Quinta-feira, 18 de Abril de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1033
Menu

ENTRE ASPAS >

Mesmo horário, mesma emissora, nova freqüência

Por Luiz Egypto em 30/06/2007 na edição 439

A partir de segunda-feira (2/7), o programa radiofônico do Observatório da Imprensa deixa a Cultura FM e passa a ser transmitido pela Rádio Cultura AM 1.200 kHz, no mesmo horário das 9h. Nas demais praças a veiculação do OI no rádio permanece inalterada: Rádio MEC AM, às 10h, e Rádio MEC FM, às 10h05 (Rio de Janeiro); Rádio Nacional FM, às 9h05 e 12h30, e Rádio Nacional AM, às12h30 (Brasília); Rádio Universidade Federal do Rio Grande FM, 11h15 (Rio Grande, RS); e Rádio Poste DCE da Feevale, 12h (Novo Hamburgo, RS).


A mudança de freqüência na Cultura deveu-se à alteração na grade de programação das duas emissoras da Fundação Padre Anchieta (FPA), de São Paulo. ‘Por orientação no novo presidente da Fundação, Paulo Markun, a Cultura FM deverá ser uma rádio mais musical e menos jornalística’, explica Gioconda Bordon, que assumiu a coordenação do Núcleo de Rádio da FPA. ‘A missão da FM sempre foi a de ser uma rádio musical, e a AM uma rádio jornalística e de prestação de serviços.’


Gioconda conta que desde que a FM começou a gradativamente apresentar mais programas falados, muitos ouvintes reclamavam da perda de identidade da emissora. ‘Agora o ouvinte ganha uma rádio mais musical, que vai trabalhar para oferecer uma programação erudita com maior fluidez e mais bem pensada.’


O que migra


Com foco preferencial na música erudita, de acordo com os objetivos estabelecidos em sua fundação, a Cultura FM – que completa 30 anos em 11 de julho – aproveitou o embalo da mudança para ampliar sua presença na internet, onde até há pouco tinha atuação tíbia, limitada a apenas 20 ouvintes simultâneos. Um acordo de cooperação com a Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de São Paulo (Fapesp) contribuiu para superar as limitações técnicas e a programação da FM pode agora ser ouvida, em tempo real e sem limite de conexões, neste endereço. A Rádio Cultura AM pode ser ouvida aqui. (Para acesso a ambas é preciso ter instalado o programa Windows Media Player.)


‘O desafio é fazer uma programação pensada e variada, que mantenha boa interatividade com o ouvinte para saber o que ele quer ouvir; é fazer uma bela rádio de música clássica, uma rádio elegante’, diz Gioconda. O jornalismo na FM deverá se limitar às notas informativas lidas nas horas cheias e ao programa Atenção Brasil, transmitido das 19h às 20h, que passa a ter uma pauta exclusivamente cultural. A emissora também deixará de veicular anúncios publicitários, mantendo apenas os apoios institucionais.


‘Na Cultura AM não haverá grandes modificações. Ela se mantém uma rádio jornalística, de prestação de serviço e de música popular brasileira’, diz Gioconda. ‘Migrarão da FM para a AM apenas os programas que couberem nesse perfil: os jornalísticos, como é o caso do Observatório da Imprensa, e os programas de música brasileira de raiz.’

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem