr [The New York Times, 5/4].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem